Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Entenda o que é EGOT e quem já conquistou o título

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Muita gente conhece a sigla EGOT, mas nem todo mundo sabe o que há por trás desse acrônimo. Senta aí, que lá vem história!

Por Maria Lacerda | Culturadora

Durante a temporada de premiações, é comum ouvir o termo EGOT. Mas você sabe o que é isso e de onde surgiu? Apesar de ser considerada uma das maiores conquistas do mundo do entretenimento, a sigla não é nenhum tipo de premiação oficializada, mas uma junção de quatro premiações de grande importância.

(E)mmy premia profissionais da televisão. (G)rammy premia profissionais da música, (O)scar reconhece os profissionais do cinema. (T)ony é entregue aos premia profissionais do teatro.

O termo que vive no imaginário dos profissionais do mundo do entretenimento nasceu em 1985, mas não pegou. Vinte e quatro anos depois, apareceu como uma brincadeira em uma série de comédia. Aí, pronto: a sigla virou febre. 

Dá pra acreditar que antes disso, o termo só era conhecido por ser uma ofensa racial nas Filipinas? Pois é!

A origem da lenda

O acrônimo, que representa as quatro maiores premiações da indústria do entretenimento, é uma criação de Philip Michael Thomas na década de 1980. Segundo o ator, um dos protagonistas da série Miami Vice, a sigla era um mantra que significava “Energy, Growth, Opportunity, and Talent” (Energia, Crescimento, Oportunidade e Talento). 

Thomas tinha até mesmo um colar com a sigla, que acabou deixando escapar que representava não só esse tal mantra, mas os quatro prêmios que queria conquistar no futuro. Apesar disso, quase 40 anos depois, o ator sequer foi indicado para uma dessas premiações, mas nunca será esquecido pela criação do termo icônico.

O renascimento

Há quem diga que o EGOT só começou a existir em 2009. Isso porque, neste ano, o termo foi relembrado em um episódio da série de comédia 30 Rock. Nela, o personagem Tracy Jordan (Tracy Morgan) encontra o colar de Thomas e acaba descobrindo a história por trás da sigla.

Na série criada por Tina Fey, o personagem de Tracy acaba ficando maravilhado pelo sonho representado pelo colar e fica obcecado pela ideia de conquistar os quatro prêmios. No episódio, ele até faz uma visita para a EGOT Whoopi Goldberg, pedindo conselhos em sua jornada pela conquista do título. 

Assim, depois da menção na série, o termo acabou se tornando uma referência para jornalistas do entretenimento e para os artistas, que encontraram um novo título a ser conquistado. Agora você deve estar se perguntando…

Quem já ganhou?

Entre atores, produtores, diretores e compositores, um seleto grupo de 16 artistas tem o título de EGOT, mas há quem questione o número.

Fazem parte da lista: 

  • Richard Rodgers (compositor)
  • Helen Hayes (atriz)
  • Rita Moreno (atriz) 
  • John Gielgud (ator) 
  • Audrey Hepburn (atriz), 
  • Mavin Hamlisch (compositor), 
  • Jonathan Tunick (diretor musical e compositor), 
  • Mel Brooks (performer, escritor e diretor), 
  • Mike Nichols (performer, diretor e produtor), 
  • Whoopi Goldberg (performer e produtora), 
  • Scott Rudin (produtor), 
  • Robert Lopez (compositor)- que tem um EGOT duplo,
  • John Legend (compositor e produtor), 
  • Andrew Lloyd Webber (compositor e produtor), 
  • Tim Rice (lirista e produtor)
  • Alan Menken (compositor)
Com conquista do Emmy, John Legend se torna o primeiro homem negro detentor de Oscar, Grammy, Emmy e Tony - FOTO: Foto: AFP/Reprodução
Com conquista do Emmy, John Legend se torna o primeiro homem negro detentor de Oscar, Grammy, Emmy e Tony – FOTO: Foto: AFP/Reprodução

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!