fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Melhores casais da ficção para acreditar no amor

Conheça ou relembre casais super fofos da ficção para acreditar no poder do amor e do afeto

Por Jaiane Souza *

11/06/2020 às 15:32 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Jim e Pam, série The Office. Crédito: NBC

Depois das trilhas sonoras para embalar a semana do dia dos namorados e das dicas de filmes picantes, chegou a vez vez de falar dos casais da ficção. Selecionamos alguns personagens que nos deixam com o coração quentinho a partir das suas histórias e relação. Todas elas são de companheirismo, empatia, apoio, amizade e, claro, muito amor. Confira!

Mônica e Chandler – Friends

Quando pensamos em Friends, muitas vezes, o primeiro casal que vem à mente é Ross e Rachel. No entanto, é inegável que Monica e Chandler (Courteney Cox e Matthew Perry) é o melhor casal. Eles são engraçados, fofos e compreensivos e mostram como uma relação só dá certo com muito apoio e respeito.

Os personagens começaram a se relacionar sem nenhuma pretensão no fim da quarta temporada da série. Foi uma tentativa de passar o tempo em mais um casamento desastroso de Ross (irmão de Monica). Depois disso, continuaram se encontrando escondidos do resto da turma até que todos descobriram e deram muito apoio. Inclusive fica a dica de um dos episódios mais engraçados da série: Aquele em que todos descobrem. EP 14 T5. Além disso, já publicamos aqui uma lista com os EPs mais emocionantes de Friends.

Friends está disponível na Netflix.

Lily e Marshall – How I Met Your Mother

Vividos por Alyson Hannigan e Jason Segel o casal de personagens ensinam muitas lições para o espectador, seja em relações amorosas ou não. Só para ilustrar, eles sempre sabem quais são e respeitam os limites de uma briga, são companheiros e compreensivos e prezam pela honestidade. Além disso, têm também características que são só deles, “Lilypad” e “Marshmallow”, por exemplo, são alguns dos vários apelidos clichês e carinhosos que eles se dão. Em resumo, durante toda a série são exemplo para os outros três amigos, que passam por poucas e boas quando o assunto é relacionamentos.

Todas as temporadas de How I met your mother estão disponíveis na Amazon Prime Video.

Léo e Gabriel – Hoje eu quero voltar sozinho

O filme conta a história de Léo (Guilherme Lobo), um adolescente cego que busca por independência, mas precisa lidar com as barreiras impostas pelos pais. Junto com a melhor amiga ele pensa em alternativas para conseguir mais liberdade, isso inclui até a possibilidade de fazer um intercâmbio. Um belo dia, Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade e se aproxima de Léo, fazendo com o garoto entre em uma jornada de autoconhecimento, tanto pessoal quanto sobre a sexualidade. Em suma, o filme e a relação entre os dois personagens provoca uma reflexão sobre os tabus que existem na vida das pessoas cegas (ou com outras deficiências), sobre sexualidade, adolescência e relação com os pais.

Hoje eu quero voltar sozinho está disponível na Netflix, no Google Play e no YouTube Filmes

Jim e Pam – The Office

A série mostra o dia a dia de um escritório que vende papel no qual Pam (Jenna Fischer) é recepcionista e secretária e Jim (John Krasinski) é vendedor. Eles são bons amigos, Jim é apaixonado por Pam, que está noiva e guarda consigo o amor por muito tempo. Quando têm a possibilidade de ficar juntos, o casal é um exemplo para muitos, inclusive para relações não amorosas. Isso porque a amizade e as piadas internas se mantêm. Por outro lado, o amor entre eles só aumenta. Em diversas cenas de verdadeiro caos na série Jim e Pam são o respiro e segurança de que tudo continua bem e se normalizará. 

A série completa está disponível no Amazon Prime Video

casais da ficção

Hoje eu quero voltar sozinho. Crédito: Vitrine Filmes

Elio e Oliver – Me chame pelo seu nome

O filme é uma adaptação do livro de mesmo nome de André Aciman e mostra o amadurecimento afetivo e sexual de Elio (Timothée Chalamet) um adolescente que passa férias na Itália com o pai, um pesquisador de história da arte. O pai sempre recebe alunos para ajudarem nas pesquisas, até que no verão daquele ano (1983) Oliver (Armie Hammer) chega. Por ser uma presença diferente, Elio demonstra resistência no começo. Mas depois o filme se desenrola e os dois se apaixonam. Isso é tratado com naturalidade total (como sempre deveria ser) e garante o grande diferencial do filme. 

O longa está disponível no YouTube Filmes e no Google Play

 

photo

Confira editais emergenciais para a cultura em tempos de pandemia

Atenção artistas e produtores da cultura! A Prefeitura de Belo Horizonte, o Governo do Estado de Minas e Instituto de Conteúdos Audiovisuais Brasileiros estão com inscrições abertas para editais culturais. Todos eles disponibilizam verbas e contemplam diversas áreas, como a música, artes cênicas, artes visuais, audiovisual e outras. As inscrições são online. Dois deles exigem […]

LEIA MAIS
photo

Comédias românticas da nova era: entre no clima do Dia dos Namorados

A semana do Dia dos Namorados não poderia começar sem ter dicas de comédias românticas para ver. Quem é fã de clássicos como 10 coisas que odeio em você e De repente 30, não pode deixar de explorar essa lista com novos representantes do gênero com temática adolescente. São histórias fofas, com personagens estilosos, autoamor […]

LEIA MAIS
photo

Playlists para embalar a semana do Dia dos Namorados

O nosso especial do Dia dos Namorados começou com dicas de comédias românticas da nova era para você curtir no streaming. Agora, é a vez da música. Isso porque, um jantar romântico com o crush, com o namorado ou sozinho merece trilha sonora (mas não vá furar a quarentena, hein, se cuida). Pensando nisso, selecionamos […]

LEIA MAIS