Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Os melhores discursos do Oscar 2021

As falas foram marcadas por posicionamentos políticos e pessoais dos vencedores no Oscar 2021
Foto: AMPAS/Divulgação

Foi diante de uma paisagem bucólica no interior da Inglaterra que Anthony Hopkins, o melhor ator no Oscar 2021, gravou seu breve e sincero vídeo para se somar aos discursos do Oscar 2021. Além de dizer que de fato não havia a menor expectativa pelo prêmio, prestou tributo ao colega e até então franco favorito, Chadwick Boseman.

O agradecimento de Hopkins seguiu a mesma linha da cerimônia: a simplicidade. Mas, quem esteve no palco do Oscar, aproveitou a visibilidade para marcar seus posicionamentos e também expor as emoções. Confira trechos de algumas das falas mais marcantes da cerimônia. A lista completa com os vencedores está aqui.

Florian Zeller. Foto: AMPAS/Divulgação

Sempre encontrei bondade nas pessoas que conheci, em todos os lugares que fui no mundo. Então, isso [mostra Oscar] é para qualquer um que teve a fé e a coragem de se apegar à bondade de si mesmo e de se apegar à bondade uns dos outros, não importa o quão difícil seja fazer isso.

Chloé Zhao, melhor diretora por Nomadland, também vencedor como melhor filme

“Todas as pessoas que conhecemos na estrada: obrigada por nos ensinar o poder da resiliência e esperança, e por nos lembrar como é a verdadeira bondade.”

Chloé Zhao, melhor diretora por Nomadland, também vencedor como melhor filme

“Por favor, assista ao nosso filme na maior tela possível e um dia, muito em breve, leve todos que você conhece a um cinema, ombro a ombro naquele espaço escuro e assista a todos os filmes que estão representados aqui esta noite.”

Frances McDormand, melhor atriz por Nomadland

“Minha voz está em minha espada. Sabemos que a espada é nosso trabalho. E gosto de trabalhar.”

Frances McDormand, melhor atriz por Nomadland

“Sinto-me mortificada por estar aqui sozinha, quando não é apenas meu trabalho.”

Emerald Fennell, melhor roteiro adaptado por Bela Vingança

“Este é um filme sobre como abrir mão do controle da vida e como eu perdi o controle da minha própria vida.”

Thomas Vinterberg, melhor filme internacional por Druk – Another Round

“Não acredito em competição. Como posso vencer Glenn Close? Cinco indicadas, somos as vencedoras por filmes diferentes. Desempenhamos papéis diferentes, por isso não podemos competir umas com as outras. Esta noite estou aqui, só porque tenho um pouco de sorte, eu acho.”

YUH-JUNG YOUN, atriz coadjuvante em Minari

“Este filme começou como uma carta de amor ao jazz, mas não tínhamos ideia do quanto o jazz nos ensinaria sobre a vida. Como se não controlássemos o que acontece, mas podemos, como um músico de jazz, transformar tudo o que acontece em algo de valor e beleza.”

Pete Docter, diretor da animação Soul
HER Foto: AMPAS/Divulgação

“Músicos, cineastas, acredito que temos uma oportunidade e uma responsabilidade de dizer a verdade e escrever a história do jeito que ela era e como ela nos conecta hoje e o que vemos acontecendo no mundo hoje. Não tenho palavras, estou tão, tão, tão feliz, grata e sim, conhecimento é poder. Música é poder. E enquanto eu estiver de pé, sempre vou lutar por nós. Eu sempre vou lutar pelo meu povo, lutar pelo que é certo e acho que é isso que a música faz. E é isso que a narrativa faz. Então, muito obrigada.”

H.E.R, autora da canção FIGHT FOR YOU

“Foi meu primeiro longa-metragem, e você sabe, ele é Sir Anthony Hopkins. Mas pensei até que alguém viesse provar que não era possível, significa que potencialmente é. E às vezes somos nós que fechamos a porta do que é possível e do que não é possível.”

Florian Zeller, roteirista de Meu Pai

“Eles me mostraram como me amar. E com esse amor, eles transbordaram para a comunidade negra e para outras comunidades. E eles nos mostraram o poder da união.”

Daniel Kaluuya, ator coadjuvante por Judas e o Messias Negro

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!