Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Sonhos de uma noite com o Galpão e o novo round de experimentações para o teatro online

Sonhos de uma noite com o Galpão faz uma viagem onírica a partir da coleta e da pesquisa de mais de 150 sonhos nesse período de pandemia.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Primeiro foi uma peça pelo telegram. Depois uma experimentação teatral no rádio. Chegou a vez do dramaturgo e diretor Pedro Brício inovar com o Grupo Galpão. Sonhos de uma noite com o Galpão é o segundo espetáculo do projeto Dramaturgias, criado pela companhia mineira. Desta vez, a plataforma escolhida será o Zoom, com sessões sempre às 20h, sábados e domingos, de 21 de agosto a 12 de setembro.

Sonhos de uma noite com o Galpão nasce a partir de relatos de 150 pessoas. A primeira missão do elenco foi justamente perguntar aos conhecidos o que andavam sonhando. Os atores do grupo, por sua vez, se perguntaram “O que temos sonhado?”, “Como os sonhos revelam os traumas da pandemia?”, “Estamos sonhando coletivamente?”, “Como sonharemos o futuro?”, “Transformar um sonho em cena pode ampliar a experiência do sonhador?”. É desse encontro que nasce o novo espetáculo.

Com o projeto Dramaturgias o Grupo Galpão pretende realizar entre junho e dezembro de 2021, cinco montagens com linguagens diversas. Sonhos de uma noite com o Galpão tem no elenco, Antonio Edson, Eduardo Moreira, Inês Peixoto, Lydia del Picchia, Simone Ordones e Teuda Bara. De acordo com o diretor Pedro Brício, alguns sonhos foram encenados enquanto outros são apenas contados pelos atores.  “Aí, entra toda a criatividade do Grupo Galpão, além da poesia e do humor, já que, também, há sonhos engraçados. Aliás, o sonho, em si, já é uma criação. O que fazemos é recriá-lo, a partir do teatro”, conta o diretor no release de divulgação.

Sonhos de uma noite com o Galpa?o Foto Alexandre Rezende

Formato

A montagem foi criada pensando no ambiente da internet. Ou seja, a interpretação, a linguagem, os recursos empregados foram elaborados pensando na interface também escolhida. Brício define a experiência do espectador como “audiovisual performativa”. “O mundo está mudando, e as novidades podem ser muito bem-vindas. A gente deve sempre pesquisar outras maneiras de comunicação com o público”.

A maior parte da performance, portanto, será ao vivo. Há apenas uma parte filmada, que revela encontros reais entre as pessoas que sonharam e os atores da peça. Cada ator convidou duas pessoas, que mandaram relatos de seus sonhos, para um encontro, que aconteceu e foi gravado no Galpão Cine Horto. 

“Cada ator montou a cena de um sonho, de duas a três pessoas, e convidamos os sonhadores para assistirem, na plateia, à encenação. A experiência foi incrível, além de muito saudosa e feliz, pois havia muito tempo – desde março de 2020 – que nós, atores, não nos apresentávamos no palco”, conta a atriz Simone Ordones também no release de divulgação da peça. 

[O QUE] “Sonhos de uma noite com o Galpão”

[QUANDO] De 21 de agosto a 12 de setembro. Sábados e domingos, 20h

[ONDE] Zoom com retirada de ingressos via Sympla

[QUANTO] Gratuito

Sonhos de uma noite com o Galpão. Foto: Alexandre Rezende

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!