fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Miles Davis, carne e Pampulha: conheça Soul Jazz Burger

Por espculturadoria

21/09/2018 às 11:42

Publicidade - Portal UAI
Foto: Gabriel Lacerda/Culturadoria

Por Gabriel Lacerda burger

Como se destacar no mercado gastronômico competitivo de BH? Essa foi uma das perguntas que Bárbara, Bruno, Érico e Maíra fizeram antes de abrir a Soul Jazz Burger. Os quatros amigos, amantes do ritmo musical, perceberam que não existiam locais na capital mineira no qual as pessoas pudessem aproveitar clássicos do Jazz e ainda comerem bem.

A casa, localizada próximo ao aeroporto da Pampulha, oferece um cardápio vasto. Isto é, são 14 burgers variados e que agradam todos os gostos. Dessa forma, para quem não come carne, a opção fica por conta do Valarie (com salmão) e o At Last (vegetariano). Pensando nas crianças, a Soul Jazz oferece, com preço justo, uma versão de burger infantil, o ABC.

Foto: Luiza Ananias/Divulgação

Diferenciais

Alguns detalhes do lugar chamam a atenção e conquistam os clientes. Por exemplo, os nomes dos sanduíches são de clássicos do jazz e os guardanapos são personalizados com notas musicais. A decoração do ambiente é charmosa. Fotografias de grandes nomes do Jazz e Blues, e alguns instrumentos musicais pendurados no teto enfeitam o ambiente. Quando você for lá, comente aqui sobre a decoração do banheiro. Lá tem algo muito diferente!

Todos os itens juntos dão ao estabelecimento um charme especial. Talvez isso explique a diversidade do público na hamburgueria. Em síntese: eram famílias, casais, amigos e amantes de um dos estilos musicais mais charmosos que existem. Além dos pratos e da decoração, duas coisas também chamam bastante a atenção: o atendimento e a acessibilidade. Pode até parecer estranho, mas a questão da acessibilidade sempre é algo que deve ser falado. A Soul Jazz possui rampas e corredores que facilitam o acesso ao banheiro.

Continua após a publicidade...

Experimentando

Louis Armstrong ficaria feliz com a homenagem do hambúrguer que leva o nome de sua música Summertime (Preço: R$ 31). O prato é um burger de boi, acompanhado de queijo, alface, ovo, cebola caramelizada no pão de australiano. Ou seja, bem apresentado, quente, saboroso e molhado na medida certa. A batata frita que acompanha todos os pratos da casa já vem temperada com sal, então, caso não queira, avise ao garçom!

Outra opção que foi experimentada é o Take Five (Preço: R$ 26). Hambúrguer de boi, cheddar, bacon, cebola caramelizada, alface e tomate no pão australiano com aioli. Um prato que chama a atenção por ser saboroso e a carne ser bem suculenta. Ele vem com molho temperado à parte e estava bem gostoso, sem gosto forte de alho. Certeza que Dave brubeck se deliciaria.

Em resumo: seja para sair com a família, amigos, namorada, ou sozinho, lá é um bom lugar. O charme e a comida são duas coisas que casaram bem e agradam bastante. Não deixe de aproveitar e experimentar esse pedacinho de BH.

 

Foto: Gabriel Lacerda/Culturadoria

Soul Jazz Burger

Endereço: Rua Noraldino Lima 387, Belo Horizonte, MG, 31270-650 – Telefone: (31) 3222-9759

Horário: Terça – Domingo (18h às 00h)

 

Continua após a publicidade...

photo

Hilda Hilst está presente: lançamentos e homenagens em 2018

Hilda Por Lara Alves   Nunca se falou tanto sobre Hilda Hilst como em 2018. Relegada pelo público durante a vida e restrita a tiragens baixíssimas, a escritora paulista passou toda sua vida esperando reconhecimento e, agora, depois de morta, nunca foi tão famosa e tampouco tão lida. É o que mostra um levantamento realizado […]

LEIA MAIS
photo

É oficial: BH volta a ter Secretaria Municipal de Cultura

Por Thiago Fonseca * Pausa na Virada Cultural de 2017, novas diretrizes para o Fundo Municipal de Cultura, manutenção de eventos importantes como Festival Internacional de Teatro Palco e Rua de BH, o FIT-BH, Festival Internacional de Quadrinhos, o FIQ, Festival de Arte Negra, o Fan e outros. Este foram alguns dos temas brevemente tratados […]

LEIA MAIS
photo

Treinamento cênico para artistas, o Rampa, tem mostra final em BH

Um treinamento cênico para artistas da música com a ideia de incorporar dramaturgia em suas apresentações. Este é um dos objetivos do projeto Rampa, idealizado pelo artista mineiro Marcelo Veronez. Quem já foi a um show dele, consegue ter ideia do que isso significa. Além do amadurecimento como cantor, chama atenção a presença no palco, […]

LEIA MAIS
photo

Se você ainda não começou, por que deveria ver La Casa de Papel?

Nove dos melhores ladrões da Espanha são convocados por um professor para assaltar a Casa da Moeda do país. O objetivo? Fabricar o próprio dinheiro e ter mais de seis dígitos na conta bancária. Eles estão em busca do “assalto perfeito”. A série de televisão La Casa de Papel foi produzida, inicialmente, para o formato […]

LEIA MAIS
photo

Quem é MC Tha e por que foi ousado ela aparecer no Bar da Neca?

MC Tha Que há uma renovação em curso na música brasileira é inegável. Não se pode negar, também, que essa troca de pele passa por estilos que até então eram vistos com preconceito por boa parte do público. Especialmente os amantes da MPB. Sim, as recentes surpresas brotam muito mais do funk, do rap e […]

LEIA MAIS
photo

Banho de Sol volta ao cartaz para única apresentação em BH

É natural que cada espectador tenha uma relação particular com obras artísticas. Agora, é curioso quando há um sentimento comum de impacto. As intensidades podem variar, é claro, mas fato é que desconheço uma só pessoa que tenha saído inerte de Banho de sol, a nova peça da Cia Zula de Teatro. Por isso, repito […]

LEIA MAIS