Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Motivos para assistir à 3ª temporada de “Sweet Tooth”

Gostou? Compartilhe!

Muita ação marca a temporada de encerramento da saga “Sweet Tooth”, da Netflix, série que vai deixar saudades

Patrícia Cassese | Editora Assistente

“Sweet Tooth” (Netflix) é uma série distópica curiosa. Embora a narrativa seja voltada para adultos – é baseada na série de quadrinhos do canadense Jeff Lemire -, traz, como protagonista, uma criança, Gus (o fofo Christian Convery) com características bem especiais. Na verdade, Gus é um híbrido – ou seja, sua anatomia mescla características de humanos com um cervo. São várias, as crianças híbridas de “Sweet Tooth”, e há cenas nas quais elas aparecem se divertindo que fica até difícil pensar que trata-se um narrativa seriada não destinada ao público infantil. Mas, sim, há muita, muita violência ali.

Gus (Christian Convery) e Wendy (Naledi Murray) em cena de "Sweet Tooth" (Netflix/Divulgação)
Gus (Christian Convery) e Wendy (Naledi Murray) em cena de "Sweet Tooth" (Netflix/Divulgação)

A terceira – e última (sniff) – temporada de “Sweet Tooth” (que tem produção executiva de Robert Downey Jr. e Susan Downey) traz Gus e seu fiel escudeiro, Jeppard (o fa-bu-lo-so Nonso Anozie) rumando para o Alasca. O garoto, claro, quer se encontrar com a mãe, Birdie (Amy Lynne Seimetz), e, mais que isso, tentar dar fim ao flagelo que vem dizimando a humanidade. Para tal, ele contará, mais uma vez, com Bear e Wendy.

Me dê motivo

A única ressalva fica por conta de algumas cenas que parecem ter sido feitas em estúdios, como a travessia marítima – portanto, soaram meio falsas. Mas tudo bem. Os capítulos “fecho” da série “Sweet Tooth” prendem o espectador de tal jeito que não estranhe se, vez ou outra, sentir vontade de bater palmas – ou morrer de raiva. Confira, a seguir, alguns motivos para maratonar a série!

Nonso Anozie

Que ator estupendo, Nonso Anozie. O ator britânico, de 45 anos, se tornou conhecido pela atuação em séries como “Game of Thrones”, onde fez o Xaro Xhoan Daxos. Com sua respeitável altura – nada menos que 1,98m -, também atuou em filmes como “Cinderela” (2015), de Kenneth Branagh, na pele do Capitão dos Guardas. Nonso sabe dar as nuances necessárias para mostrar coragem, quando necessário, ou medo. Além disso, seu instinto protetor quanto a Gus é comovente. Essa terceira temporada é absolutamente dele. E isso é muito bom!

Christian Convery

Christian Convery, de “O Urso do Pó Branco”, que interpreta o Gus, é uma fofura. Aliás, to-do mundo se lembra que, em 2021, um vídeo dele, com a camisa do Atlético, que ganhou de um amigo brasileiro, viralizou. Nesta temporada, Gus vai enfrentar fortes emoções ao estar na iminência de reencontrar a mãe. Mas não só. Ele também vai ter que tomar uma decisão muito difícil, mais uma vez aprender a lidar com perdas e, não bastasse, enfrentar a traição de quem pensava ser aliado. Haja equilíbrio emocional.

Híbridos X Humanos

Na distopia de “Sweet Tooth”, por conta do flagelo que vem exterminando os humanos, tudo parece indicar que apenas os híbridos vão habitar o planeta Terra. Como esta é temporada que fecha oficialmente a saga, o espectador vai, pois, saber se finalmente o flagelo será controlado (e como) – ou, ao contrário, se o ser humano será de vez eliminado da Terra.

Meninas superpoderosas

Embora Gus seja o protagonista de “Sweet Tooth), junto a Jepp, a terceira temporada também reserva muito espaço para o time feminino da trama. Neste caso, com destaque para Bear (a atriz neozelandesa-americana Stefania Owen) e a encantadora Wendy (a fofa Naledi Makel Murray). Aqui, o time feminino “do bem” (digamos assim) ganha o acréscimo de Siana (a canadense Cara Gee) e de sua filha híbrida, Nuka (Ayazhan Dalabayeva). Nuka, aliás, tem um certo comportamento que pode ser inicialmente considerado não muito correto, mas que, aqui, acaba sendo útil. Corajosas, elas enfrentam momentos que vão fazer o espectador ficar hirto na poltrona.

Ao lado de Gus, as personagens Yuka e Siena, da 3ª temporada da série (Netflix)
Ao lado de Gus, as personagens Nuka (Ayazhan Dalabayeva) e Siana (Cara Gee), da 3ª temporada da série (Netflix)

Novos vilões

A temporada passada teve algumas cenas que foram um soco no estômago, como a morte de personagens queridos. O fim cruel de John (Marlon Williams), por exemplo – quem não se emocionou com a cena em que ele canta “The Boxer”, da dupla Simon & Garfunkel. Na terceira temporada de “Sweet Tooth”, o papel de vilã é assumido por Helen Zhang (Rosalind Chao, que está em “O Problema dos 3 Corpos”). Zhang já tinha aparecido na segunda temporada, e, aqui, ela assume o posto de Abbott (o sul-africano Neil Sandilands). A personagem de Rosalind Chao (foto abaixo) é cruel até com as filhas – Rosie (Marie Tran, de “Star Wars”) e Ginger (Louise Jiang) -, além de rejeitar os netos híbridos, os Wolf Boys. O espectador vai passar muita raiva com ela.

Serviço

“Sweet Tooth” – Terceira e última temporada

Disponível na Netflix

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]