Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Piccolo Teatro Meneio oferece oficinas de capacitação a artistas e técnicos

Gostou? Compartilhe!

Espaço cultural localizado na região da Pampulha, o Piccolo Teatro está oferecendo, neste primeiro semestre, seis atividades formativas

O Piccolo Teatro Meneio, espaço cultural localizado na região da Pampulha, está oferecendo, neste primeiro semestre de 2024, seis atividades formativas, que somam 180 horas de aprendizado. Tal qual, no segundo semestre, mais seis apresentações artísticas de novos nomes da cena da capital mineira. As oficinas são gratuitas e contam com o patrocínio, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, pela Blip. As primeiras aulas começam agora, neste mês de março.

Entre as oficinas oferecidas pelo Piccolo Teatro Meneio, estão, por exemplo, as de Dança de Salão para Mulheres – Aflorar-te, com Alessandra da Silva Claro, e a de Interpretação e Experiências em Teatro Digital, com Neise Neves. Do mesmo modo, a de Edição de Vídeos, com Gilberto de Lima Goulart, bem como a de Expressão Corporal – Luta animal, com Sitaram Márcio Costa Custódio. Ou, ainda, a de Dublagem, ministrada por Alessandra Carneiro de Mendonça Chagas Ribeiro, e a de Teatro Infantil, com Lucas Chiaradia.

O Piccolo Teatro Meneio, que está oferecendo cursos de captação (Kadu Torres/Divulgação)
O Piccolo Teatro Meneio, que está oferecendo cursos de captação (Kadu Torres/Divulgação)

Iniciativas

As iniciativas são direcionadas a públicos diversos. “Assim, o projeto de Programação e Manutenção do Piccolo engloba atividades de formação de mão de obra para o setor de audiovisual, teatro e dança. Do mesmo modo, atividades artísticas para divulgação de novos nomes de regiões periféricas da capital”, explica Bruno Cerezoli, mestrando e Artes da Cena. Aliás, Bruno é um dos criadores e administradores do Piccolo, junto à bailarina Marine Bueno.

“Primeiramente, nossos projetos prezam pela inserção dos profissionais dos bastidores no mercado. Do mesmo modo, fomentar, com conteúdo audiovisual, artistas independentes e em início de carreira”, atesta Marine. O próximo passo, além das seis oficinas de formação, é o lançamento de um selo. “O objetivo do Piccolo é apoiar artistas em início de carreira. Assim, praticando a gestão técnica e gestão de projetos culturais. Pretendemos ser um espaço de fomento à cultura na capital”, vaticina Marine.

Sobre o Piccolo Teatro Meneio

O Piccolo é descrito pelos dois sócios com um espaço cultural voltado para o audiovisual com teatro de bolso. O local foi inaugurado em maio de 2020 para suprir a necessidade de espaços para transmissões ao vivo pela internet, durante o período de distanciamento social imposto pela pandemia de Covid-19. Desse modo, já tem quase quatro anos de atuação. Até agora, o espaço já recebeu mais de 200 produções.

Sobre as Oficinas do Piccolo

Oficina de Dublagem

Por Alessandra Carneiro de Mendonça Chagas Ribeiro

Data: 4/3 a 8/3/24
Horário: 19h às 21h
Carga horária: 10h/aula divididas em cinco dias presenciais, com duração de 2h
Vagas: 10

Público-alvo: Jovens matriculados na rede pública de ensino acima de 14 anos. O curso de Dublagem da Piccolo pretende ensinar técnicas da área, com alunos participando de experimentações de gravações de dublagem. Assim, serão trabalhadas técnicas de voz, dicção e interpretação para dublagem de filmes, bem como documentários, desenhos animados, reality outros.

Oficina Interpretação e Experiências em Teatro Digital, por Neise Neves

Data: 18/3 a 22/3/24
Horário: 19h às 21h
Carga horária: 10h/aula divididas em quatro dias presenciais, com duração de 2h, e 1 dia online com 2h de duração.
Vagas: 15

Público-alvo: atrizes, atores e estudantes de artes cênicas, com idade entre 18 e 24 anos, de preferência, residentes em regiões periféricas de BH e matriculados em escola pública. A oficina propõe desenvolver um olhar para criação e interpretação em teatro digital. Desse modo, quer oferecer ferramentas para a construção de cenas. Isso, a partir do trabalho da atriz e do ator, por meio da interpretação, também da relação espacial que se estabelece com e pela captação de imagem. Para isso, cenas de curta duração serão trabalhadas, com o apoio de uma câmera e/ou celular de cada participante. Nesse sentido, para posterior montagem e transmissão ou mesmo apresentação online e ao vivo.

Oficina de Teatro Infantil, por Lucas Chiaradia

Data: 8/4 a 12/4/24
Horário: 17h às 19h
Carga horária: 10h/aula divididas em cinco dias presenciais, com duração de 1h
Vagas: 15
Público-alvo: Crianças entre 8 e 12 anos.

A linguagem teatral direcionado ao público infantil é plural. Entretanto, de acordo com os sócios do Piccolo, há alguns pilares que são imprescindíveis a todo profissional que busca exercer este ofício. Para tal, a prática, além da teoria, é fundamental. Assim, a oficina busca, através de exercícios que colocarão os indivíduos como protagonistas ou coadjuvantes, estabelecer relações que resultam na construção destes pilares da linguagem.

Oficina de Edição de Vídeos, por Gilberto de Lima Goulart

Data: 22/4 a 26/4/24
Horário: 19:00 às 21:00
Carga horária: 10h/aula divididas em cinco dias presenciais, com duração de 2h
Vagas: 15
Público-alvo: Jovens matriculados na rede pública de ensino de 16 a 24 anos.

A oficina apresenta softwares gratuitos de edição de vídeo. Sendo assim, com foco na narrativa que pode ser construída a partir dos diversos tipos de cortes de vídeo. Do mesmo modo, as possibilidades de fusão de vídeo e áudio.

Oficina de Dança de Salão para Mulheres – Aflorar-te, por Alessandra da Silva Claro

Data: 6/5 a 10/5/24
Horário: 14h às 16h
Carga horária: 10 horas/aula divididas em 10 aulas de 1 hora durante 5 dias.
Vagas: 10
Público-alvo: Mulheres com idade acima de 50 anos (preferencialmente), que estejam na melhor idade.

A oficina abordará os primeiros passos em diversos estilos de dança de salão, passando pelos ritmos samba, forró, bolero e tango, instigando as participantes a desenvolverem suas habilidades corporais e empoderamento do corpo feminino.

Oficina de Expressão Corporal – Luta animal

Por Sitaram Márcio Costa Custódio

Data: 2/5 a 24/5/24
Horário: 19h as 21h
Carga horária: 10h/aula divididas em cinco dias presenciais, com duração de 2h
Vagas: 10
Público-alvo: Jovens matriculados na rede pública de ensino de 16 a 24 anos.

Luta Animal é um jogo no qual a base principal são formas de improvisações que experimentam os aspectos corporais da Capoeira Angola e do Contato Improvisação. Esta metodologia foi desenvolvida durante oito anos por Sitaram Márcio Costa Custódio e pelo grupo Contraponto que, desde 2011, vem se aprimorando nos estudos dos elementos básicos de Teatro Físico, desenvolvendo ferramentas para o ator e o performer, junto aos estudos de composição e de práticas espaciais.

Considerando que cada corpo se forma e se constitui por uma experiência particular e específica, a indagação se estabelece da seguinte forma: como um ator ou atriz que não possui uma territorialidade, no caso a capoeira, pode se apropriar desse processo? A proposta deste curso portanto, desenvolve-se em torno da elaboração de sistemas de elementos práticos da Capoeira Angola visando investigar o treinamento como composição corporal utilizando exercícios e técnicas usadas no Contraponto.

Serviço

Outras informações pela página oficial do Instagram da Piccolo

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]