Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

A mulher na janela: mais equívocos que acertos no suspense da Netflix

Longa dirigido por Joe Wright é tem elenco de primeira linha com Amy Adams, Julianne Moore e Gary Oldman mas não convence

Sempre achei Amy Adams uma ótima atriz. Continuo achando, inclusive. Mas também penso que ela não tem acertado muito nos últimos trabalhos. No caso, os filmes Era uma vez um sonho e o mais recente A mulher na janela, objeto deste texto. Ambos estão disponíveis na Netflix. Não sei você, mas eu não consegui me entregar ao longa com roteiro de Tracy Letts (Álbum de família) e direção de Joe Wright (A hora mais escura, Orgulho e preconceito). É uma pena! 

Além de Amy Adams, também estão no elenco Gary Oldman, Julianne Moore e o próprio roteirista Tracy Letts. O longa é uma adaptação do livro de A.J Finn. Adams interpreta Anna Fox, uma mulher diagnosticada com agorafobia. Ela não consegue sair de casa. Assim, passa o dia e a noite olhando pela janela. Era para A mulher na janela ser uma homenagem a Janela Indiscreta mas não chega nem perto. 

Equívocos

Apesar de bons trabalhos de interpretação, o roteiro é confuso. Você fica na expectativa de alguma revelação surpreendente mas ela nunca aparece. O filme não sabe se quer reverenciar o clássico de Hitchcock, se quer denunciar violência doméstica ou mesmo falar sobre transtornos psicológicos. Nesse vai e volta, acaba cansando o espectador com tantas reviravoltas que não chegam a lugar algum.

Amy Adams é a protagonista de A mulher na janela. Foto: Netflix/Divulgação
Amy Adams é a protagonista de A mulher na janela. Foto: Netflix/Divulgação

A fotografia, em tons mais escuros, e também a locação servem ao filme para intensificar a tensão. Porém o experiente diretor Joe Wright usa os recursos de maneira muito clichê, em uma linguagem realista que acabou me afastando da trama. O tempo inteiro eu pensava na quantidade de atores admiráveis no elenco e no resultado pífio que A mulher na janela entrega. 

É preciso reconhecer: o filme tem suspense, sim. Mas será que isso basta? Pra mim não. E para você? 

Sem perdão

A crítica internacional caiu de peso em cima de A mulher na janela. O filme tem apenas 29% de aprovação no site Rotten Tomatoes. Em geral, os colegas especializados na análise de cinema ressaltam a desproporção entre a qualidade do elenco e o resultado final do longa. Como bem diz o crítico Peter Travers, da ABC News, A mulher na janela nos deixa esperando “uma centelha animadora que nunca vem”. É isso!

Amy Adams em A mulher na janela. Foto: Netflix/Divulgação
Amy Adams em A mulher na janela. Foto: Netflix/Divulgação

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!