fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Confira cinco lançamentos de discos que movimentaram o mês de março

Tem álbum de Djonga, Pabllo Vittar, Lô Borges e outros. Confira:

Por Thiago Fonseca *

30/03/2020 às 12:17 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Djonga - Foto: Daniel Assis / Divulgação

É claro que a pandemia que estamos enfrentando afeta diretamente a produção cultural. Mesmo assim, o mês de março foi marcado por uma série de lançamentos de discos. Todos os meses vamos destacar as novidades das plataformas de streaming de música. Na lista a seguir, tem novo disco de Lô Borges, Djonga, Pabllo Vitar, Duo Lipa e Mariana Nunes. Se você disponibilizou seu single pela internet, manda pra gente também!

Lô Borges

Menos de um ano após o lançamento de Rio da Lua, Lô Borges chega com o mais novo álbum: Dínamo. O disco é o 19º da longa carreira. São 48 anos de estrada. Com dez canções, foi inteiramente composto em parceria com o poeta, compositor e violeiro Makely Ka. Um processo que levou três meses de troca de mensagens. Sendo assim, ao longo do repertório, Dínamo passeia por diferentes ritmos e estilos. Tem ainda, participação especial de Samuel Rosa, vocalista do Skank.

 

Pabllo Vittar

Vittar lançou 111, terceiro disco da carreira, que sucede Não Para Não, de 2018. Além das músicas já disparadas em novembro do ano passado, como por exemplo, Amor de Que, Parabéns e Flash Pose, o disco apresenta Tímida, Clima Quente, Lovezinho, Rajadão e Salvaje. São nove canções que contam com parceira de Ivete Sangalo, Thalia, Jerry Smith e outros. Pabllo mostrando, mais uma vez, a força que o feat tem na música atualmente. Em síntese, um disco com músicas de ritmos váriados, em três línguas. A cantora continua falando de amor e cotidiano.

 

Djonga

De Belo Horizonte para o mundo. Gustavo Pereira Marque, ou melhor, Djonga, ganhou notoriedade internacional com o rap que fala, em resumo, sobre política, amor e vivências na periferia. Após os discos de 2017, 2018 e 2019, lançou no dia 13 de março, mesma data em que os trabalhos anteriores, o quarto álbum de estúdio, Histórias da Minha Área. O projeto, que conta com dez faixas inéditas, tem participações especiais de MC Don Juan, Bia Nogueira, Cristal, NGC Borges e FBC. O disco ainda chamou a atenção devido à sua capa. A arte mostra cinco jovens vestidos com camisas de times de futebol encarando os próprios cadáveres, vítimas de violência.

Mariana Nunes

Segundo disco da carreira de Mariana Nunes, Cantantechegou ao mercado em março após um hiato de 11 anos do lançamento de A Luz é Como a Água. Inicialmente planejado para ser produzido com Flávio Henrique, falecido em janeiro de 2018, Mariana Nunes escolheu gravar pela primeira vez com o carioca Jaques Morelenbaum. Um grande acerto! Sendo assim, o disco é composto de nove canções de samba-jazz, da bossa nova e da música brasileira contemporânea. O álbum conta, ainda, com participações especiais de Ed Motta, João Cavalcanti e de Juarez Moreira. No repertório canções de Caetano Veloso, Vinícius de Moraes, Toninho Horta, Flávio Henrique, Edu Krieger, Ed Motta e Nelson Motta.

Dua Lipa

Por fim, Future Nostalgia, Dua Lipa nos apresentou um disco dançante, diferente do álbum lançado em 2017. Com onze canções, o novo projeto da cantora inglesa começou a ser gravado em janeiro de 2018. Nos surpreende ao trazer uma miscelânea de gêneros musicais, como por exemplo, o pop, disco, house, funk, techno e outros. Em síntese, um disco onde Dua Lipa recupera a preocupação em superar um relacionamento.

 

 

Lô Borgues lançou seu 19º disco, Dínamo – Foto: Flávio Charchar / Divulgação

photo

Cultura para enfrentar a quarentena: programação de lives da próxima semana

A primeira semana de lives com convidados no Instagram do Culturadoria foi tão gostosa que resolvemos expandir o projeto para mais uma rodada. Do dia 30 de março a 3 abril, receberemos 10 convidados que levarão cultura, arte, entretenimento e educação até você, em lives, sempre às 10h e 17h. Já passaram pelo projeto 16 […]

LEIA MAIS
photo

Cinema na quarentena: Minha Mãe é uma peça 3 chega ao streaming

A chegada de Minha Mãe é uma peça 3 ao streaming, no contexto de reclusão em que estamos vivendo, vai contribuir ainda mais para os números estratosféricos que todos os projetos dessa franquia de Paulo Gustavo costumam alcançar. Nenhum problema com isso. Como Bertolt Brecht costumava dizer, já que ninguém ri do que não entende, […]

LEIA MAIS
photo

O que filmes e séries ensinam sobre momentos de pandemia

“A gripe é extremamente difícil de prever. Basta uma pessoa, um hospedeiro para começar um surto, o que pode levar a uma pandemia”. A frase dita na série Pandemia, de 2019, disponível na Netflix, nunca esteve tão popular. Em tempos de Coronavírus, ela e outras produções audiovisuais podem nos ensinar muita coisa sobre como lidar […]

LEIA MAIS