Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Vocação modernista dos mineiros é tema de tour virtual 

Casa Fiat de Cultura promove edição online do projeto Encontros com o Patrimônio “Belo Horizonte: uma cidade, um ideal — a vocação mineira para a modernidade impressa nas ruas de BH”
Painel de Cândido Portinari na Casa Fiat de Cultura. Foto: Studio Cerri
Painel de Cândido Portinari na Casa Fiat de Cultura. Foto: Studio Cerri

Basta andar pelas ruas de BH com atenção voltada para a arquitetura. Nem precisa ser especificamente na Pampulha. Pelo centro mesmo você rapidamente vai perceber a íntima relação com o movimento modernista. É justamente isso que o percurso virtual criado pela Casa Fiat de Cultura destaca. O objetivo é mostrar a vocação dos mineiros para a modernidade.

Clarita Gonzaga, historiadora e coordenadora do Programa Educativo da Casa Fiat é quem vai conduzir a conversa. O passeio virtual está marcado para o dia 24 de janeiro, entre 11h e 12h30. A retirada de ingressos será pelo Sympla. Do trajeto entre o Parque Municipal e a Praça da Liberdade ela promete destacar pontos de referência e algumas edificações que remetem ao ecletismo. Foi esse o estilo que marcou a construção de Belo Horizonte.

“O bacana desse encontro é poder conversar sobre esse espírito de modernidade, inovação que é inerente ao mineiro”, conta. Para Clarita, tal característica do mineiro está na maneira de combinar o que se tem de tradicional com referências internacionais contemporâneas. “Temos muito esse espírito e compartilhamos um pouco dessa vocação para inovação e transformação justamente nas ruas da cidade”, ressalta.

História

Belo Horizonte foi uma cidade planejada. Sendo assim, foi construída inclusive por arquitetos estrangeiros como o italiano Rafaello Berti. Somente ele assina, por exemplo, 527 projetos em Minas e grande parte em Belo Horizonte. Ele foi responsável por definir o estilo dos prédios da cidade no início do século XX. A Prefeitura de BH e também o Hospital Vera Cruz são criações dele. 

Na série Encontros com o Patrimônio “Belo Horizonte: uma cidade, um ideal — a vocação mineira para a modernidade impressa nas ruas de BH” o tour parte do Automóvel Clube, passa pelo Museu Mineiro e pelo Arquivo Público Mineiro, até chegar à Praça da Liberdade.

“Também vamos falar do modernismo de Oscar Niemeyer, do pós-modernismo e no final do vamos falar sobre o painel Civilização Mineira (1959), de Cândido Portinari, no hall da Casa Fiat”, detalha Clarita Gonzaga.

SERVIÇO

Belo Horizonte: uma cidade, um ideal — a vocação mineira para a modernidade impressa nas ruas de BH. 

24 de janeiro, das 11h às 12h30 

Evento gratuito, com inscrição pela Sympla:

 

Painel de Cândido Portinari na Casa Fiat de Cultura. Foto: Studio Cerri
Painel de Cândido Portinari na Casa Fiat de Cultura. Foto: Studio Cerri

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!