Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

“Pimpa” invade a Casa Fiat de Cultura

Gostou? Compartilhe!

A partir desta terça-feira, dia 9 de julho, a Casa Fiat de Cultura recebe a exposição pensada em torno de Pimpa, personagem do imaginário infantil italiano

Patrícia Cassese | Editora Assistente

A partir desta terça-feira, dia 9 de julho de 2024, uma simpática cachorrinha de bolas vermelhas vai ocupar a Casa Fiat de Cultura no bojo de uma mostra que se apresenta como sensorial e imersiva. “Pimpa na Casa Fiat de Cultura” traz a personagem criada pelo cartunista italiano Francesco Tullio-Altan disposta a convocar o visitante para um percurso lúdico. Assim, poderá interagir com diferentes ambientes para completar desafios e jogo. A exposição ficará em cartaz até 18 agosto e a entrada é franca.

Pimpa na Casa Fiat: em percurso lúdico, o público poderá interagir com os ambientes para completar desafios e jogos (Casa Fiat de Cultura/Divulgação)
Pimpa na Casa Fiat: em percurso lúdico, o público poderá interagir com os ambientes para completar desafios e jogos (Casa Fiat de Cultura/Divulgação)

Pimpa, vale dizer, veio à luz em meados dos anos 1970. Daí, desdobrou-se em quadrinhos, livros e em uma série de desenhos animados. Aliás, perguntado sobre em qual destes recortes o retorno do público veio de forma mais expressiva, Tullio-Altan conta que essa não é uma resposta tão simples. “Pimpa foi publicada pela primeira vez em 1975. Já o desenho animado foi criado em 1985. E a força do desenho animado comparado ao desenho sobre papel é muito maior. Devido aos custos, conseguimos fazer apenas quatro séries de 26 capítulos, mais alguns especiais. Já os livros têm um público fixo há 50 anos”.

Já ampliando a pergunta para o sucesso da personagem Pimpa, ele contemporiza: “Certas coisas acontecem, não sei explicar. É um pequeno mistério glorioso.

Bate-papo

Para marcar a abertura de “Pimpa na Casa Fiat de Cultura” no dia 9 de julho, às 19h, a Casa Fiat de Cultura realiza o bate-papo “Pimpa, um retrato da Itália de Altan”. Desse modo, o quadrinista, editor e pesquisador de histórias em quadrinho Fabiano Azevedo vai compartilhar, com o público, detalhes sobre o sucesso de Pimpa. Tal qual, sobre a influência e o legado de Altan, bem como sobre outros personagens criados por ele. 

De acordo com o material enviado à imprensa, o percurso expositivo de “Pimpa na Casa Fiat de Cultura” convida o visitante a, por exemplo, aprender sobre pratos típicos italianos. Tal qual, sobre a agricultura. E, ainda, a viajar pelo espaço, procurar personagens fantásticos, encontrar pessoas famosas e conhecer a excelência italiana. A exposição é composta por desenhos e textos, utilizando do recurso de quiz para estimular a observação e o aprendizado. Desse modo, elementos reais – como barco, varas de pescar ou máscaras de carnaval, entre outros – estimulam a interação de crianças e adultos com a história.

Capivaras

A mostra ainda conta com uma sala de vídeos – onde será possível assistir aos desenhos animados de Pimpa e um espaço para os visitantes criarem seus próprios desenhos. Ainda de acordo com o material da Casa Fiat de Cultura, duas capivaras de pelúcia darão as boas-vindas aos visitantes. Trata-se de uma referência a esses animais que vivem em lagoas na região de Belo Horizonte – desse modo, convidando crianças e adultos a pensar sobre os laços que ligam a Itália à cultura brasileira.

O Culturadoria conversou com Francesco Tullio-Altan sobre a personagem e, claro, sobre a mostra na Casa Fiat de Cultura. Confira!

Bolinhas vermelhas

Inicialmente, gostaria de saber como a personagem surgiu em sua mente (bem, li que foi para sua filha, mas queria mais detalhes)… E, afinal, qual a razão das bolinhas vermelhas?

Sim, sempre desenhei muito para a minha filha, era minha maneira de brincar com ela. E quando a Kika tinha dois anos, estávamos em Milão, ela sentada nos meus joelhos… E desenhei essa personagem: a cachorrinha com as bolinhas vermelhas, que demos o nome de Pimpa. Pimpa, na verdade, é o sobrenome de uma amiga nossa. E as crianças gostaram. Sobre as bolinhas vermelhas, não há um motivo racional. Simplesmente fiz as bolinhas vermelhas. A minha filha gostou e achei que era uma maneira de fazer a personagem ser facilmente reconhecida.

Jeito de ser

Como você descreveria a Pimpa, não em termos de características físicas, mas de atributos?

A Pimpa é uma personagem universal. Ela é curiosa e generosa. Aliás, ela tem curiosidade sobre tudo: pessoas, objetos, o sol, o céu, as estrelas, os tomates… Para ela, são todos amigos. Ela é uma grande companheira de brincadeiras, de aventuras e de vida.

Pimpa em BH

Qual a expectativa em relação à exposição em BH? Aliás, já houve alguma iniciativa similar na Itália, alguma exposição dedicada à personagem?

Já fiz algumas exposições na Itália que tinham uma parte dedicada à Pimpa, com brinquedos e jogos, desenhos reproduzidos em um ambiente que recriava a casa da Pimpa. E as crianças adoravam essa possibilidade de tocar em objetos que aparentemente são da casa da personagem. Para as crianças, a Pimpa não é uma personagem para ser vista apenas numa revista, é uma companheira. Então, acredito que a exposição no Brasil será uma grande festa para as crianças. Será perfeito para as crianças terem uma Pimpa para ver de perto.

Serviço

Exposição “Pimpa na Casa Fiat de Cultura”

Onde. Casa Fiat de Cultura

Quando. 9 de julho a 18 de agosto de 2024
Visitação presencial: terça-feira a sexta-feira das 10h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h (exceto segundas-feiras)

Quanto. Entrada franca.

Bate-papo

Abertura da exposição | “Pimpa, um retrato da Itália de Altan com Fabiano Azevedo”

Quando. 9 de julho, às 19h, na Casa Fiat de Cultura 

Inscrição gratuita pela Sympla: bit.ly/PalestraAberturaPimpa 

Contação de história

“A maleta de Pimpa”, com Cristiane Horta, professora da Fundação Torino
14 de julho, às 10h30

Inscrição gratuita pela Sympla: bit.ly/AMaletaDePimpa  

Casa Fiat de Cultura

Praça da Liberdade, 10 – Funcionários/Circuito Liberdade.

Horário de Funcionamento
Terça-feira a sexta-feira, das 10h às 21h
Sábado, domingo e feriado, das 10h às 18h   

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]