fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Vinho, comida e sorrisos: conheça Merci Bar à Vin 

Por Gabriel Lacerda *

02/11/2018 às 14:20 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Poder apreciar um bom vinho e deliciar-se com uma boa comida é algo que está cada vez mais fácil para os mineiros. Com 30 anos de existência, a Casa do Porto apresenta o Merci Bar à Vin, um espaço reservado para mesclar os sabores da culinária mineira harmonizada com vinhos de distintas nacionalidades.

Ao chegar ao restaurante, as prateleiras com vinhos de diversas nacionalidades chamam a atenção. A sensação é de entrar em uma adega gigante. A ambientação também agrega um valor especial, um tom rústico ao ambiente deixam o todo o lugar charmoso.

A primeira surpresa é o cardápio. Ele é feito na madeira e logo ao ver as opções do menu, a primeira delas se destaca: coxinha de rabada. Por R$ 32 é possível comer o prato que, segundo o sócio-proprietário Júnior Ribeiro, é um dos mais pedidos da casa. O salgado serve uma pessoa bem e é bem gostoso por fugir do tradicional.

Para os paladares mais exigentes, o camarão VG grelhados com spaghetti de zucchini e tomatinhos é um boa pedida. O prato, que custa R$ 76, é bem apresentado e surpreende na beleza e no sabor. A refeição serve uma pessoa. Existem outras opções na casa, como a Burrata (R$ 53), Bife de Ancho (R$ 59), Posta de Salmão com spaghetti ao Mascarpone (R$ 57) que são boas pedidas também. Além desses, ainda existem as saladas, os antepastos e os doces.

 

Foto: Fabiana Costa/Divulgação

Harmonizações

Em questão de bebidas é difícil falar de tantos vinhos. São 800 rótulos que podem ser escolhidos nas prateleiras da Casa do Porto e apreciados nas mesas do Merci.

O vinho mais barato custa R$ 50 (garrafa do português Pedras Negras, 2015)  e o mais caro é vendido por R$ 38 mil, uma garrafa de seis litros de Chateau Valandraud 2010 (Bordeaux/ França). Antes que você se pergunte: alguém compra uma garrafa desse valor? A resposta é sim. Porém, de acordo com Júnior, é raro e, quando acontece, é só uma vez por ano.

Quando for lá, não deixe de experimentar o suco de uva integral. O que poderia ser diferente em algo tão comum? A textura. A bebida, muito saborosa, é feita nos mesmo moldes do vinho, porém, sem a parte alcoólica. Além de ter uma cor diferente, algo parecido com lilás, o suco é sem açúcar e conservantes, o que torna a bebida ainda mais “atraente”. Os 300 ml servidos numa garrafa de vidro custam R$ 14. Caso não goste de vinho e nem de suco, a casa oferece refrigerante e, em eventos especiais, cervejas artesanais.

 

Continua após a publicidade...

 

Merci bar à Vin

Endereço: Rua Felipe dos Santos, Lourdes, 451, BH.

Preço: $$

Funcionamento: Ter – Sex 16h às 23h; Sáb 12h às 18h

Reservas: (31) 2551 7078

 

Foto: Fabiana Costa/Divulgação

 

Continua após a publicidade...

photo

Culturadoria com as dicas para o seu fim de semana: 23 de fevereiro

A Campanha de Popularização se aproxima do fim e deixou por último algumas de suas atrações mais legais. Culturadoria destaca também a estreia de Paul Thomas Anderson no cinema e dá dica de uma atração para quem gosta de música indie.   Mimulus Cia de Dança Quem nos dera que a Mimulus Cia de Dança […]

LEIA MAIS
photo

Culturadoria para o seu fim de semana: 22 de setembro

Culturadoria do fim de semana tem dois festivais. Um para quem curte música brasileira, seja aquela da contracultura dos Novos Baianos ou da novíssima de Karol Conká. Tem jazz na Praça do Papa e, no cinema, dois filmes que prometem dar o que falar. Aposte! BREVE FESTIVAL O subtítulo desse festival faz muito sentido: música […]

LEIA MAIS
photo

Temporada de dança traz espetáculos solos para a Funarte

Encarar morte de um pai por suicídio não é fácil. É justamente sobre isso que o dançarino Wagner Moreira fala no solo ‘I Play D(e)ad’. O espetáculo está em cartaz pela primeira vez em BH, na Funarte, até sábado, dia 28. Ele faz parte da ‘Temporada para Solos de Dança na Funarte’, em cartaz até […]

LEIA MAIS