fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

SegundaPRETA reforça papel do artista negro em sua quarta temporada em BH

Por Thiago Fonseca *

26/03/2018 às 14:28 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: Pablo Bernardo / Divulgação

A segunda-feira não é a mesma no Teatro Espanca!, no centro de BH, desde que abriu as portas para a segundaPRETA. Isso foi em janeiro de 2017. O projeto de atores e atrizes negros chega à sua quarta temporada. Até o dia 23 de abril serão onze espetáculos com entradas a preços populares. A homenageada desta edição é a escritora mineira Ana Maria Gonçalves.

O projeto é um espaço de encontro, reflexão, troca de experiências e afetos. Tem a criação e a produção  atravessadas pelo debate sobre a raiz cultural eurocentrada da linguagem cênica.

“A segundaPRETA é idealizada e realizada por artistas negras e negros de Belo Horizonte. Um desejo coletivo de se ter um espaço em que possamos mostrar nossas artes e, também, estabelecer diálogos e críticas acerca da cena contemporânea negra”, explica Soraya Martins, atriz, pesquisadora de teatro negro e integrante do projeto.

A escolha do dia atípico para as apresentações vem da ausência de atrações culturais no início da semana.  Além disso, segunda-feira é dia de Exu. Ele é uma entidade espiritual considerado o gerador do que existe, do que existiu e do que ainda vai existir. É a força natural viva que fomenta o crescimento. É o primeiro passo em tudo. Vem daí a ideia de ter a segunda como ponto de partida para a experimentação, criação, reflexão e discussão sobre o que os artistas negros da cidade estão pensando, produzindo, propondo, compartilhando com o público.

O Teatro Espanca! é parceiro do projeto e sedia as apresentações. Localizado embaixo do tradicional viaduto de Santa Tereza, está próximo a diversos centros culturais, praças e estações de transporte coletivo. Além de abrigar as atividades do grupo, está aberta a diversas manifestações artísticas e culturais. Assim, dialoga com a ideia do projeto.

“Trazer o negro para as artes é fundamental. Assim, lidamos com o racismo na sociedade que reflete nos meios de produção. A gente pensa o artista como cidadão. Traçar a história do negro é um ganho que vai além do artístico e político. O teatro é uma forma de sensibilidade e tem uma função de fazer com que o espectador pense no lugar do outro e em outras narrativas”, pontua Soraya.

 

A escritora mineira Ana Maria Gonçalves é a homenageada da quarta edição da SegundaPRETA – Foto: Leo Pinheiro / Divulgação.

HOMENAGEM A ANA MARIA GONÇALVES

Como em todas as suas edições, a segundaPRETA prestará novamente homenagem a uma mulher negra viva. Durante a quarta temporada, a escolhida foi a escritora mineira Ana Maria Gonçalves. Nascida em Ibiá, no Triângulo Mineiro, Ana tem duas obras publicadas:  “Ao lado e à margem do que sentes por mim” e “Um defeito de cor”.

Já foram homenageadas pelo projeto a atriz carioca Ruth de Souza, conhecida como a “dama negra do teatro e do cinema”. A artista Zora Santos, também conhecida por seus dotes na culinária afro mineira e poetisa e ensaísta Leda Maria Martins, especialista em Teatro Negro.

Espetáculo “Sobre todos os dias”, de Tatiana Henrique estará em cartaz nesta segunda, dia 26 – Foto: Fabiana Oddarah / Divulgação.

A PROGRAMAÇÃO

Nesta temporada, que começou no 19 de março, a segundaPRETA recebe 15 cenas de cinco estados. Na programação dessa edição também haverá a segundaPRETINHA, voltada para o público infanto-juvenil. Ela será no domingo 15 de abril, às 16 horas com o espetáculo “Xabisa”, de Michele Sá. Após as apresentações, as noites serão encerradas com um debate sobre as cenas. Eles serão mediados por integrantes do projeto com a participação dos criadores dos espetáculos.

As apresentações começam às 20 horas. Os ingressos podem ser retirados a partir das 19 horas e custam entre R$ 10 e R$ 5. Moradores localizados fora dos limites da avenida do Contorno, com comprovante de residência, pagam meia-entrada. Entre o período de abertura da bilheteria e o início das apresentações o público é recebido com intervenções artísticas. Além disso, na calçada em frente ao teatro, o projeto recebe empreendedores negros para comercializar produtos. Entre eles estão a Livraria Bantu, Kitutu-Gourmet, Afronta Estamparia e a lojinha segPRETA.

A segundaPRETA recebe nesta segunda, dia 26, o espetáculo “Olha o pesado aí”, de Lucimélia Romão e Laura Cerqueira, e “Sobre todos os dias” de Tatiana Henrique. Dia 02 de abril é a vez de “Mergulhos em si”, de Charlene Bicalho, e “Fibra Óptica” da artista do Rio de Janeiro, Vanessa Nhoa.

“Despejadas” do grupo cearense Nóis de Teatro e “A reticência do ser”, do Colectivo Amarginal, se apresentarão no dia 09. No dia 16 o projeto receberá “Ensaio sobre fragilidades”, do Anderson Feliciano e “Se os homens são feitos do barro nós somos feitas da lama” das atrizes Juhlia Santos e Giovanna Heliodoro. “Patrícia, Paula, Pandora, Perséfone, Piedade…”, de Priscila Rezende e “Emprazar, chamar pra comparecer” da mineira Suellen Sampaio fecham a quarta edição no dia 23 de abril.

O projeto ainda realiza atividades de entre-temporadas com debates, por meio da ação cinemaPRETO e documenta as atividades realizadas no projeto com o cadernoPRETO.

photo

Feminino, político e histórico: novo solo da atriz Marina Viana com Grupo Mayombe

Marina Viana é uma artista inquieta e sem fronteiras. Ao mesmo tempo em que experimenta novas possibilidades com a Primeira Campainha, seu grupo, nunca deixa de marcar presença e buscar outros limites a si mesma. O Grupo Mayombe, do qual também é integrante, tem sempre lugar garantido no turbilhão de ideias dela. É uma postura […]

LEIA MAIS
photo

Musical com canções de Lulu Santos fará audições ao vivo em BH

Que o teatro musical brasileiro vai muito bem, obrigada, todos sabem. Tão bem que agora tem aumentado bastante o número de atores especializados nesse gênero. Muito por isso, a produção de ‘Meu destino é ser star, ao som de Lulu Santos’ tem feito audições ao vivo – sim, no meio do espetáculo – para encontrar […]

LEIA MAIS
photo

Concurso que premia jovens dramaturgos abre inscrições

O Sesc está com inscrições abertas, até o dia 17 de maio, para a oitava edição do concurso nacional Jovens Dramaturgos. Podem se inscrever candidatos entre 15 e 29 anos. As cinco melhores peças serão publicadas em um livro. Os selecionados ainda participarão de uma residência artística de quatro dias no Rio de Janeiro, com tudo pago. […]

LEIA MAIS