Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Semana Nacional dos Museus prossegue até este domingo, 22

Gostou? Compartilhe!

Mais de 1.100 instituições em todo o país participam desta que é a 21ª edição da efeméride dedicada aos museus

Agência Brasil + Redação

Iniciada nesta segunda-feira, dia 15, a 21ª Semana Nacional de Museus prossegue até o domingo, 21. Norteada pelo tema Museus, Sustentabilidade e Bem-Estar, a edição envolve ações de 1.100 instituições de todo o país. A iniciativa é promovida anualmente em razão do Dia Internacional dos espaços museológicos, comemorada em 18 de maio.

Fachada do Museu da Moda (foto Ricardo Laf/Divulgação)
Fachada do Museu da Moda (foto Ricardo Laf/Divulgação)

Segundo o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), a edição deste ano destaca a importância dos museus como espaços que promovem o bem-estar e a sustentabilidade, apoiando três objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas: saúde e bem-estar global, ação climática e vida na terra.

“Em 2023, os espaços museológicos e instituições culturais e educativas participantes realizarão mais de 3.500 atividades em todas as regiões brasileiras inspirados pelo tema, como exposições, visitas guiadas, palestras, oficinas e apresentações musicais e teatrais”, informa o Ibram.

Confira aqui, no Culturadoria, algumas instituições da cidade que endossam a iniciativa,

Equipamentos de BH

Geridos pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, vários espaços públicos vão oferecer atividades. Confira, a seguir, alguns:

Museu da Moda

Onde. Rua da Bahia, 1.149, Centro

Dia 17 de maio, às 19h
Apresentação Musical: Madrigal Renascentista. Acesso: Gratuito
Concerto de canto coral na modalidade “à capela”

Dia 18 de maio, às 19h
Desfilando a Pampulha. Inspirada nos 80 anos do Conjunto Moderno da Pampulha, a artista e designer de moda Letícia Arrighi desafiou suas alunas do curso de artes da turma 60+ do SESC MG, a desenvolver e desfilar uma coleção conceitual.

Assim, as peças foram criadas através da ressignificação de peças garimpadas em brechós e do reaproveitamento têxtil, realizado com a confecção de fuxicos, elementos recorrentes nas obras da artista. Acesso: Gratuito – retirada de senha a partir de 18h30, na porta do museu.

MAP

Onde. Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.585, Pampulha

Data: 19 de maio, às 19h
Acesso: Gratuito – retirada de ingressos no Sympla
Atividade “Formação educativa com MAP e Fundação Helena Antipoff

Serão discutidos temas relativos à Pampulha, o MAP e educação museal à luz da ODS 3, 4 e 11.

Museu Histórico Abílio Barreto

Onde. Avenida Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim
“Peça em destaque” – Inauguração da mostra que reúne o acervo da fotógrafa Mana Coelho, destacando sequência de fotografias que retratam a questão das chuvas em Belo Horizonte no final da década de 1970 e início da década de 1980. Visitação de quarta a domingo, das 10h às 18h.

Casa do Baile

Onde. (Av. Otacílio Negrão de Lima, 751, Pampulha).

Exposição: Lugar imaginado, lugar vivido: 80 anos da Casa do Baile

Exposição comemorativa dos 80 anos da Casa do Baile, dos 20 anos do Centro de Referência de Arquitetura, Urbanismo e Design e dos 80 anos do Conjunto Moderno da Pampulha. Curadoria: Guilherme Wisnik e Marina Frúgoli. Acesso: livre.

CRCP Lagoa do Nado

Onde. Rua Min. Hermenegildo de Barros, 904 – Itapoã

“Maracatu Chico Rei: elo entre o erudito e o popular por meio da música”

Em primeiro lugar, a mostra apresenta os limites artificiais dos conceitos clássicos de “popular” e “erudito”, por meio do bailado Maracatu Chico Rei. Assim, mostra toda a riqueza e beleza da cultura popular. O Maracatu Chico Rei é um poema sinfônico e bailado para orquestra e coro, que tem como tema a lenda de um antigo rei africano que foi trazido para o Brasil. Até domingo, das 9h às 16h30

Festejos na Lagoa

Dia 21, domingo, das 9h às 16h30. Compondo a temporada que propõe refletir sobre a importância dos museus na promoção da saúde mental, educação ambiental e inclusão social, o CRCP apresenta, assim, o Sarau do Desjejum, espaço para apresentações de músicas autorais e MPB, leitura de poemas e intervenções teatrais. Coordenação: Ben-Hur de Oliveira.

Das 9h às 12h, haverá roda de capoeira, com o professor Peninha.

Das 10h às 12h, apresentação do Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos de Venda Nova.

Vencedora do Carnaval de Belo Horizonte em 2023, em diálogo com a 21ª Semana Nacional de Museus, traz a temática: “África – Mãe Ancestral dos Impérios Gloriosos”.

Das 14h às 16h30. Exposições: “Vestuários e Acessórios Afro-brasileiros”, com as grifes: Africa Brazil Accessory – “Asó Lewa Óge” e Maria Bonita Magia – “Roupas e Acessórios Estilo Afro”.

Museu da Imagem e do Som de BH

Onde. Av. Álvares Cabral, 560, Lourdes

Cinema de Quintal. No quintal do MIS BH, será projetada uma compilação de filmes que retratam os 80 anos da Pampulha. Dia 18 de maio, das 19h às 20h30. Acesso: Gratuito.

Museu Casa Kubitscheck

Onde. Av. Otacílio Negrão de Lima, 4188, Pampulha

Abertura do módulo Pampulha 80 anos: múltiplos olhares, da exposição Trama: processos educativos na Pampulha

O novo módulo da exposição “Trama: processos educativos na Pampulha”, que será aberto dia 20, às 10h, celebrará os 80 anos do Conjunto Moderno da Pampulha, entrelaçando um inventário afetivo do território com o trabalho das bordadeiras participantes do projeto Bordando Memórias.

Este inventário, constituído de 40 verbetes, foi criado pelo Museu Casa Kubitschek em colaboração com moradores, trabalhadores e frequentadores da Pampulha, constituindo a base para a imersão das bordadeiras, que recriaram a paisagem cultural da Pampulha, revelando detalhes do Conjunto Moderno e seu território ampliado.

Museus geridos pelo Estado de Minas Gerais

Integram a programação da 21ª edição da Semana dos Museus os seguintes equipamentos: Museu Mineiro, Centro de Arte Popular e Museu dos Militares Mineiros, em Belo Horizonte; Casa Alphonsus de Guimaraes, em Mariana; Casa Guignard, em Ouro Preto; e Casa Guimarães Rosa, de Cordisburgo; todos pertencentes à Secretaria de Cultura e Turismo de Minas Gerais.

Nesta edição, os equipamentos estaduais de Minas Gerais propõem uma programação voltada a promover o bem-estar e o desenvolvimento sustentável das comunidades em que estão inseridos, locais estes que possuem papel fundamental com espaços que promovem a consciência, fortalecem as identidades e a participação cidadã.

Circuito Liberdade

Os equipamentos que integram o Circuito Cultural e Artístico Praça da Liberdade também estão oferecendo várias atividades dentro da Semana de Museus. Basta acessar o perfil oficial dos mesmos – como a Casa Fiat de Cultura, CCBB BH, Memorial Minas Vale, Espaço do Conhecimento UFMG e MM Gerdau, entre outros.

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]