Foto: Brunno Rangel / Divulgação
03 out 2018

Sandy em BH: fãs lembram as loucuras que já fizeram por ela

Desde criança a educadora física Priscila Castro Neri, de 32 anos, acompanha a carreira da cantora Sandy. Já fez várias loucuras para chegar perto da artista. Mesmo após o fim da dupla Sandy e Júnior não deixou de admirar o trabalho da artista. Virgínia, Gisele e uma legião de fãs também não, mesmo com tantas mudanças na carreira. A expectativa e o sonho de chegar perto da artista mais uma vez está a flor da pele. É que na próxima sexta-feira, dia 5, Sandy desembarca em BH para show no Km de Vantagens Hall.

Aos 35 anos, a cantora está em uma nova fase da vida. Desde que desfez dupla com seu irmão a artista tem transitado em diferentes estilos musicais. Assim, a cada novo lançamento surpreende os fãs e se reinventa. Prova disso é o show da turnê “Nós, Voz, Eles” que apresentará aqui em Belo Horizonte. Em suma, o show traz canções antigas e novas com ritmos mais dançantes. Se Sandy mudou ao longo dos anos, seus fãs nem tanto. São aqueles que acompanham a carreira da cantora desde o início e cresceram com ela.

Fã desde da adolescência

É o caso de Priscila. Fã desde os 10 anos de idade de Sandy, já fez várias loucuras ao longo da vida para chegar perto da cantora. Ainda criança pegou um disco de sua prima e nunca mais devolveu. “Tenho vários autógrafos, fotos e tatuagem. Uma coleção de itens, como por exemplo, calcinhas e meias. Em 2011 persegui a Sandy em alta velocidade pela Cristiano Machado até o hotel em que ela estava e consegui tirar uma foto com ela. Já até beijei o pé dela”, relembra.

Priscila conta vários casos e ri relembrando das loucuras. “Você não vai achar que eu sou louca, né?”, pergunta. Está animada para o show de sexta. “Comprei arquibancada. Assim, vou chegar horas antes. Já arrumei gente para deixar minhas filhas gêmeas e vou para fila de manhã. Ainda vou tentar encontrar com ela no hotel ou no aeroporto para tirar uma foto”, diz.

A educadora física já até tentou desistir de gostar da Sandy, mas diz que não tem como. Sendo assim, diante a tanta transição musical da cantora Priscila conta que teve que se adaptar. “Agora a Sandy está melhor ainda. Hoje tem algumas músicas mais baladinhas. Acho que ela mudou ultimamente. Está mais próxima do público. Depois que ela virou mãe ficou mais calorosa e humana. Estou bem animada com o show vai ser um dos melhores”, afirma.

 

Priscila coleciona fotos com a Sandy e espera completar mais uma no show de sexta – Foto: Arquivo Pessoal

 

Amor que renova

A blogueira Virgínia Sasdelli, de 34 anos, também está ansiosa e animada para o show. Assim como Priscila é fã da cantora desde criança e tem tatuagem. “Conheci a Sandy pessoalmente no ano passado, quando esteve aqui em BH. Pedi ela para escrever ‘Turo’- verso da canção Quando Você Passa – no meu braço e no dia seguinte tatuei. Não perco nenhum show dela”, conta.

Virgínia diz ter crescido junto com a cantora e acompanhado de perto as mudanças na carreira. “Quando a dupla acabou fiquei muito triste, mas continuei acompanhando o trabalho da Sandy. O estilo de música que ela faz hoje conversa com meu jeito de ser e tudo caminha junto. Cada música significa algo dentro do meu universo. Acho super legal a capacidade que ela tem de transitar em diversos estilos. Cada trabalho mostra mais a cara de Sandy, o que ela representa, e por fim, as mudanças”, afirma.

A blogueira também aposta que o show de sexta será emocionante e maravilhoso. “Amo esse novo projeto dela e acompanho os vídeos dos bastidores da criação. Fico emocionada nos shows. As pessoas de BH admiram muito o trabalho dela. Decoram as músicas e sempre fazem surpresas para ela no meio dos shows”.

 

Virgínia tatuou no braço a palavra ‘Turu’ escrito por Sandy – Foto: Arquivo Pessoal

Loucuras de fã 

Uma das maiores surpresas que Sandy teve na carreira foi há quase 20 anos. Quando uma fã entrou em uma caixa de papelão, ficou lá por 16 horas e quase morreu. A cantora até hoje cita nas entrevistas a loucura da fã Giselle Kalil. A belo-horizontina tinha na época 16 anos e bolou o plano após ter o ingresso do show roubado um mês antes da apresentação.

“Seria o primeiro show da Sandy e do Júnior no Mineirinho. Montei uma caixa de papelão gigante, entrei e quando estivesse dentro do estádio minha ex-amiga abriria. Mas o plano não deu certo e quase morri. Virei noticia na época e até hoje as pessoas lembram do caso”, conta.

Hoje, aos 35 anos, relembra do passado e ri bastante. “Achei que ia dar certo, mas a menina não abriu a caixa. Depois de ter até desmaiado soquei e abriram. Fui para no hospital. Tempo depois reencontrei os dois em um programa de TV e passei o dia com eles”, lembra. Atualmente Giselle é fotógrafa de newborn e não acompanha mais o trabalho de Sandy. Mas garante que a cantora faz parte da vida dela. Até iria no show do dia 5, mas por conta de uma viagem não poderá comparecer.

 

Há 20 anos Giselle ficou 16 horas dentro de uma caixa de papelão para ver a cantora – Foto: Arquivo Pessoal

 

Turnê ‘Nós, Voz, Eles’

O show que Priscila e Virgínia verão e Giselle perderá é da quarta turnê da cantora. “Nós, Voz, Eles” ainda está em desenvolvimento. O processo de produção do disco pode ser acompanhando até pelo Youtube. Sandy abre a porta do seu estúdio e compartilha através do canal a produção do trabalho acompanhada de convidados. Em resumo, a turnê além das canções do novo projeto traz ainda maiores sucessos da carreira de Sandy.

A direção artística é da própria cantora, com direção musical de Lucas Lima e, por fim, cenografia de Zé Carratu. A banda conta com Marinho Lima (bateria), Michel Cury (piano), Tiago Palone “Djape” (baixo), Edu Tedeschi e João Milliet (guitarras e violões). “Nós, Voz, Eles” estreou em agosto.

[O QUE] Show da Sandy [QUANDO] 5 de outubro, 21h30 [ONDE] Km de Vantagens Hall BH – Avenida Senhora do Carmo, 230, São Pedro – BH [QUANTO] De R$ 40 a R$ 360

Continua após a publicidade

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

#BH121: Cinco dicas para explorar o aniversário da cidade

Nesta quarta-feira, dia 12, Belo Horizonte completa 121 anos. Diferente do ano passado, a programação de aniversário deste ano está enxuta. Entretanto, há algumas opções bem legais. Separamos cinco atrações para você curtir.   Show de Maurício Tizumba Tizumba é uma figura respeitada e conhecida na capital. Nesta quarta, dia 12, às 20h, fará show […]

Leia Mais

Cursos em BH qualificam músicos para empreender

Em 2017, o mercado de música no Brasil teve aumento de 17,9% em relação a 2016 e apresentou uma média mundial de crescimento de 8,1%. Foi o que apontou o relatório do Mercado Fonográfico Brasileiro e Mundial divulgado neste ano. Em Belo Horizonte, o mercado da música, principalmente o autoral, cresce não é de hoje. […]

Leia Mais

Confira as dicas para o seu fim de semana: 07 de dezembro

Nossa Culturadoria do fim de semana destaca muitas atrações de BH. Além da comemoração dos dez anos da DelegasCia, tem o encontro de Titane e Elomar no palco da Sala Minas Gerais. No teatro, destacamos o retorno da peça mais recente do coletivo As Bacurinhas. 14 Bis Acústico Eis outra banda cheia de hits e […]

Leia Mais

Comentários