fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Conheça a obra do Luís Fernando Veríssimo a partir de cinco livros

Um dos mais importantes escritores da literatura brasileira contemporânea acaba de ganhar nova coletânea organizada pela editora Objetiva

Por Jaiane Souza *

16/06/2020 às 20:16 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: Eduardo Nicolau / Estadão

316! Essa é a quantidade de textos que compõem a obra Veríssimo Antológico – Meio século de crônicas, ou coisa parecida, de Luis Fernando Veríssimo. Ela foi organizada pela editora Objetiva e acaba de ser lançada em ebook.

O livro é uma espécie de retrospectiva dos 50 anos de atuação de Veríssimo como cronista em diversos jornais desde 1969. Ele passou pelo Zero Hora (primeiro para o qual escreveu), Estadão e Jornal do Brasil. Entretanto, essa antologia é a reunião de apenas uma parte do trabalho do escritor.

No total, são mais de 60 livros publicados entre contos, crônicas, novelas, romances, relatos de viagens e quadrinhos. Pensando nisso, separamos algumas obras de Luiz Fernando Veríssimo para você conhecer um pouco mais sobre quem é ele e sobre a trajetória do escritor. Luis Fernando construiu uma ponte entre jornalismo e literatura, fazendo um diálogo entre os dois. Veríssimo também é cartunista, roteirista de TV, humorista e músico.

Carreira

Nasceu em Porto Alegre em 1963. Viveu até a adolescência com a família nos Estados Unidos. O pai, o também famoso escritor Érico Veríssimo, era professor da Universidade da Califórnia em Berkeley e diretor cultural da União Pan-americana em Washington D.C. Durante esse período se interessou por música e começou a tocar jazz. Portanto, é saxofonista e já atuou em diversos conjuntos.

Junto da irmã, aos 14 anos, montou O Patentino, jornal com notícias de sua família que era publicado no banheiro de casa. Provavelmente a primeira publicação jornalística de Luis Fernando Veríssimo. Profissionalmente, trabalhou no setor de arte da Editora Globo, quando voltou para o Brasil em 1956. Foi redator e tradutor publicitário e revisor de textos no jornal Zero Hora. Nesse último, publicou a primeira crônica ao cobrir férias, se destacou e ganhou a própria coluna, que inicialmente falava sobre futebol. 

 

luis fernando verissimo

Foto: Mateus Bruxel / Folhapress

O popular

Primeiro livro lançado pelo autor foi em 1973. Trata-se de uma coletânea de textos e crônicas escritos nos anos anteriores sobre assuntos que são relevantes ainda hoje: ditadura militar, guerras, arte, religião e outros. Tudo isso é narrado com tom crítico, humor e sagacidade, características que se tornaram marca registrada na escrita e acompanham Veríssimo em todas as suas obras. O livro foi publicado pela Editora José Olympio e pode ser encontrado em sebos físicos e virtuais.

O analista de Bagé

Este é um clássico de Luis Fernando Veríssimo que começou como personagem de crônicas, ganhou várias histórias, foi para os quadrinhos, para o teatro e, claro, para os livros. A obra conta a história de um psicanalista de Bagé, no Rio Grande do Sul, que atua de uma forma peculiar. Atende os pacientes e manda o papo reto, sem meias palavras. É taxado de grosseiro, mas se defende ao dizer que precisa falar a verdade e não leva desaforo para casa. O livro foi publicado em 1981, se destacou na Feira do Livro de Porto Alegre e consolidou o nome de Veríssimo na literatura nacional. 

A obra foi reeditada diversas vezes. Esta versão com todas as histórias do Analista de Bagé custa R$ 29,90 na versão ebook e R$ 34 a capa comum

Comédias da vida privada

O que você faz quando ninguém está vendo? É nesse terreno que Luis Fernando Veríssimo caminha nas crônicas deste livro. E as histórias e os personagens são os mais diversos. Tem o caso de dois moradores do mesmo prédio que se encontram na área de serviço e percebem que um está analisando o lixo do outro, outra que o narrador joga uma partida de xadrez com Jorge Luis Borges e por aí vai. O sucesso de Comédias da vida privada foi tanto que rendeu um especial para a Globo, em 1994, mesmo ano do lançamento, e uma série nos três anos seguintes, escrita por Jorge Furtado e dirigida por Guel Arraes. 

Além disso, ganhou duas obras relacionadas. Novas comédias da vida privada e Comédias da vida pública

A partir de R$ 4,90

O clube dos anjos (Gula)

Publicado em 1998, o livro faz parte da coleção Plenos Pecados da editora Objetiva. O projeto contou com sete livros escritos por sete autores e cada um deles tinha um pecado capital como foco. Fernando Veríssimo ficou com a gula e conta a história de dez homens que, há 21 anos, se reúnem em uma mesa para comer. Tamanha tradição começou singela, com um encontro em um bar, no qual o prato principal era um picadinho de banana, e evolui ao ponto de se transformar em reuniões semanais, em restaurantes chiques acompanhadas de um banquete. No entanto, chega um ponto no qual as coisas ficam estranhas. Os homens do grupo começam a morrer ao comerem as refeições deliciosas de um novo integrante. O narrador é Daniel, um dos personagens, que relata como a euforia e a gula de cada uma das pessoas do grupo pode ser autodestrutiva. 

O livro está à venda por R$ 8 no formato físico. 

Em algum lugar do paraíso

Nesta seleção de crônicas, Luis Fernando Veríssimo narra sobre a morte, a vida, o tempo e o amor com uma atmosfera de reflexão sobre as escolhas feitas ao longo da vida. Há também o ar de nostalgia para além das lembranças, já que traz personagens como o Papai Noel, por exemplo. A obra foi publicada em 2011 e, ao todo, são 41 crônicas, escritas para o jornal O Estado de São Paulo nos cinco anos anteriores. 

O livro novo custa a partir de R$ 24,90 (versão digital) e R$ 43,32 (capa comum).

photo

Cinco livros para ler mais autoras e autores negros 

Como em diversas outras artes, a produção literária feita por autores negros foi e ainda continua sendo invisibilizada. Entretanto, as narrativas são diversas, passando por todos os gêneros, como poesia, biografia, poesia e romance, por exemplo. Por isso, selecionamos algumas obras para que você leia e embarque nesse universo riquíssimo da produção literária feita por […]

LEIA MAIS
photo

Literatura na pandemia: seis livrarias de BH que estão com delivery

“Comércio não essencial”. É triste, mas é nesta categoria que se encaixam as livrarias. Portanto, a recomendação é ficarem fechadas. Isso, no entanto, não significa que você precisa ficar sem o livro que precisa. Vendas por aplicativos, promoções, campanhas pelas redes sociais e entrega Delivery são uma das estratégias adotadas. Neste post separamos seis livrarias […]

LEIA MAIS
photo

Livros e filmes para entender e repudiar o fascismo

Nos últimos dias, o Brasil e o mundo vêm passando por diversas manifestações antifascistas e a favor da democracia. Por aqui os atos são principalmente contra o presidente Jair Bolsonaro e os seus apoiadores, que pedem intervenção militar (sim, igual na ditadura) e no Supremo Tribunal Federal, o STF. Por outro lado, nos Estados Unidos, […]

LEIA MAIS