fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Conheça cinco super-heróis brasileiros que prometem dar o que falar

Feitos de forma independente ou pelas gigantes Marvel e DC Comics, os personagens mostram diferentes faces do Brasil

Por Jaiane Souza *

08/12/2020 às 10:55 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Yara Flor, super-heroína na DC é nova versão de Mulher-Maravilha. Crédito: DC Comics

Quando pensamos em super-heróis, na maioria das vezes o que vem à mente são os grandes nomes da Marvel e da DC Comics, por exemplo. Você já imaginou uma Mulher-Maravilha brasileira? Pois a DC acabou de criar. Trata-se de Yara Flor. 

A super-heroína estará no Future State. Este evento de quadrinhos é, em resumo, uma espécie de crossover. A ideia é misturar personagens novos e clássicos. Mas quem é Yara Flor? É uma personagem escrita por Joëlle Jones, mesma de Batman, Mulher Gato, Feiticeira Escarlate, Mulher-Aranha etc. Yara Flor mora nos Estados Unidos. É uma imigrante brasileira e indígena da Amazônia.

A heroína vai ganhar uma série de TV no canal CW. A produção executiva será da roteirista Dailyn Rodriguez. Além disso, é a primeira vez que uma personagem da América Latina será uma super heroína da DC em seriado. Aguardamos mais detalhes sobre a personagem. Saiba mais aqui

Por isso, além de Yara Flor, separamos a seguir mais alguns super-heróis brasileiros para você conhecer. Confira!

O Homem de Preto

Criado em 1976, o personagem foi desenvolvido por Emir Ribeiro, um dos grandes nomes dos quadrinhos nacionais. O Homem de Preto estreou no suplemento dominical O Pirralho, do Jornal da União de Pernambuco. De origem misteriosa, é um justiceiro que aparece apenas a noite para combater bandidos perigosos. Para isso não usa armas, apenas uma corrente de um metro com um gancho na ponta. Em 1989, foi para o cinema em forma de longa independente. Está disponível no YouTube.

Além do Homem de Preto, Emir Ribeiro também é autor de outros super-heróis brasileiros. Entre eles estão, por exemplo, Velta e o indígena Itabira. Veja mais aqui

Mancha Solar

Este é o primeiro personagem brasileiro da Marvel. Estreou em 1982, criado por Chris Claremont e Bob Mcleod. Nascido no Rio de Janeiro com o nome de Roberto da Costa, o personagem manifesta os primeiros poderes ao sofrer racismo durante um jogo de futebol amador. A habilidade inicial era transformar energia solar em força. Entretanto, na medida em que a história avançou, passou a voar, a emitir rajadas e plasma superaquecido. Na televisão, participou da série de animação X-Men: Evolution. No cinema, apareceu, por exemplo, em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido e estará em Novos Mutantes

Maisha

Maisha a super Capoeirista surge no coração da Bahia para representar a força das mulheres brasileiras. Dessa forma, une as habilidades da capoeira a poderes místicos para combater o crime na cidade. Ela é uma criação do desenhista Fernando G. Fernandes. Faz parte da coleção da Selva Branca Comics, especializada em histórias em quadrinhos inspiradas na cultura popular brasileira. O primeiro volume você encontra aqui

Capitão 7

É um dos primeiros super-heróis brasileiros. A produção de Rubem Biáfora foi exibida na TV Record entre 1954 e 1966. Chegou aos quadrinhos em 1959. Foi quando a editora Continental Outubro adquiriu os direitos.

Na infância o Capitão 7 foi levado por alienígenas para o Sétimo Planeta. Dessa maneira, cresceu em meio a um processo para aprimorar corpo e mente. De volta à Terra, na fase adulta, tem o poder de voar. Também se locomove em altas velocidades. Além disso, sobrevive a ambientes inóspitos e tem muita força. No entanto, tudo isso só funciona quando está em trajes espaciais. 

Devido à importância do Capitão 7 para os quadrinhos, vários autores nacionais se uniram para criar o Dia do Super-Herói Brasileiro. É comemorado todos os dias 24 de outubro, data da estreia do seriado As Aventuras do Capitão 7 na televisão. Saiba mais aqui

 

super-heróis brasileiros

Capa do quadrinho Capitão7. Crédito: Editora Continental

 

 

photo

Mank: as impressões sobre o novo filme de David Fincher

Você já reparou que com alguns filmes a experiência depois que ele acaba chega a ser até melhor do que durante a projeção? Foi o que eu senti vendo Mank, o novo do diretor David Fincher, já disponível na Netflix.  São cerca de 130 minutos, em preto e branco, com muitos flashbacks. Tudo para contar […]

LEIA MAIS
photo

Filmes e séries de terror para ver no streaming

Uma pesquisa divulgada pela Universidade de Chicago constatou que os fãs de terror podem estar lidando melhor com a pandemia. Parece brincadeira, né? Mas não é não. O estudo foi feito por uma equipe de psicólogos.  Fato é: produções de terror dividem muito o público. Os aficionados pelo gênero, por exemplo, se interessam pelas sensações que […]

LEIA MAIS
photo

Em Paisagens Sonoras Flávio Venturini passeia por estilos de 45 anos de carreira

Há sete anos Flávio Venturini não lançava um álbum de inéditas. Mesmo assim, desde 2017, andou colocando no mundo singles do disco Paisagens sonoras. O resultado são 12 canções que passam pelas mais diferentes identidades de Venturini como compositor: baladeiro romântico, folk mineiro, soul, a pegada do 14 Bis e do Clube da Esquina. A […]

LEIA MAIS