fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

5 filmes com Jim Carrey que não são de comédia

O artista atuou em filmes como Show de Truman, Brilho eterno de uma mente sem lembranças e Cine Majestic

Por Jaiane Souza *

26/12/2019 às 08:48 | * Escreveu com a supervisão de Carolina Braga

Publicidade - Portal UAI
Jim Carrey no filme Show de Truman Foto: Paramount Pictures

Ator, comediante, roteirista, produtor e pintor. Jim Carrey desempenha diferentes funções, mas é como comediante que ficou conhecido internacionalmente. Desde criança já mostrava aptidão para o riso e quando decidiu, de fato, trabalhar profissionalmente com isso, deslanchou. Atuou em grandes filmes como Ace Ventura, Debi e Loide, O Máscara, O pentelho, Todo poderoso e muitos outros. Entretanto, o artista também desenvolveu outras habilidades nas artes cênicas e atuou em outros gêneros cinematográficos além da televisão e dos palcos. Por isso, reunimos 5 filmes com Jim Carrey os quais são não de comédia. Dramáticos, policiais, de suspense…  Aproveite o recesso do fim de ano vendo coisas diferentes.

Show de Truman, Peter Weir (1998)

O filme mostra Jim Carrey na pele de Truman Burbank, um vendedor de seguros. Ele mora com a esposa Meryl Burbank (Laura Linney), mas não sabe que desde antes de nascer todo o seu dia a dia é transmitido por câmeras. Ou seja, a vida do personagem é um grande reality show, transmitido 24 horas por dia, ininterruptamente. Dessa forma, durante a narrativa, Truman é submetido a diferentes situações para que a transmissão explore suas emoções. Como se não bastasse, o personagem vive em uma cidade-cenário que foi construída unicamente para a realização do programa.

Mas como todo ser humano desenvolve senso crítico ao longo da vida, Truman percebe um padrão no dia a dia e desconfia. Tudo começa quando ele se apaixona por uma figurante, e não pela esposa.

Quando completa 30 anos passa a ver “defeitos” na cidade, como um refletor fora do lugar e estrelas artificiais. Esses e outros fatos o fazem questionar a vida e, além disso, também perceber que tudo gira à sua volta. Bom, o filme é de 1998, então não tem spoiler se o final for revelado: o personagem consegue sair do programa. Entretanto, o que acontece até esse momento tem que ser assistido. 

O show de Truman foi indicado ao Oscar a três categorias, mas não venceu nenhuma. O filme também foi aclamado pela crítica e considerado pela revista americana Popular Mechanics como um dos 10 filmes mais proféticos de ficção científica.

Disponível no Amazon Prime Video. Veja no YouTube por R$ 5,90.

O mundo de Andy, Miloš Forman (1999)

Neste filme, Jim Carrey interpreta um comediante, mas não necessariamente o filme é do gênero comédia. Trata-se de uma cinebiografia de Andy Kaufman, um ator que ficou conhecido pela comédia pouco tradicional que fazia. Ele não ganhou a simpatia do público com as suas técnicas, mas tudo mudou ao interpretar Elvis Presley e fazer piada com outros famosos. A partir daí, foi trabalhar na televisão, no seriado Táxi e participou de programas como, por exemplo, Saturday Night Live. É justamente isso que o filme mostra.

 

Entretanto, fazer o papel do comediante não foi tarefa fácil para Carrey. Os bastidores da filmagem do longa foram documentados, como é possível ver no documentário Jim & Andy (disponível na Netflix). A produção mostra Jim vivendo Andy Kaufman dentro e fora dos sets de filmagem. O ator não admitia ser chamado pelo nome real, por exemplo.

Cine Majestic, Frank Darabont (2001)

Década de 1950: Jim Carrey interpreta o jovem Peter Appleton, quem é um jovem roteirista de cinema ambicioso e acaba se tornando, por engano, alvo do macarthismo. A palavra é usada para acusar alguém de subversão ou traição. Ou seja, nos Estados Unidos daquela época, pessoas sofriam repressão quando era associadas ao comunismo. Dessa forma, quando Peter é acusado de seguir tal doutrina comunista ele perde o emprego e sofre um acidente de carro. Após o veículo cair dentro de um rio, o jovem é levado pela correnteza e vai parar perto de uma pequena cidade na qual é confundido com outra pessoa: 

com o filho do dono da sala de cinema local que desapareceu no meio da Segunda Guerra. O jovem Appleton, agora na pele de Luke Trimble, descobre a magia do cinema ao reformar o local.

Brilho eterno de uma mente sem lembranças, Michel Gondry (2004)

Suspense psicológico, ficção científica e narrativa não linear. Esses são alguns dos ingredientes utilizados no filme de Michel Gondry, que explora a memória, o passado e os sentimentos humanos. Na trama, Clementine (vivida por Kate Winslet) e Joel (Jim Carrey) eram um casal que lutou durante muito tempo para dar certo amorosamente. No entanto, quando cansa de tentar, Clementine procura um tratamento experimental para esquecer Joel. O tratamento retira da memória momentos que eles viveram juntos. Quando fica sabendo do experimento, Joel entra em depressão e toma a mesma atitude.

Entretanto,  desiste no meio do processo e começa a encaixar Clementine em momentos da lembrança que a amada não participa. 

O filme tem algumas pitadas de humor. Mas a atmosfera que prevalece é a do drama. O longa foi aclamado pela crítica e ficou na posição 78 na lista dos 31 melhores filmes de todos os tempos, desenvolvida pela revista britânica Empire. E não para por aí, Brilho eterno de uma mente sem lembranças levou um estatueta do Oscar. Foi vencedor na categoria Melhor Roteiro Original.

disponível no Amazon Prime Video. Veja no YouTube por R$ 9,90.

Crimes obscuros, Alexandros Avranas (2016)

No longa, Jim Carrey mostra mais uma vez a sua versatilidade como ator ao interpretar o policial Tadek, que investiga um caso de assassinato. Durante a investigação, ele observa semelhanças do crime em um livro de Krystov Kozlow (Marton Csokas), um escritor polonês. O policial começa, então, a pesquisar sobre a vida do escritor e de sua namora, misteriosa mulher que trabalho em um sex club. Em resumo, Tadek fica completamente envolvido e atormentado com a história. Como resultado passa a ficar imerso no submundo de mentiras, corrupção e de sexo.

Essa foi a segunda vez que Jim Carrey interpretou um filme do mundo dos thrillers, o primeiro foi Número 23 (2007).

Veja no YouTube por R$ 6,90.

jim carrey
Brilho eterno de uma mente sem lembranças Foto: Paramount Pictures
photo

Quem é Chico Buarque escritor?

Que Chico Buarque é um músico renomado e de poesia refinada já é claro. Entretanto, Francisco Buarque de Hollanda também se envereda pelos lados da literatura e da dramaturgia. Além de cerca de 80 discos entre parcerias, solos e compactos, o gigante da música brasileira já lançou diversos livros: romance, novela e dramaturgia. A publicação […]

LEIA MAIS
photo

Cinema brasileiro: oito filmes imperdíveis no Cine Humberto Mauro

Cinema Brasileiro em cartaz. Esse foi o tema escolhido para a última mostra do ano no Cine Humberto Mauro. Dessa forma, 26 longas-metragens nacionais, produzidos entre 2018 e 2019, oferecerão ao público a oportunidade de prestigiar a diversidade da produção recente do país. A ideia é contemplar obras que tiveram poucas oportunidades de exibição nos […]

LEIA MAIS
photo

Man Ray em BH: um guia para explorar a mostra em cartaz no CCBB

Estrelas da moda, de Hollywood e das artes plásticas. Figuras que mudaram o rumo das áreas onde atuaram, tipo Picasso, Duchamp, Coco Channel. Todos passaram pelas lentes do fototógrafo americano Man Ray, cujos registros estão entre as mais de 200 fotografias que compõem o acervo da exposição montada até fevereiro no Centro Cultural Banco do […]

LEIA MAIS