fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Veja na Netflix: 5 filmes e séries que não são produções dos EUA

O catálogo de filmes e séries é extenso. Veja na Netflix o que não foi feito nos Estados Unidos

Por Jaiane Souza *

13/10/2019 às 10:14 | * Escreveu com a supervisão de Carolina Braga

Publicidade - Portal UAI
Foto: Reprodução Netflix

Nem só de produções americanas vive o streaming. Ainda bem! Uma das coisas mais legais é poder explorar os catálogos de Netflix, Amazon e afins e perceber que com esta tecnologia nosso acesso ao cinema mundial se ampliou. E muito. Produzimos esta lista para te convidar a prestar atenção em filmes e séries feitas fora dos EUA. 

É claro que selecionamos apenas algumas opções. Você pode contribuir com a nossa lista nos comentários ou participando nas redes sociais. 

Pérolas no Mar

Eis uma supresa vinda da China. O filme dirigido por Rene Liu conta a história de amor de dois jovens. Jianqing (Boran Jing) é um rapaz romântico do interior da China que sonha em se dar bem no mercado de videogames de Pequim.  Xiaoxiao (Dongyu Zhou) também é uma garota de uma cidade pequena. Procura ser alguém na vida no competitivo mercado da capital. Não é tão ambiciosa. É uma moça que vive emoções imediatas. Dessa maneira, o agora lhe basta.

Quem se animar ver Pérolas no Mar (2018) vai conviver com esses dois praticamente durante as duas horas do longa. Sendo assim, ainda bem que são ótimos atores, daqueles que te cativam. Eis um aspecto curioso dessa produção: o elenco é reduzidíssimo, se passa em poucas locações e, mesmo assim, prende a atenção. Ou seja, o filme é bom. Mas é preciso dar uma chance ao ritmo mais lento da narrativa. Confira a crítica completa aqui. 

 

Jogos Sagrados. Foto: Netflix

Jogos sagrados

Essa é a primeira produção original da Netflix na Índia. A série é baseada no romance de Vikram Chandra de 2006. O livro conta a história de um herói e de um vilão que não se conhecem pessoalmente e que trocam apenas algumas palavras pelo interfone. Foi vencedor do Hutch Crossword Book Award de 2006 como o melhor ficção. A série acompanha um policial de Mumbai em contato com um poderoso gângster e tem a tarefa de salvar a cidade em que vive em 25 dias. Isso ocorre com o pano de fundo composto por disputas religiosas e políticas, que há muitos anos atingem o subcontinente indiano. 

 

O menino que descobriu o vento
Foto: Netflix

O menino que descobriu o vento

Este filme, de Chiwetel Ejiofor, foi lançado em 2019 e já mexeu com o coração de muita gente que assistiu. A saber, o drama conta a história de William, um jovem estudante originário de uma família de fazendeiros. Ele é proibido de frequentar a escola pela falta de dinheiro para pagar as mensalidades. Em um período de fome e seca, a colheita fica comprometida. Então, para salvar o lugar onde vive, William planeja construir um moinho de vento para fazer funcionar uma bomba de água elétrica. Todo mundo duvida da solução do jovem William, mas a ideia surpreende. O filme é baseado no livro de memórias The Boy Who Harnessed The Wind, de William Kamkwamba e Bryan Mealer. 

 

Foto: Netflix

Midnight Diner: Tokyo Stories

Originalmente exibida no canal Tokyo Broadcasting System, TBS, a série conta com três temporadas que somam 30 episódios. A produção é uma adaptação do mangá Shinya Shokudō, feito por Yarō Abe, e narra a ação que acontece dentro de uma pequeno restaurante que opera entre meia noite e 7h. O menu do estabelecimento é limitado, mas é possível solicitar pratos que não estão no cardápio. Onde essa história vai parar? Se já assistiu, nos conta o que achou. Já que a série se passa em um restaurante, a equipe de produção conta com uma food stylist: Nami Iijima. A profissional trabalha com o propósito de deixar os pratos perfeitos para a aparição. 

 

Foto: Ricardo Vaz Palma

Mary Shelley

O filme de Haifaa al-Mansour é baseado na história real de Mary Wollstonecraft Godwin, a verdadeira escritora do romance gótico Frankenstein. O filme conta a relação da escritora com o poeta romântico Percy Bysshe Shelley. Mary Godwin conhece Perci quando ele ainda era casado. Eles fogem. Ao voltar são julgados pela relação e também pelas ideias que passam a defender. Além disso, a trama mostra os elementos que levaram Mary Shalley a criar Frankenstein, que, posteriormente, se tornou um dos maiores clássicos da literatura universal.

Então, é isso. Esses são apenas alguns títulos que destacamos que não são produções americanas e que estão na Netflix. Não são por ordem de preferência e nem de qualidade. Você pode deixar nos comentários outras séries e filmes que assiste e contribuir para a nossa lista. 

photo

Por que La Traviata é uma das óperas mais famosas de Verdi?

A próxima semana é de ópera em Belo Horizonte. Mais especificamente no Palácio das Artes. La Traviata, de Giuseppe Verdi, é uma superprodução da Fundação Clóvis Salgado (FCS) com a presença dos solistas Jaquelina Livieri e Fernando Portari. A regência e direção musical ficam por conta de Silvio Viegas. A montagem foi sucesso de público […]

LEIA MAIS
photo

Por que o Nobel de Literatura teve dois vencedores e quem são eles?

O que um escândalo sexual é capaz de fazer, né? Sim, no frigir dos ovos, foi por causa disso que a edição 2019 do prêmio de literatura mais importante do planeta teve dois vencedores anunciados na quinta, dia 10 de outubro. São eles, a polonesa Olga Tokarczuk e o austríaco Peter Handke. Mas, embora bastante […]

LEIA MAIS
photo

Coringa: um filme para reflexões sem fim

Em “No Enxame: perspectivas do digital”, o filósofo sul-coreano Byung-chul Han busca em um livro escrito em 1895 pontos para a reflexão sobre a “era das massas”. Veja bem, o objetivo dele é falar sobre os impactos que a digitalização tem trazido para a vida da gente. Ainda assim, isso implica em uma volta no […]

LEIA MAIS