Foto: Fabiana Costa/Divulgação
02 nov 2018

Vinho, comida e sorrisos: conheça Merci Bar à Vin 

Poder apreciar um bom vinho e deliciar-se com uma boa comida é algo que está cada vez mais fácil para os mineiros. Com 30 anos de existência, a Casa do Porto apresenta o Merci Bar à Vin, um espaço reservado para mesclar os sabores da culinária mineira harmonizada com vinhos de distintas nacionalidades.

Ao chegar ao restaurante, as prateleiras com vinhos de diversas nacionalidades chamam a atenção. A sensação é de entrar em uma adega gigante. A ambientação também agrega um valor especial, um tom rústico ao ambiente deixam o todo o lugar charmoso.

A primeira surpresa é o cardápio. Ele é feito na madeira e logo ao ver as opções do menu, a primeira delas se destaca: coxinha de rabada. Por R$ 32 é possível comer o prato que, segundo o sócio-proprietário Júnior Ribeiro, é um dos mais pedidos da casa. O salgado serve uma pessoa bem e é bem gostoso por fugir do tradicional.

Para os paladares mais exigentes, o camarão VG grelhados com spaghetti de zucchini e tomatinhos é um boa pedida. O prato, que custa R$ 76, é bem apresentado e surpreende na beleza e no sabor. A refeição serve uma pessoa. Existem outras opções na casa, como a Burrata (R$ 53), Bife de Ancho (R$ 59), Posta de Salmão com spaghetti ao Mascarpone (R$ 57) que são boas pedidas também. Além desses, ainda existem as saladas, os antepastos e os doces.

 

Foto: Fabiana Costa/Divulgação

Harmonizações

Em questão de bebidas é difícil falar de tantos vinhos. São 800 rótulos que podem ser escolhidos nas prateleiras da Casa do Porto e apreciados nas mesas do Merci.

O vinho mais barato custa R$ 50 (garrafa do português Pedras Negras, 2015)  e o mais caro é vendido por R$ 38 mil, uma garrafa de seis litros de Chateau Valandraud 2010 (Bordeaux/ França). Antes que você se pergunte: alguém compra uma garrafa desse valor? A resposta é sim. Porém, de acordo com Júnior, é raro e, quando acontece, é só uma vez por ano.

Quando for lá, não deixe de experimentar o suco de uva integral. O que poderia ser diferente em algo tão comum? A textura. A bebida, muito saborosa, é feita nos mesmo moldes do vinho, porém, sem a parte alcoólica. Além de ter uma cor diferente, algo parecido com lilás, o suco é sem açúcar e conservantes, o que torna a bebida ainda mais “atraente”. Os 300 ml servidos numa garrafa de vidro custam R$ 14. Caso não goste de vinho e nem de suco, a casa oferece refrigerante e, em eventos especiais, cervejas artesanais.

 

Continua após a publicidade

 

Merci bar à Vin

Endereço: Rua Felipe dos Santos, Lourdes, 451, BH.

Preço: $$

Funcionamento: Ter – Sex 16h às 23h; Sáb 12h às 18h

Reservas: (31) 2551 7078

 

Foto: Fabiana Costa/Divulgação

 

Continua após a publicidade

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Confira as dicas para o seu fim de semana: 16 de novembro

Quando tem fim de semana prolongado é normal a agenda cultural dar uma esfriada. Sendo assim, nossa aposta tem tributo aos anos 1970, reestreia local no teatro e filme com vocação de blockbuster. Conexão 77 Este festival em cartaz no CCBB-BH presta a digna homenagem a quatro discos que marcaram a década de 1970. Se […]

Leia Mais

Oito dicas culturais para aproveitar o feriado em BH

Este post é dedicado para quem procura uma programação cultural diferente para o feriado do dia 15 de novembro, Proclamação da República. A previsão do tempo é de sol. Dessa forma, vale a pena explorar passeios em parques e a céu aberto em BH. Além disso, há programação especial nos museus e eventos bem legais. […]

Leia Mais

Confira as dicas para o seu fim de semana: 09 de novembro

A agenda musical do fim de semana está especialmente agitada. Teremos na música Noel Gallagher, Silva, Leila Pinheiro e Lô Borges. No teatro, teremos o retorno de duas peças marcantes a BH: ‘A Alma Imoral’, de Clarice Niskier, e ‘Hamlet’, da Armazém Cia de Teatro.     Noel Gallagher’s High Flying Birds Prestes a completar […]

Leia Mais

Comentários