Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Modern Love: dica de série para quem quer algo leve e rápido

Produção da Amazon Prime Vídeo é adaptada de colunas publicadas no jornal The New York Times
Cena de Modern Love, da streaming Amazon Prime Vídeo. Foto: Amazon/Divulgação

Quando você escolhe ver uma série cujo nome é amor moderno, em uma tradução livre, o que passa pela sua cabeça? Outras possibilidades de encontros amorosos? Outros modelos de casais? Talvez sejam estas expectativas normais, mas que felizmente a série Modern Love não corresponde. Até passa por elas, claro, mas vai sutilmente além. É justamente o que há de ordinário em todas as relações que envolvem amor o melhor dessa produção.

Falta ousadia? Sim. Mas será que é preciso ter ousadia em tudo? Sinceramente, estava com saudade de ver algo que fosse simples. Bem feito, claro, mas simples e curto.  Quem está à frente deste projeto é o diretor John Carney. Para você ligar o nome à pessoa, é dele também a comédia romântica Mesmo se nada der certo (2013) com Keira Knightley e Mark Ruffalo. Inclusive, são produções bem parecidas

Primeiro por ter Nova York como cenário. Que linda cidade, né? Depois por investir pesado em uma trilha sonora. São oito episódios com, no máximo 35 minutos. Em cada um deles, uma história diferente. O que conecta todas elas, é o fato do amor do título estar nas entrelinhas.

 

Cena de Modern Love, da Amazon Prime Vídeo. Foto: Amazon/Divulgação

 

Episódios

O primeiro episódio When the Doorman Is Your Main Man, a meu ver, é um dos mais emocionantes. Isso porque é o primeiro a quebrar a expectativa. Você começa pensando que está vendo uma série sobre romance e se da conta de que o mais importante para eles é dizer o quanto amor pode fazer parte de qualquer relação.

Ou seja, você pode ser romântico qualquer hora e com qualquer um. Seja na forma de dar um conselho para quem você nunca viu na vida, e está tendo uma efêmera relação profissional, durante uma crise no casamento, no hospital depois de um acidente doméstico e por aí vai.

É certo que há um desequilíbrio entre os episódios. Além do primeiro – sobre a moradora e o porteio – e do último, que aborda o amor na maturidade, um dos mais interessantes é o protagonizado por Anne Hathaway. Também surpreende por abordar com sutileza um drama comum na vida de quem tem que conviver com a bipolaridade.

Então, de uma maneira geral, Modern Love é aquela série feita para quem quer algo leve, sem ter que pensar muito, que diverte e, principalmente, emociona. A série foi renovada para a segunda temporada, também pela Amazon Prime Video.

 

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!