fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

[PONTO DE VISTA] Marina Person surpreende como atriz em ‘Canção da volta’

Por Carol Braga

03/11/2016 às 22:13

Publicidade - Portal UAI
Marina Person e João Miguel no filme 'Canção da volta' . Foto: Pandora Filmes

Marina Person e João Miguel no filme ‘Canção da volta’ . Foto: Pandora Filmes

O mais interessante em Canção da volta são os deslocamentos que o filme dirigido por Gustavo Rosa de Moura propõe. Em especial, no trabalho com o elenco.

Sério: nunca pensei ver Marina Person em um papel dramático no cinema, por mais que saiba de todos os flertes dela com a sétima arte e o “pedigree” que ela tem (o pai dela, Luís Sérgio Person, foi roteirista, diretor, ator). Uma boa surpresa.

João Miguel como o urbano Eduardo, também experimenta outros lugares. A não ser nos trabalhos na TV, são raros os papéis de homens contemporâneos na filmografia recente dele. E Eduardo é um cara de emoções contidas o que demonstra ainda mais o trabalho do ator.

Canção da volta nos apresenta as complexidades do relacionamento de Júlia (Marina) e Eduardo (João). Não são poucas as turbulências pelas quais o casal passa. A mais explícita delas é a depressão de Júlia. Uma tentativa de suicídio vira dispositivo para a tensão instalada na família. O marido faz de tudo para lidar com as fragilidades da mulher e segurar a barra com os filhos. Tema delicado bem abordado.

Mas não entendi Canção da volta um filme sobre suicídio ou depressão. É sobre amor. Sobre as crises do amar. As reviravoltas, idas, vindas desta força. Sim, entendo amor como força, na maioria das vezes incontrolável.

A fotografia escura, a direção de arte igualmente soturna, os longos silêncios são elementos que refletem o relacionamento dos protagonistas. Eduardo e Júlia vivem uma relação sintomática. Uma forma de dizer sobre a incompletude das relações. São as lacunas é que fazem a roda girar.

Gustavo Rosa de Moura eleva a dose dramática para construir esse retrato íntimo do casal. É um filme de sutilezas. As informações não estão somente no que é dito, mas principalmente naquilo que é sugerido.

Há um jogo em curso com o espectador mas ele não é completo. Ao mesmo tempo em que compartilhamos da intimidade do casal, há um lugar em que não conseguimos entrar. Fica aquela sensação: será que eu entendi tudo? E é para entender? As relações são assim: espaço dos outros (ou do outro) é sempre limitado.

O nome do filme é uma referência à canção homônima de Dolores Duran. Na letra, um pouco da dinâmica de Júlia e Eduardo: O coração fala muito/E não sabe ajudar/ Sem refletir /Qualquer um vai errar, penar /Eu fiz mal em fugir/ Eu fiz mal em sair/ Do que eu tinha em você/ E errei em dizer /Que não voltava mais.

 

photo

Happy: um documentário sobre a busca pela felicidade

Happy Entre as perguntas mais antigas que os seres humanos se fazem, definitivamente, está “O que é a felicidade?”. Tem mais uma:  “como faço para ser feliz?”. Apesar de todo avanço tecnológico que testemunhamos diariamente, essas duas perguntas ainda não foram respondidas. Diferentemente do que se poderia imaginar, o desenvolvimento econômico, científico e social não […]

LEIA MAIS
photo

Oito maiores expectativas dos fãs para o fim de ‘Game of Thrones’

O final da épica série da HBO está próximo. Considerada por muitos a série de fantasia mais amada, ‘Game of Thrones’ chega a sua última temporada neste ano. E certamente os fãs tem muitas expectativas para esse aguardado desfecho. Pensando nisso, separamos oito das maiores expectativas dos fãs da série para esse adeus na TV. […]

LEIA MAIS
photo

Links para você assistir aos indicados ao Globo de Ouro 2020

Uma prova de que os tempos realmente são outros, quando o assunto é exibição cinematográfica, é que no mesmo dia que sai a lista de indicados ao Globo de Ouro você já pode imediatamente assistir às produções mais badaladas. No caso da cerimônia do dia 05 de janeiro de 2020, Histórias de um casamento, que […]

LEIA MAIS
photo

Globo de Ouro 2020: breves reflexões sobre a lista de indicados

Será a vez da Netflix ser reconhecida como um dos grandes players – jogadores mesmo – de Hollywood? A julgar pela lista de filmes e séries indicados ao Globo de Ouro 2020, será bem difícil ignorar a força da plataforma de streaming na produção cinematográfica. Isso vale também para a HBO, que, igualmente, tem pegado […]

LEIA MAIS
photo

Coringa: um filme para reflexões sem fim

Em “No Enxame: perspectivas do digital”, o filósofo sul-coreano Byung-chul Han busca em um livro escrito em 1895 pontos para a reflexão sobre a “era das massas”. Veja bem, o objetivo dele é falar sobre os impactos que a digitalização tem trazido para a vida da gente. Ainda assim, isso implica em uma volta no […]

LEIA MAIS
photo

Impressões sobre ‘O Irlandês’, de Martin Scorsese

O Irlandês, o primeiro filme que o diretor Martin Scorsese faz para o catálogo da Netflix estreou com explosão de estrelas da crítica especializada. Isso, lógico, eleva qualquer expectativa. Então, o primeiro aviso para quem se animar a dedicar 3h29 minutos de seu tempo ao filme é ter paciência. Principalmente porque tem sido cada vez […]

LEIA MAIS