Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Conheça cinco livros de John Le Carré, um dos maiores escritores de suspenses de espionagem da história

Escritor britânico morreu no dia 12 de dezembro de 2020 e deixou um legado para a literatura internacional
David Cornwell, mais conhecido como John Le Carré, é o mestre dos romances de espionagem. Ficou conhecido mundialmente com a publicação do livro O Espião que saiu do frio, lançado em 1963. Depois, caiu no gosto dos leitores e se tornou célebre pelos livros de espionagem no contexto da Guerra Fria.
Além disso, a escrita intrigante de John Le Carré também narrou histórias do terrorismo islâmico, da União Soviética, da política dos EUA e da indústria farmacêutica na África. Ou seja, tramas complexas, cheias de quebra-cabeças e mistério. Assuntos que foram influenciados pela experiência como agente do serviço secreto britânico. Em resumo, um dos maiores escritores de suspenses de espionagem da história.
A atuação na literatura classificou John Le Carré na 22ª posição da lista dos 50 maiores escritores britânicos desde 1945, do The Times. O escritor deixou o mundo no dia 12 de dezembro de 2020. Para relembrar o seu trabalho, separamos cinco livros que você deve ler.

O Espião que Sabia Demais

Este é um livro sobre um agente que espia espiões. A obra conta a história de George Smiley, que, nos anos 1970, durante a Guerra Fria, recebe a missão de descobrir um infiltrado no serviço secreto britânico. Nessa saga, ele encontra muitas mentiras e traições. A história rendeu um filme de mesmo nome com direção de Tomas Alfredson, que recebeu uma indicação ao Oscar. Veja no Now.

O Jardineiro Fiel

O romance foi escrito em 2001 e conta a história de um diplomata que tenta desvendar o assassinato de sua esposa. Tessa foi morta na África enquanto viajava com um amigo. Quayle descobre que ela foi morta por ter desvendado um esquema criminoso de uma empresa farmacêutica. A obra virou filme dirigido pelo brasileiro Fernando Meirelles. Recebeu quatro indicações no Oscar de 2006. Rendeu a estatueta de Melhor Atriz Coadjuvante para Rachel Weisz. Veja no YouTube.

Nosso Fiel Traidor

Publicado em 2010, o romance thriller de espionagem, que inspirou o filme estrelado por Ewan McGregor, fala sobre um casal que foi envolvido por acaso com a máfia russa e a espionagem britânica. Perry e Gail durante uma viagem conhecem o russo Dima, que propõe ao casal a participação em um esquema do serviço secreto britânico. Mas na verdade ele é um integrante da máfia russa que quer se safar de um esquema de lavagem de dinheiro. A obra é considerada pelos fãs e pela revista Publisher’s Weekly como a mais importante do autor desde os thrillers ambientados na Guerra Fria.

O Homem Mais Procurado

O Homem Mais Procurado conta a história de um jovem russo que é colocado clandestinamente em Hamburgo. Lá ele muda a vida de todo mundo, sobretudo a de Annabel e de Tommy Brue. Uma jovem defensora dos direitos humanos e um banqueiro rico que tentam ajudar o russo. A obra já vendeu mais de 300 mil exemplares só no Brasil. O romance de suspense é considerado pela imprensa internacional o melhor livro de John le Carré.

O Canto da Missão

Obra de 2006 é uma trama sobre política. Conta a história de um tradutor africano que participa de uma reunião secreta para tentar resolver conflitos no Congo oriental. Mas no meio disso tudo, passa na cabeça dele conflitos familiares, pessoas e a descoberta que não é possível ajudar a África.
Foto: Samuel Sánchez / Divulgação

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!