Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Sonhos de uma noite com o Galpão e o novo round de experimentações para o teatro online

Sonhos de uma noite com o Galpão faz uma viagem onírica a partir da coleta e da pesquisa de mais de 150 sonhos nesse período de pandemia.
Sonhos de uma noite com o Galpa?o Foto Alexandre Rezende

Primeiro foi uma peça pelo telegram. Depois uma experimentação teatral no rádio. Chegou a vez do dramaturgo e diretor Pedro Brício inovar com o Grupo Galpão. Sonhos de uma noite com o Galpão é o segundo espetáculo do projeto Dramaturgias, criado pela companhia mineira. Desta vez, a plataforma escolhida será o Zoom, com sessões sempre às 20h, sábados e domingos, de 21 de agosto a 12 de setembro.

Sonhos de uma noite com o Galpão nasce a partir de relatos de 150 pessoas. A primeira missão do elenco foi justamente perguntar aos conhecidos o que andavam sonhando. Os atores do grupo, por sua vez, se perguntaram “O que temos sonhado?”, “Como os sonhos revelam os traumas da pandemia?”, “Estamos sonhando coletivamente?”, “Como sonharemos o futuro?”, “Transformar um sonho em cena pode ampliar a experiência do sonhador?”. É desse encontro que nasce o novo espetáculo.

Com o projeto Dramaturgias o Grupo Galpão pretende realizar entre junho e dezembro de 2021, cinco montagens com linguagens diversas. Sonhos de uma noite com o Galpão tem no elenco, Antonio Edson, Eduardo Moreira, Inês Peixoto, Lydia del Picchia, Simone Ordones e Teuda Bara. De acordo com o diretor Pedro Brício, alguns sonhos foram encenados enquanto outros são apenas contados pelos atores.  “Aí, entra toda a criatividade do Grupo Galpão, além da poesia e do humor, já que, também, há sonhos engraçados. Aliás, o sonho, em si, já é uma criação. O que fazemos é recriá-lo, a partir do teatro”, conta o diretor no release de divulgação.

Formato

A montagem foi criada pensando no ambiente da internet. Ou seja, a interpretação, a linguagem, os recursos empregados foram elaborados pensando na interface também escolhida. Brício define a experiência do espectador como “audiovisual performativa”. “O mundo está mudando, e as novidades podem ser muito bem-vindas. A gente deve sempre pesquisar outras maneiras de comunicação com o público”.

A maior parte da performance, portanto, será ao vivo. Há apenas uma parte filmada, que revela encontros reais entre as pessoas que sonharam e os atores da peça. Cada ator convidou duas pessoas, que mandaram relatos de seus sonhos, para um encontro, que aconteceu e foi gravado no Galpão Cine Horto. 

“Cada ator montou a cena de um sonho, de duas a três pessoas, e convidamos os sonhadores para assistirem, na plateia, à encenação. A experiência foi incrível, além de muito saudosa e feliz, pois havia muito tempo – desde março de 2020 – que nós, atores, não nos apresentávamos no palco”, conta a atriz Simone Ordones também no release de divulgação da peça. 

[O QUE] “Sonhos de uma noite com o Galpão”

[QUANDO] De 21 de agosto a 12 de setembro. Sábados e domingos, 20h

[ONDE] Zoom com retirada de ingressos via Sympla

[QUANTO] Gratuito

Sonhos de uma noite com o Galpão. Foto: Alexandre Rezende

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!