Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Quartas de Improviso inicia 13ª temporada de improvisação musical e confluência artística

Evento vai até 15 de setembro, e leva ao público artistas de diferentes linguagens para explorar o campo improvisatório sonoro a partir do contato com diversas manifestações da arte e do saber. O patrocínio é do UniBH.
Quartas de improviso
QI143: IWAO-KOOLE. Foto: Preto Matheus / Divulgação

Semanalmente, de 21 de julho até 15 de setembro, às quartas-feiras, o público vai conferir a 13ª temporada das Quartas de Improviso, ou Q.I. como é mais conhecido. Trata-se de um projeto de música experimental concebida de forma ao vivo e improvisada. Além disso, sem manipulação posterior de ruídos, nuances de diferentes fontes sonoras com as mais diferentes manifestações artísticas. Pela primeira vez realizado em ambiente virtual, o Q.I. estreia nesta quarta, às 20h, gratuitamente pelo site.

O projeto é idealizado por Henrique Iwao e Matthias Koole e surgiu em 2013, depois que Henrique Iwao se mudou para Belo Horizonte. “Eu já conhecia o Matthias Koole e nós já atuávamos dentro da improvisação livre, uma prática musical em que as pessoas apresentam-se criando as músicas ao vivo, sem ensaio prévio”, detalha. Ambos os artistas queriam tocar com mais regularidade. Sendo assim, se propuseram a se tornar uma espécie de “banda da casa”, que toca com regularidade em estabelecimentos.

Dessa forma, o espaço Nelson Bordello se tornou a casa dos músicos. Também escolheram a quarta-feira porque era o dia mais vazio e tinha um clima menos badalado. “Para nos mantermos como um duo, sempre lidarmos com situações novas e conhecermos mais pessoas, resolvemos sempre ter convidados. Como já tínhamos experiência de interagir, principalmente com dança, mas também com filmes/vídeos, música para cinema silencioso, já iniciamos o Q.I. com a ideia de chamar convidados diversos e não apenas músicos”, relembra Henrique Iwao.

Deu certo! Lá se vão 13 edições em que o público e convidados se mostra cada vez mais interessados e instigados. 

Experimentação e improvisação musical com outras áreas

É bastante comum vermos a relação entre música e cinema, música e dança ou teatro, né? Mas e quando isso transcende e atinge outros mundos como a matemática, geologia ou outras áreas não artísticas? Quando Henrique Iwao e Matthias Koole sentiram que o Q.I estava dando certo, deram uma passo a mais. Viram que a improvisação livre poderia interagir com qualquer ação, improvisada ou planejada, artística ou não, em uma união complexa.

“Com isso em mente, nós nos pusemos o desafio de procurar, às vezes, convidar não-artistas e lidar com situações híbridas. É uma palestra, mas também é uma apresentação musical, e uma espécie de palestra com comentário musical, e algo como uma palestra com fundo musical”, destaca Henrique. Isso permite que o público experimente a situação. Ou seja, pode acompanhar a palestra ou se perder na música, por exemplo. “E no caso de que sejam mostrado gráficos, por exemplo, como pode ser as relações entre gráficos e música, ou música e dança? Tanto a gente quanto o público vai se perguntando e tentando, ao mesmo tempo, resolver isso”, completa. 

A 13ª temporada

Diferentemente das edições anteriores, os convidados não vinculados à música enviaram o vídeo para que os músicos interagirem com cada um. A abertura desta edição conta com a musicista Thais Montanari e a artista plástica Camila Lacerda compondo o layout do programa. Além disso, sempre com a presença dos idealizadores, a 13ª temporada vai reunir 15 nomes de diferentes áreas. Só para exemplificar a improvisação com áreas não artísticas, os músicos  vão interagir com imagens de Rafa Rodrigues, que é baterista, preparando receitas de café. 

Um dos maiores desafios desta edição é o ambiente virtual, pois os músicos improvisam à distância, olhando para a tela, não presentes no local uns com os outros. Entre os convidados estão integrantes do Teatro Espanca (a dançarina, bailarina e coreógrafa Suellen Sampaio, o diretor de teatro e produtor de trilha sonoras Alexandre de Sena, e o produtor cultural Aristeo Serra Negra), a artista Gabriela Mureb, que trabalha com escultura, instalação, performance etc, e a compositora e pesquisadora Nathalia Fragoso. Tem ainda a oficina Mapeamento Sonoro, Poéticas & Técnicas, que é aberta e gratuita. Mais informações e a programação completa você encontra no site do Quartas de Improviso clicando aqui. A 13ª temporada ocorre todas as quartas-feiras até o dia 15 de setembro. Henrique Iwao documentou as edições anteriores, você pode conferir aqui.

ABERTURA DA 13ª TEMPORADA DO QUARTAS DE IMPROVISO – Q.I. 

QI143: IWAO-KOOLE + CAMILA LACERDA e THAÍS MONTANARI

discotecagem BOTECO DO JAVARAL

Data: 21 de julho (quarta-feira)

Horário: 20h

Local: qi.seminalrecords.org

Evento gratuito

Oficina Mapeamento Sonoro, Poéticas & Técnicas, com Thelmo Cristovam

Datas: 4 de agosto a 8 de setembro (sempre às quarta-feira)

Horário: 20h

Local: qi.seminalrecords.org

Inscrições: até 3 de agosto por meio do e-mail qi@seminalrecords.org

Evento gratuito

Quartas de improviso
Thais Montanari. Foto: Krisjana Thorsteinson / Divulgação

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!