Zélia Duncan - Foto: Leila Pinehiro / Divulgação
29 out 2018

Mostra Cantautores destaca força da música autoral

A falta de espaços e oportunidades para música autoral em Belo Horizonte é sentida há algum tempo. Em busca de reverter a situação, em 2011, a Mostra Cantautores começou a abrir espaço para artistas brasileiros e estrangeiros mostrarem seu trabalho. A edição 2018 será de 03 e 10 de novembro, no Cine Theatro Brasil.

Quatorze artistas se apresentarão no evento. Os ingressos custam R$ 20. São eles: Affonsinho (MG), Angela Ro Ro (RJ), Aline Frazão (Angola), Cátia de França (PB), Chico Saraiva (SC), François Muleka (SC), Jards Macalé (RJ), João Bosco (MG), Joyce Moreno (RJ), Juliana Perdigão (MG), Nath Rodrigues (MG), Rafa Castro (MG), Tcheka (Cabo Verde) e, por fim, Zélia Duncan (RJ).

Eles foram escolhidos entre mais de 250 inscrições de artistas do mundo todo e num processo de pesquisa. A curadoria do festival é feita por Luiz Gabriel Lopes, Jennifer Souza, Tiganá Santana e Susana Travassos.

Prata da casa

O músico mineiro Affonsinho já paquerava o projeto há muito tempo. Nesta edição foi um dos selecionados para participar do projeto. “Já participei uma vez como convidado de um artista. Mas era doido pra voltar com meu show. Esse é um projeto muito importante. Os organizadores são guerreiros e estão conseguindo fazer uma coisa organizada para mostrar a luta dos artistas autorais”, afirma.

Affonsinho se apresentará no projeto no dia 09, às 21h30, no Teatro de Câmara. Promete um som de bossa pop com pegada de blues. Em resumo, de 2000 para cá Affonsinho gravou 12 discos autorais e mais de 150 canções. Mesmo assim, o músico aponta que fazer música autoral nos dias de hoje é algo difícil.

“É cada vez mais difícil ganhar dinheiro com a arte no Brasil. A grande maioria das pessoas pararam de prestar atenção na música mais elaborada. Há também a dificuldade em conseguir lugar para se apresentar”, pontua.

 

Affonsinho é uma das atrações do evento – Foto: Anna Lara / Divulgação

 

Novo espaço para o Cantautores

Foi pensando neste cenário que os músicos e produtores Luiz Gabriel Lopes e Jennifer Souza idealizaram há sete anos a Mostra. “O festival surge da constatação, enquanto artistas, que é difícil conseguir espaços que acolhem a música autoral no Brasil e em BH. Os autores estavam produzindo um tipo de arte que exige um acolhimento e que é diferente da música de barzinho. Diante deste cenário, a gente propôs a mostra e hoje já tem uma potência grande e demarca um lugar diferente no mercado”, explica Luiz.

Dessa forma, o Cantautores tem um formato diferente. Em resumo, a mostra é um encontro intimista de criadores da canção contemporânea e em apresentações solo, em que o artista se apresenta acompanhado de um instrumento, tocado por ele, ou apenas por voz. Segundo Luiz, um encontro mais intimista entre músico e o público. “A gente tira o lugar de entretenimento e traz o lugar da arte, da reflexão e estimula o pensamento crítico. Dessa forma, o festival é um espaço onde a escuta é o principal momento e o grande objetivo”, pontua.

 

Há também na programação debates e encontros com compositores – Foto: Pablo Bernardo / Divulgação

Programação

Além dos shows, há também na programação debates e encontros com compositores, no período da manhã. As atividades são divididas em 2 eixos: um ligado ao circuito, em debates sobre produção, técnicas e trocas de experiências entre pessoas de destaque no mercado musical. No outro eixo, o foco é a questão artística que incluem alguns debates chamados “Encontro com o compositor”, o qual um artista daquela edição é entrevistado por um compositor. Clique aqui e confira a programação completa.

[O QUE] Mostra Cantautores [QUANDO] 03 e 10 de novembro [ONDE] Cine Theatro Brasil Vallourec – Rua dos Carijós, 258, Centro – BH [QUANTO] R$ 20

[COMPRE AQUI] 

Gostou? Compartilhe!

Artigos Relacionados

Série de shows presta tributo à década de 1970

Alceu Valença, Egberto Gismonti, João Bosco e banda Black Rio, grandes nomes da música brasileira, serão homenagem na série de shows “Conexão 77 – 4 discos mágicos de 1977”. O evento que ocupa o CCBB-BH de 14 e 17 de novembro celebra quatro décadas de importantes obras da MPB. Dessa forma, os álbuns ‘Espelho cristalino’, […]

Leia Mais

Filarmônica recebe circo e divulga temporada 2019

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais divulgou a temporada 2019. Como já estamos acostumados, a programação – de alto nível – conta com uma diversidade de convidados nacionais e internacionais, e ainda, grandes concertos. Dessa forma, já é possível se programar até dezembro do ano que vem para não perder nada. Mas, enquanto 2019 não […]

Leia Mais

Silva: a renovação que a música brasileira merece

Já passava das dez horas da noite quando Silva surgiu no palco após o público gritar: “Silva, cadê você?”. Pela primeira vez em BH com a turnê do álbum ‘Brasileiro’, neste domingo, dia 11, o artista apresentou sua versatilidade ao público em um local em que talvez não fosse o mais adequado à sonoridade que […]

Leia Mais

Comentários