Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Mama/Cadela abre exposição “Como Destruir Certezas”

Gostou? Compartilhe!

O espaço cultural Mama/Cadela inaugura neste sábado, 2 de dezembro, a coletiva, organizada em parceria com a Casa Camelo

Será inaugurada neste sábado, dia 2 de dezembro, às 17 horas, na espaço cultural Mama/Cadela, a exposição “Como Destruir Certezas”, feita em parceria com a Casa Camelo. A iniciativa recebe as obras de sete artistas que tramam, com tintas e telas, relações com seus subjetivos. Assim, Cavi Brandão, Dolores Orange, Gustavo Maia, Lucas Matoso, Luiz Lemos, Marina RB (na foto abaixo, um dos trabalhos da artista) e Shima ocupam a galeria com trabalhos que se aproximam uns dos outros pela busca silenciosa, e por vezes solitária, ao indizível das artes.

Entre cores, gestos, grafismos, luzes, geometrismos e tecnologias, os artistas propõem uma exposição “labiríntica e enigmática”. “São artistas que buscam um olhar incerto e subjetivo sobre questões e interesses internos, externos e até mesmo tecnológicos”, pontua Luiz Lemos, ao Culturadoria. A abertura contará com a presença do DJ Fumaça. Ainda de acordo com Lemos, a exposição no Mama/Cadela poderá ser vista até o dia 14 de janeiro.

Detalhe de obra de Shima, outro dos artistas que expõem no Mama/Cadela (Shima/Divulgação)
Detalhe de obra de Shima, outro dos artistas que expõem no Mama/Cadela (Shima/Divulgação)

Sobre a Mama Cadela

A Galeria e Espaço cultural Mama/Cadela surgiu em 2004, na regional Leste de Belo Horizonte, como uma iniciativa de um grupo de artistas plásticos. Primeiramente, como um espaço de exposições coletivas e individuais. Com o passar dos anos, o espaço foi se transformando cada vez mais em um centro de realizações culturais. Assim, compreendendo um setor multissetorial. Atualmente, recebe as mais diversas manifestações artísticas e eventos de artes visuais, música, cinema e teatro. Desse modo, o leque de realizações do espaço inclui exposições coletivas e individuais; bem como residências artísticas. Tal qual, performances, shows, saraus; bazares e feiras de arte.

Detalhe de obra do artista Cavi Brandão, que estará na coletiva do Mama/Cadela (Divulgação do artista)
Detalhe de obra do artista Cavi Brandão, que estará na coletiva do Mama/Cadela (Divulgação do artista)

Do mesmo modo, oficinas, cursos, debates, seminários, lançamentos de livros, entre outros evento. Em grande maioria, são iniciativas com entrada gratuita. Recentemente, o Mama/Cadela inaugurou um café, o Mama Café. O espaço tem horário de funcionamento diferente da galeria. Assim, opera aos sábados e domingos, das 9h30 às 15h. Ou seja, abarca café da manhã, um brunch ou um drink de tardezinha. A chef baiana Nanda Andrade é quem assina o cardápio, que conta com produtos de pequenos fornecedores locais e da agricultura familiar. 

Na foto, trabalho do artista Luiz Lemos (Mateus van Stralen/Divulgação)
Na foto, trabalho do artista Luiz Lemos (Mateus van Stralen/Divulgação)
O artista Lucas Matoso, um dos que integram a exposição (Isabel Moreira/Divulgação)
O artista Lucas Matoso, um dos que integram a exposição (Isabel Moreira/Divulgação)

Serviço

“Como Destruir Certezas”

Local: Galeria de arte Mama/Cadela (Rua Pouso Alegre, 2014, Santa Tereza)

Abertura: 2 de dezembro de 2023, às 17h.

Período da exposição: Até 14 de janeiro de 2024

Visitação: sábados e domingos, das 9h30 às 16h

Demais dias: mediante agendamento prévio por meio do Instagram @mama_cadela ou pelo e-mail [email protected]

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]