Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Amanhã teremos outros nomes: um raio-x dos relacionamentos contemporâneos

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Acompanhamos os dias, semanas e meses após um término no novo romance do argentino Patricio Pron, Amanhã teremos outros nomes, lançamento da Todavia Livros com tradução de Gustavo Pacheco.

Por Gabriel Pinheiro | Colunista de Literatura

Amanhã teremos outros nomes começa com uma imagem de simbolismo muito forte. Ele arranca página sim, página não, de cada livro da biblioteca que, até então, compartilhava com Ela. Pouco a pouco o chão se enche de páginas soltas. Para ele, era a maneira mais apropriada de divisão desses bens. Aliás, divisão que deveria ser possível aplicar também nas lembranças compartilhadas, arrancar metade delas da memória, para que a carga ficasse mais leve. Ao final, os livros, incompletos, voltariam para seus respectivos lugares na estante, como se nada tivesse acontecido. Mas algo grave aconteceu: uma ausência repentina, inesperada. Uma falta que, diferentemente da leve folha solta de um livro, é sentida com peso.

Patricio Prom. Foto: Mauro Rico
Patricio Prom. Foto: Mauro Rico

Patricio Pron escreve sobre as tentativas de seguir em frente deste homem e desta mulher. Assim, intercalamos entre os dois pontos de vista a cada capítulo. Ambos buscam uma resposta sobre o porquê do fim. Se o gesto partiu dela, não quer dizer que ela esteja menos surpresa e confusa com o término. Ela apenas sentia que precisava fazê-lo: algo faltava, ainda que ela não consiga explicar o quê. Pouco a pouco, os dois personagens vão se entendendo como seres individuais – após um longo período fazendo parte de um projeto maior, compartilhado. 

Performance do fim

Terminar uma relação, hoje, significa retornar a um mercado sentimental amplamente dominado pelas redes sociais, com suas performances calculadas, e pelos aplicativos de relacionamento, que se baseiam em “uma concepção das pessoas como mercadorias e da experiência amorosa como uma troca de serviços”. Estes são fenômenos contemporâneos que não se restringem a um lugar, perfil, gênero ou classe. Não é à toa que Ele e Ela não são nomeados. Assim como aqueles – amigos, colegas de trabalho, parceiros sexuais – que os circulam, chamados pelo narrador sempre pelas iniciais de seus nomes. Ou seja, podem ser todo e qualquer um, em Madri ou outra cidade do globo. Podem ser você ou alguém que conheça.

A trama do casal é costurada pelas vivências destes amigos que os orbitam, suas experiências particulares com casamentos e términos, a busca por novos parceiros, por matchs nos aplicativos ou as tentativas de construção de modelos não-convencionais de relacionamento, mais abertos, menos rígidos. A partir do que vivem ou experienciaram, eles tentam aconselhar os novos solteiros. Dessa maneira, Pron consegue criar aqui um panorama rico, muito vívido, das diferentes relações românticas e sexuais na contemporaneidade.

Neste seu novo livro, Patricio Pron traz uma observação afiada sobre a busca pelo afeto na época das redes sociais. Ele traz reflexões profundas, que, por vezes, se aproximam do ensaio. Assim, reflete sobre os modelos de relacionamento e os tortuosos caminhos na procura por parceiros nos dias atuais. Amanhã teremos outros nomes também é uma sensível narrativa sobre o fim e sobre recomeços, sobre reencontrar a si mesmo após perder o outro.

Encontre “Amanhã teremos outros nomes” aqui:

https://amzn.to/3o1b2aq

Capa do livro Amanhã Teremos outros Nomes. Créditos: Todavia Livros
Capa do livro Amanhã Teremos outros Nomes. Créditos: Todavia Livros

Gabriel Pinheiro é jornalista e produtor cultural, sempre gasta metade do seu horário de almoço lendo um livro. Seu Instagram é @tgpgabriel (https://www.instagram.com/tgpgabriel/)

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!