Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Spin-off de Invocação do Mal, ‘A freira’ entrega o que promete

Por brenoribeiro

10/09/2018 às 14:17

Publicidade - Portal UAI
Warner Bross/Divulgação

Campeão na bilheteria americana logo na estreia, A Freira é um spin-off de Invocação do Mal 2 (2016). Chegou ao cinema cercado de expectativa já que, de certa forma, dá continuidade a elementos desta que é considerada a maior franquia de terror de todos os tempos. É o retorno da personagem que naquela ocasião andava possuída pelo demônio Valak. A freira ficou conhecida ao atormentar Lorraine (Vera Farmiga), uma famosa investigadora de fenômenos paranormais.

O longa que arrecadou US$ 53,5 milhões no primeiro fim de semana foi dirigido por Corin Hardy e escrito por James Wan e Gary Dauberman. Taissa Farmiga (que é irmã de Vera) e Demián Bichir interpretam, respectivamente, Irmã Irene e Padre Burke. Eles são convocados para solucionar um caso de suicídio. Claro que não fica nisso. Em resumo: terão que combater uma força maligna.

A trama

Toda a história se passa em um convento na Romênia. Padre Burke é chamado pelo Vaticano para investigar a história com a ajuda da noviça Irene. Ao chegar no local, Burke e Irene iniciam suas investigações. Logo descobrem que a edificação é atormentada por forças malignas. As irmãs que “vivem” ali permanecem em orações incessantes e infinitas. 

No início, Irmã Irene (uma Taissa surpreendente no papel) não entende muito bem a razão de sua participação na operação. De toda forma, enquanto investiga, acaba se lembrando do passado. Ela costumava ter quando tinha visões estranhas na infância e era constantemente julgada pelo seus pais como possuída pelo demônio.

Continuação

Diferente de Invocação do Mal 1 e 2, A Freira tem um roteiro mais movimentado. Novos fatos encorpam o roteiro e, assim, faz com que  o estado de alerta do espectador se mantenha presente por mais tempo.  Como é tradição em longas do gênero, que envolvem exorcismo e fenômenos paranormais, o desfecho é a quebra de uma maldição.

Para quem não curte spoilers, duas dicas. Preste bastante atenção nos momentos em que Lorraine e Ed Warren encerram o misterioso caso da freira. Há importantes indicativos sobre a trama e, inclusive, uma possível continuação.

 

 

 

Repercussão crítica

 

Embora no site agregador de críticas Rotten Tomatoes A Freira não tenha um bom desempenho – apenas 26% dos tomates frescos -, a performance é outra entre a crítica brasileira. Para Barbara Demerov, do site Adoro Cinema, elogiou principalmente o clima gótico e a capacidade que a franquia teve de manter uma identidade própria. “É notável a variedade que o terror pode alcançar, principalmente quando neste caso estamos falando de histórias narradas no mesmo universo”, afirmou. De acordo com Sergio Alpendre, na crítica publicada pela Folha de São Paulo, A Freira fica aquém de seus predecessores mas não faz feio.  Mário Abdade, do Globo, segue a mesma linha. Para ele, o longa “é eficiente e entrega justamente o que o público que gosta desse estilo espera. Como sempre, deixa a desejar no conteúdo, mas também vale dizer que quem embarca num trem fantasma só quer mesmo ter sobressaltos a cada curva do caminho”.

 

photo

‘O Destino de uma Nação’ e ‘Dunkirk’: os dois lados de uma mesma história

Juro que entrei no cinema para ver O Destino de uma nação pensando se tratar do tipo de produção orquestrada para que um ator demonstre toda sua capacidade. A história britânica é mestre em oferecer esse tipo de personagem. Hellen Mirren e Meryl Streep conquistaram algumas de suas estatuetas com longas desse perfil. Elas interpretaram, […]

LEIA MAIS
photo

Cinco motivos para aguardar a próxima temporada de You

Você já investigou alguém pelas redes sociais ou fizeram isso com você? Essa bisbilhotice on-line virou moda. É também disso que fala a série  You (Você), disponível na Netflix. A primeira temporada foi lançada em dezembro e a segunda já está confirmada. Deve entrar no serviço de streaming entre os meses de junho e outubro […]

LEIA MAIS
photo

Mulher-Maravilha para quem não é nerd ou geek

Sabe aquele tipo de gente que fica na dúvida se a Mulher-Maravilha é da Marvel ou da DC Comics? Para quem isso, no fundo, tanto faz? Pois é, sou eu. Todas as relações que já estabeleci com qualquer super-herói foram pelo cinema. Gosto de todos: Batman é o preferido – claro que o do filme de […]

LEIA MAIS