fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Shows do fim de semana: Roberta Sá + Zizi e Luiza Possi

O fim de semana musical no Palácio das Artes teve o show de lançamento de Giro, de Roberta Sá e o encontro entre mãe e filha

Por Carol Braga

19/05/2019 às 23:28

Publicidade - Portal UAI
Zizi e Luiza no Palácio das Artes. Foto: Carol Braga/Culturadoria

Toda vez que recomendo shows no Palácio das Artes, faço questão de destacar a importância do local. Isso porque acho que poder ver (ou fazer) um show naquele palco é um privilégio. Mesmo o teatro dando sinais de que precisa de cuidados, ainda assim, é uma experiência diferente para o espectador.

E é exatamente essa sensação que tenho agora, depois de ver o encontro entre Zizi e Luiza Possi no domingo (19/05). Pois é, assim como eu, quem esteve lá deve ter saído com o sentimento de que a semana começou em grande estilo. Era de se esperar que o show dessa dupla fosse emocionante. Mãe e filha juntas. Luiza está grávida e, sendo assim, dividir o palco com a Zizi tem para elas significados mais fortes. Generosamente, compartilham isso com a gente.

Pois bem, foi sim uma apresentação cheia de carinho e afeto. Se caminharmos para o lado mais técnico da coisa, mesmo que o som deixasse escapar um leve ruído, ele foi minimizado pela força do repertório que elas escolheram e da presença delas, claro. Gente, que setlist!!

 

 

 

O show

O espetáculo começa com imagens da vida delas. A foto da bebê Luiza surgiu ao som de João e Maria, de Chico Buarque, em dueto com a mãe Zizi. Se o timbre da voz é muito parecido, quando elas surgem no palco é possível perceber que as personalidades são diferentes. Zizi é clássica, com um vestido longo. Luiza é pop, com a barriga à mostra em um figurino brilhante. Elas souberam equilibrar isso de modo que houvesse complementariedade.

Ao dar boa noite para o público, Zizi revelou que foi no palco do Palácio das Artes que ela fez o último show antes de dar à luz. Emendou o depoimento com Paula e Bebeto, de Milton Nascimento. Entre os outros destaques do repertório estão Haja o que houver, do grupo português Madredeus, Força estranha, de Roberto Carlos, Sangrando, de Gonzaguinha, A paz, de Gilberto Gil, Folhetim, Rosa Morena. São muitos.

Teve até Fogão de Lenha, conhecida na versão de Chitãozinho e Xororó. No set italiano teve, claro, Per Amore. Luiza apresentou também Desejo Preferido, música que lançou em abril deste ano e algumas composições que fez em parceria com Dudu Falcão. Ela mesma avisou: era o momento mais dançante do show. Luiza parece gostar de estar bem próxima do público e tem carisma para isso. Para mim, foi uma grata surpresa.

Acho muito legal quando o prazer de estar no palco por parte dos artistas fica nítido para quem assiste. Aí sim, o show se torna uma experiência memorável.

 

Roberta Sá no Palácio das Artes. Foto: Carol Braga/Culturadoria

 

Roberta Sá

Neste final de semana, Roberta Sá também se apresentou no Palácio das Artes. No caso, foi o lançamento de Giro, o disco que ela gravou composições inéditas de Gilberto Gil. Confesso que a troca de energia foi bem diferente. No caso dela, o que mais chamou a atenção foi a coragem em bancar um repertório só com canções desconhecidas de Gil diante do tamanho da obra que ele tem. Foi uma ousadia! Nesse sentido, o registro que tenho é mais racional.

Ao fazer isso, Roberta chamou atenção, por exemplo, para o fato das composições de Gilberto Gil terem DNA. Ou seja, música nova ou velha, bastam os primeiros acordes para você perceber o como ele tem mesmo uma marca registrada. Sendo assim, a bela versão de Tempo Rei aparece no repertório como um bônus track.  Em síntese, Roberta cantou todas as novas.

O próprio Gilberto Gil estava na plateia. Foi uma presença discreta e imagino que feliz. O que Roberta Sá fez para ele foi mostrar o quanto não apenas foi importante para a história da música brasileira mas, principalmente, como continua sendo.

 

 

 

Continua após a publicidade...

photo

5ª Mostra de Cinema Feminista: você não pode perder a nova edição

A 5ª Mostra de Cinema Feminista já chegou ao Sesc Palladium e por lá estará em cartaz até o dia 26 de maio. O tema da edição deste ano é ‘Mulheres Valentes’. Entre as homenageadas, Marielle Franco, Nise da Silveira, Sônia Guajajara, Indianara Siqueira e Maria da Penha. Serão exibidos 82 filmes dirigidos por mulheres. […]

LEIA MAIS
photo

Cinco motivos para você explorar o universo da Dreamworks no CCBB

Banguela, Soluço, Shrek, Melman, Po. Se você gosta de um desses personagens  de filmes como ‘Como treinar seu dragão’, ‘Shrek’, ‘Madagscar’ ou de tantos outros do universo criado pela Dreamworks pode abrir o sorriso. A exposição que o ocupa o Centro Cultural Banco do Brasil até o dia 29 de julho vai apresentar o avesso […]

LEIA MAIS
photo

Paula Toller vem aí: relembre grandes momentos do Kid Abelha

Em carreira solo desde que saiu do Kid Abelha, Paula Toller traz o show ‘Como eu quero’ para a capital mineira, no Palácio das Artes. Atire a primeira pedra quem é da geração da década de 80 e não conhece o Kid Abelha. Até para os jovens atuais, o rock melódico – quase pop – […]

LEIA MAIS