Fotos: Roberto Pontes / Divulgação
11 jun 2018

Espetáculo ‘Grande Sertão: Veredas’, da diretora Bia Lessa, chega a BH

Na lista das montagens mais marcantes vistas em 2017, não restam dúvidas. A versão que a diretora Bia Lessa fez para Grande Sertão: Veredas. Sim, o livro de Guimarães Rosa. Sim, é um desafio enorme que a encenadora dominou. E como!

O Grande Sertão de Bia é uma instalação. Em sua versão original, os espectadores se acomodam em uma estrutura metálica, em dois andares, e precisam usar fones de ouvido para ter a experiência completa da peça. A trilha sonora foi composta por Egberto Gismonti, que nos oferece elementos para imaginar o ambiente em que se passa a história.

Os atores tem pouquíssimos elementos cênicos a trabalhar. Ou seja, toda a força do texto de Guimarães vai para o corpo dos atores, além da palavra. Caio Blat é Riobaldo e Luíza Lemmertz Diadorim. Também estão no elenco Luísa Arraes, Leonardo Miggiorin, José Maria Rodrigues, Balbino de Paula, Daniel Passi, Elias de Castro, Lucas Oranmian e Clara Lessa.

Adaptação

Quem entende da obra de Guimarães Rosa, certamente terá um milhão de comentários a fazer depois da peça. Como uma super fã de teatro, mais que de literatura, me impressionou muito toda a teatralidade que Bia Lessa consegue oferecer à prosa Roseana, sem desrespeitar a literatura ou o teatro. Pelo trabalho ela conquistou o APCA.

Um alerta: a peça é longa e muito narrativa. É uma experiência diferente, que requer entrega do espectador. Como é uma montagem muito difícil de viajar para outras cidades, sofrerá algumas alterações na vinda para BH. Por exemplo, apenas 154 espectadores ficarão no palco com os fones de ouvido. A encenação será aberta ao palco italiano do Grande Teatro, com a plateia normal de 1527 espectadores.

Atenção na hora de comprar, pois será neste momento que você poderá escolher se fica no palco ou na plateia. O preço será o mesmo.

 

[O QUE] Espetáculo, ‘Grande Sertão: Veredas’ [QUANDO] 23 de junho, às 20h [ONDE] Palacio das Artes – Av. Afonso Pena, 1537, Centro – BH [QUANTO] R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)

 

[COMPRE AQUI]

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Fim de semana no Fit-BH: cheio de sentidos e vazio de público

Sou da turma que enfrentou mais de 12 horas de fila para comprar um ingresso para ver Peter Brook e Teatro da Vertigem no Fit-BH de 2004. Em 1997, na edição do centenário de BH, também estava lá correndo com uma multidão atrás do Generik Vapeur do Parque Municipal até a Praça da Estação. Antes […]

Leia Mais

Impressões abertura Fit-BH 2018: o que é teatro hoje?

Encostada em uma das árvores centenárias do Parque Municipal, Lus Mar se esforçava para captar alguma cena de Looping: Bahia Overdub. De pé no canteiro, puxou papo. “Você está entendendo alguma coisa?”. Achei melhor fazer cara de incógnita. Naquele momento, a opinião dela me interessava bem mais. “Não estou nem sentindo que estou em abertura […]

Leia Mais

Espetáculos de rua e para crianças em destaque no FIT 2018

O conceito do Festival Internacional de Teatro Palco e Rua de Belo Horizonte 2018 é Corpos-Dialetos. Ou seja, propõe um olhar sobre as diásporas africanas e a cena nordestina. Analisamos todos espetáculos de rua e os infantis escolhidos pela curadoria e fazemos aqui nossas apostas. Confira! Você pode ainda conferir as apostas entre as peças […]

Leia Mais

Comentários