fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

5 filmes para ver no Festival Varilux de Cinema Francês em Casa

50 filmes estão disponíveis gratuitamente até o dia 27 de agosto

Por Jaiane Souza *

11/05/2020 às 18:37 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
O poder de Diane, Foto: Bonfilm / Divulgação

Quem gosta da produção cinematográfica da frança e está no Brasil é bem provável que passe o ano esperando o Festival Varilux de Cinema Francês. Há 10 anos é mesmo o point do melhor que tem sido feito por lá, sem preconceitos de gênero cinematográfico. A edição presencial em 2020 foi adiada. No lugar ela, nasceu a versão online: Festival Varilux de Cinema Francês em Casa. 

A iniciativa é gratuita e conta com uma seleção de 50 filmes que estiveram presentes nas edições anteriores do evento. São longas históricos, comédias, dramas, produções de fantasia e infantis. Como tem muitas opções, separamos aqui algumas dicas. Lembrando que as produções ficam disponíveis até o dia 27 de agosto. 

Como assistir

Basta entrar no site do Festival Varilux de Cinema Francês em Casa, ver a lista completa ou escolher pelo tipo de filme. Após selecionar o título, você será redirecionado para a plataforma Looke. Depois, é só fazer um rápido cadastro que o filme estará disponível.

Confira nossas dicas.

Cyrano Mon Amour (2019)

Para quem ama cinema e principalmente teatro essa pode ser uma boa pedida para se encontrar com muitos nomes das artes cênicas. O filme conta a história de Edmond Rostand, vivido por Thomas Solivérès, um poeta e dramaturgo francês do século XIX muito popular pelas suas peças aclamadas por público e crítica. Grandes nomes do teatro como, por exemplo, Sarah Bernhardt (Clémentine Célarié) disputam suas peças. Entretanto, em determinado momento, o autor fica preso em um bloqueio criativo que já dura dois anos. É aí que começa a história dos bastidores da produção da peça Cyrano de Bergerac, uma das mais populares e de maior sucesso da história do teatro francês. O longa, dirigido por Alexis Michalik, é uma oportunidade para viajar no tempo e sentir a ambientação da Paris de 1897.

Amor à segunda vista (2019)

Hugo Gélin é o diretor desta comédia romântica que conta a história do jovem tímido e nerd Raphaël (François Civil) que se apaixona por uma garota com o mesmo perfil, Olivia (Joséphine Japy). Eles constroem uma vida juntos, se casam e têm uma vida estabilizada até que a relação começa a esfriar e eles se separam. Um dia, no entanto, Raphaël desperta e percebe que a amada nunca esteve presente em sua vida, é como se estivesse em um universo paralelo a tudo que viveu. A partir daí, sua missão é reconquistar Olivia, o amor de sua vida que se transformou em uma completa desconhecida.

A raposa má (2017)

Para quem gosta de animação ou quer uma opção para ver com a criançada essa dica é, inclusive, premiada. Ganhou o Prêmio César de Melhor Filme de Animação em 2013. O que chama atenção no filme de Benjamin Renner e Patrick Imbert não é a sofisticação presente em grandes produções cinematográficas, mas a história. São três narrativas: a de um porco que assume o papel da cegonha de entregar bebês, a de uma raposa que não mete medo em ninguém e a de um pato que deu na telha de ser Papai Noel. Além deste, outros cinco filmes de animação estão disponíveis no Festival Varilux de Cinema Francês em Casa.

O poder de Diane (2017)

Diane (Clotilde Hesme) é uma mulher livre, que faz o que bem quer e quando quer, fugindo do padrão que a sociedade impõe de que as mulheres precisam ser comportadas, falar baixo etc. Entre altos e baixos decide ser barriga e alguel para dois amigos próximos, para que eles realizem o sonho de serem pais. Quando está quase dando a luz, se muda para uma casa no campo e inicia uma história de amor com o personagem de Fabrizio Rongione, Fabrice. O filme se destaca pela capacidade do diretor Fabien Gorgeart discutir assuntos tabus e políticos com leveza e naturalidade, fazendo com que eles façam parte da narrativa e não sejam o foco específico dela.

Tour de France (2017)

O Festival Varilux de Cinema Francês em Casa preparou uma seleção de filmes para que os espectadores se reencontrem com atores e atrizes renomados do cinema francês. Tour de France, por exemplo, apresenta Gérard Depardieu atuando como o pintor Serge, o pai do produtor de Far’Hook (Sadek), um rapper. O músico vai viver com Serge após entrar em uma  confusão com outros artistas e o acompanha por uma viagem pelos portos da França, bem como fez o pintor Joseph Vernet. Em resumo, a história contada pelo diretor Rachid Djaidani é de encontros entre gerações, amizades e outras questões profundas.

festival varilux de cinema francês em casa tour de france Foto: Bonfilm / Divulgação
Filme Tour de France, Foto: Bonfilm / Divulgação
photo

Crepúsculo, o retorno: entenda por que a saga fez tanto sucesso

Os fãs mais assíduos da Saga Crepúsculo estavam encucados com uma contagem regressiva no site oficial da escritora Stephenie Meyer. Entretanto, o mistério acabou e ela anunciou que um novo livro vai ser lançado em agosto deste ano. O novo volume vai ganhar o nome Midnight sun, que quer dizer Sol da meia-noite em português, […]

LEIA MAIS
photo

Cinco séries e filmes indianos para ver na Netflix

A produção cinematográfica indiana é uma área que merece atenção, principalmente daqueles apaixonados por cinema. Isso porque a indústria da Índia, conhecida como Bollywood, é a que mais produz no mundo. São cerca de 1.800 filmes ao ano e receitas de muitos bilhões de dólares. Entretanto, nem todas as séries e filmes indianos podem ser […]

LEIA MAIS
photo

Netflix Party: conheça a extensão que faz sessões de cinema compartilhadas

Em março, por conta do isolamento social decorrente da pandemia do Novo Coronavírus, uma extensão do Google ganhou destaque. É a Netflix Party. Ela permite que usuários da Netflix assistam a filmes e séries à distância, sincronizam a reprodução de vídeo e adicione bate-papo em grupo. Ou seja, você pode assistir os títulos preferidos com […]

LEIA MAIS