Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Sinfônica Pop convida Zé Ibarra e grupo Cobra Coral

Gostou? Compartilhe!

Após um hiato de dois anos, o projeto Sinfônica Pop volta à cena nesta terça-feira, convidando o cantor, compositor e pianista Zé Ibarra

A série de concertos Sinfônica Pop será retomada nesta terça-feira, após um intervalo de dois anos. Com regência de Ligia Amadio, maestra titular da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais (OSMG), a iniciativa convida, para dividir o palco com os músicos, o grupo mineiro Cobra Coral e o cantor e multi-instrumentista Zé Ibarra. O evento tem seu início previsto para as 20h30, no palco do Grande Teatro Cemig Palácio das Artes.  A entrada é gratuita, com retirada de ingressos por meio do site Eventim ou na bilheteria do Palácio das Artes no dia do concerto, a partir das 12h.

A fusão de dois estilos musicais aparentemente distintos é a ideia por trás da Sinfônica Pop. O projeto norteia-se pela combinação entre a OSMG e artistas contemporâneos da música brasileira, o que objetiva dar outra dimensão às canções populares. O concerto que celebra a volta da série traz, como arranjadores, os músicos Fred Natalino, Marcelo Ramos, Túlio Mourão e Paulo Galvão. Assim, os quatro adequam as melodias e harmonias originais das músicas escolhidas à instrumentação e ao estilo sinfônico.

Zé Ibarra, que participa da nova edição do Sinfônica Pop, nesta terça ( Elisa Maciel/Divulgação)
Zé Ibarra, que participa da nova edição do Sinfônica Pop, nesta terça ( Elisa Maciel/Divulgação)

O espetáculo é fruto de uma parceria entre a Fundação Clóvis Salgado e o Festival Já Raiou a Liberdade – Os Sons do Brasil.

Os convidados

Com uma década de banda, o Cobra Coral vai levar para o concerto um repertório que perpassa diferentes momentos da carreira do hoje trio – formado por Kadu Vianna, Mariana Nunes e Pedro Morais. Dentre as músicas que vão ser relidas, estão “E o que for já é”, “Casa Aberta” e “Quadros Modernos”, composta por Toninho Horta, Murilo Antunes e Flávio Henrique, um dos fundadores do grupo e que faleceu em 2018.

Já o músico Zé Ibarra toca, convidado do Cobra Coral, apresenta, dentre outras composições, “Do a dó”, “Dos Cruces” e “Lua Comanche”.

Programa

1) Faísca na medula – Kadu Vianna / Murilo Antunes – Arranjo: Fred Natalino

2) Luz do sol / Lindeza – Caetano Veloso – Arranjo: Tulio Mourão

3) Qualquer palavra – Kadu Vianna/Pedro Morais/Magno Mello – Arranjo: Fred Natalino

4) Quadros Modernos – Toninho Horta/Flávio Henrique/Murilo Antunes – Arranjo: Tulio Mourão

5) Canção da minha vida – Pedro Morais/Magno Mello – Arranjo: Marcelo Ramos

6) Cigana – Flávio Henrique/Brisa Marques – Arranjo: Fred Natalino

7) Encontros e despedidas – Milton Nascimento/Fernando Brant – Arranjo: Marcelo Ramos

8) Força estranha – Caetano Veloso – Arranjo: Fred Natalino

9) E o que for já é – Pedro Morais/Kadu Vianna/Magno Mello – Arranjo: Fred Natalino

10) Casa aberta – Flávio Henrique e Chico Amaral – Arranjo: Tulio Mourão

11) Do a dó – Dora Morelembaum /Tom Veloso  – Arranjo: Paulo Galvão (Participação Zé Ibarra)

12) Dos cruces – Carmelo Larrea  – Arranjo: Paulo Galvão (Participação Zé Ibarra)

13) Lua comanche – Dora Morelenbaum / Julia Mestre / Lucas Nunes / Zé Ibarra – Arranjo: Fred Natalino (Participação Zé Ibarra)

14) Como eu queria voltar – Zé Ibarra/ Lucas Nunes/ Tom veloso – Arranjo: Paulo Galvão (Participação Zé Ibarra)

15) Sob o Sol – Flávio Henrique/Pedro Morais – Arranjo: Paulo Galvão  (Participação Zé Ibarra)

16) Esquecimento – Samuel Rosa – Arranjo: Paulo Galvão

17) Capullito de Aleli – Rafael Hernández – Arranjo: Paulo Galvão

18) Lança perfume – Rita Lee e Roberto de Carvalho – Arranjo: Fred Natalino ( participação Zé Ibarra)

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]