Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Documentário sobre Luiz Fernando Verissimo estreia nesta quinta, 2 de maio

Gostou? Compartilhe!

Dirigido por Angelo Defanti, “Verissimo” acompanha o cotidiano do escritor nos dias que antecedem o aniversário de 80 anos dele

Patrícia Cassese | Editora Assistente

Luis Fernando Verissimo é um homem reservado. Circunspecto, de pouco riso. Notadamente, uma pessoa mais de observar. Tais características saltam aos olhos a quem assistir ao documentário “Verissimo”, de Angelo Defanti (“O Clube dos Anjos”), que foi selecionado para o Festival É Tudo Verdade 2024. Na verdade, o longa foi pensado para balizar os 80 anos do escritor, completados em 2016. Atualmente, ele já contabiliza 87 anos (completa 88 anos em setembro).

Luis Fernando Verissimo, foco do documentário que estreia nacionalmente neste dia 2 de maio (Frame)
Luis Fernando Verissimo, foco do documentário que estreia nacionalmente neste dia 2 de maio (Frame)

Em uma interessante escolha, o filme se inicia com os ponteiros de um elegante relógio de pé, e, ao fim, o que se ouve é o mesmo compasso, como a sinalizar o tempo que se segue a partir do dia em que o escritor completa as oito décadas de vida. No comecinho do documentário, o espectador é avisado que faltam 15 dias para Verissimo soprar as 80 velinhas. Desse modo, a câmera invade a casa da família para mostrar um pouco da rotina do escritor, cartunista, tradutor, roteirista de televisão, autor de teatro, colunista e músico. Ah, sim… E também torcedor do Colorado.

Rotina

Assim, vemos Verissimo, na companhia do que parece ser um fisioterapeuta que o atende em casa, fazendo exercícios leves. Ou, ainda, medindo a pressão. Uma garota, que depois é identificada como neta, dança ao som de uma música em alto volume, que parece não perturbar sobremaneira o ilustrado escritor.

No curso do documentário, dizeres localizam o espectador no que tange aos dias que faltam para o aniversário. Intercalando estes momentos, a câmera segue acompanhando o tímido Verissimo, que, já no bojo da data redonda, está a conceder entrevistas aqui e ali. A um repórter, ele conta que, até ali, já contabilizava dez anos mais que o pai tinha quando faleceu, sendo também cardíaco.

Introversão

Detalhe: ele comenta que o pai era introvertido tal qual ele próprio, portanto, não conversavam muito sobre literatura. No momento em que faltam apenas oito dias para o aniversário, ele é homenageado na edição do evento Pauliceia Literária. Com bom humor, quando lhe perguntam qual livro levaria para um ilha deserta, responde: “Como Construir uma Balsa para Sair Daqui”.

No entanto, confessa preferir tomar injeção a conceder entrevistas. Diz ser contra a passagem do tempo, embora anseie por se aposentar, para dar conta de ler os livros empilhados. Sobre o tema finitude, diz optar por esquecer que a morte existe. No documentário, Verissimo também visita uma exposição dedicada ao pai.

Proposta

O ápice do filme é, claro, a festa de aniversário. No material enviado à imprensa, o diretor explica muito das decisões tomadas no processo. “Durante o mês de filmagens, fui rigorosamente todos os dias na casa (da família de Verissimo). Para manter essa constância, compreendi logo que seria importante criar variações nos horários e nas atividades que registrava”.

Do mesmo modo, ele diz que os 90 minutos do filme são fruto de análise de quase 100 horas totais de material. “A proposta inicial era ter os últimos 15 dias de 79 anos de um homem e os primeiros 15 de 80. Na montagem, vimos que o dia do aniversário em si era o inevitável clímax da história – guardadas as devidas proporções que um sujeito pacato consegue viver de clímax”.

Mistério

No frigir dos ovos, Verissimo desponta como um homem elegantíssimo, mas, como dito, reservado até dentro do ambiente familiar. Há um momento em que a esposa, Lúcia, brinca que vê-lo sendo entrevistado é até bom para saber o que ele anda pensando. Assim, há momentos nos quais o espectador pode até tentar adivinhar o que está se passando na cabeça dele, mas nunca saberemos ao certo. De todo modo, o documentário se torna uma pepita para fãs do escritor e, num senso mais amplo, de interessados em conferir o interior das casas de grandes nomes.

E a de Verissimo não frustra expectativas… É um deleite, ver os ambientes, com tantos livros (até em prateleiras instaladas sobre as portas), tantas obras de arte (entre esculturas e telas). Tal qual, ver sua poltrona, seu escritório, o quarto (repare na pilha de livros ao lado), o convívio com filhos e netos… Salienta-se, ainda, o amor que ainda transborda em relação à esposa – é fofo, quando ele se revela interessadíssimo em rever fotos antigas dela. Ou seja, o Verissimo interior segue sendo um mistério – talvez até para a própria família. Mas o universo em torno do escritor provoca ainda mais fascínio para quem assistir ao documentário.

Serviço

“Verissimo”

O filme será lançado nos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, dia 2 de maio, pela Boulevard Filmes em codistribuição com a Vitrine Filmes e Spcine.

* Os frames do filme usados nesta matéria foram enviados pela Sinny Assessoria e Comunicação.

Confira, a seguir, o trailer

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]