fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Projeto Vozes Reunidas incentiva a empatia feminina

Cartazes espalhados por Belo Horizonte incentiva que mulheres contem suas próprias histórias para inspirar umas às outras

Por Laura Oliver *

01/04/2019 às 14:37 | * Escreveu com a supervisão de Carolina Braga

Publicidade - Portal UAI
Foto: Laetitia Jourdan / Divulgação.

Repare bem os tapumes, postes e muros abandonados. Principalmente na região central. É provável que encontre um anúncio inusitado. Diz o texto: “Conte-me uma história de uma grande mulher (pode ser você)”. Inclusive, pode ser por áudio, por foto, por texto. Como a pessoa achar melhor. Este é o convite feito pelo projeto Vozes Reunidas. A ideia criada por um grupo de escritoras de Belo Horizonte é juntar potentes experiências de mulheres e fomentar um espaço de escuta coletiva.

O Vozes Reunidas é um desdobramento da roda de conversa “Corpos Reunidos: Mulheres, Escrita e Resistência”, idealizada pela escritora Flávia Peret. Realizado no Teatro Espanca! em dezembro de 2018, o evento tinha como objetivo reunir mulheres para discutirem estratégias de resistência por meio da arte. Foi uma experiência tão intensa para quem participou que as organizadoras decidiram continuar. Para isso, criaram o site do projeto, o que tem ampliado o compartilhamento das histórias.

Assim, Amanda Ribeiro, Bárbara Macedo, Carina Gonçalves, Carolina Santana, Cristina Nolasco, Eliza Caetano, Elaine Moraes, Flávia Péret, Glau Nascimento, Júlia Elisa, Laetitia Jourdan, Lívia Aguiar, Luciana Campos, Luiza Camisassa, Norma de Souza Lopes, Val Prochnow e Yasmine Evaristo se juntaram para definir estratégias que aproximassem experiências e vozes.

A partir daí, os cartazes foram espalhados pela cidade com a frase.  As mulheres têm participado enviando áudios de suas histórias, ou de conhecidas e que marcaram de alguma forma suas vidas.  Foi criado um canal direto de escuta por meio do WhatsApp.“Tem sido uma experiência muito bonita poder ouvir histórias dos mais variados estados brasileiros e de tantas mulheres incríveis. As histórias que já recebemos podem ser ouvidas em http://www.vozesreunidas.org”, diz Luciana Campos, uma das escritoras e idealizadoras do projeto.

Objetivo

O objetivo é ser um espaço de difusão de histórias de mulheres comuns, com suas lutas diárias, vitórias e aprendizados.  Sendo assim, quem entra no Vozes Reunidas, conhece as histórias de pessoas como a Maristela. Ela mora no Espírito Santo e fala sobre as escolhas entre o casamento e a vida profissional. Tem também a experiência da pernambucana Luiza, que participou de um movimento de reforma agrária. Ao compartilhar relatos como o de Maristela ou Luiza, o Vozes reunidas pretende valorizar a vivência de mulheres admiráveis, comuns e anônimas. As idealizadoras acreditam que a empatia e a união se dão quando são capazes de se identificar nas histórias de vida.

 

Foto: Laetitia Jourdan / Divulgação.

 

photo

Saiba como foi o show ‘Goela Abaixo’ de Liniker em BH

“Deixa eu bagunçar você, deixa eu bagunçar você”. Na saída do teatro, o trecho de Zero, canção que Liniker e os Caramelows gravaram no primeiro EP ressoava repetidamente na cabeça. Soa como um aviso doce, ou melhor, um pedido de licença: “deixa eu bagunçar você, deixa eu bagunçar você”. Lá em 2015, Cru (o EP) […]

LEIA MAIS
photo

Peça ‘Banho de Sol’ faz convite à empatia após experiência em presídio

A arte pode ajudar a recuperar o que se perde nos piores momentos da vida. É esse recado que a peça ‘Banho de Sol’, da Zula Cia. de Teatro, pretende dar a cada um que for conferir o espetáculo em cartaz no CCBB até o dia 22 de abril. ‘Banho de Sol’ é um projeto […]

LEIA MAIS
photo

Cofice: trabalho, diversão e gastronomia no mesmo lugar

Mesa, cadeira, computador, grampeador e muito papel em cima da mesa com as tarefas da semana. Esse é o típico cenário dos escritório nas capitais, não é? Mas ainda bem que tudo muda e agora é possível fazer aquela reunião semanal em um lugar totalmente diferente, bonito, confortável e, claro, com um cafezinho. Aliás, um […]

LEIA MAIS