fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Cinco destaques do primeiro fim de semana da Mostra de Cinema de Tiradentes

Por Carol Braga

18/01/2018 às 14:48

Publicidade - Portal UAI

Em meio à oferta de 102 filmes, sendo 30 longas e 72 curtas-metragens, 51 sessões e 34 debates é natural ficar perdido sobre o que ver e explorar na programação da Mostra de Cinema de Tiradentes. O Culturadoria faz algumas apostas e espera assim ajudar na escolha de quem está na cidade!

 

SUAVECICLO

A abertura da Mostra de Cinema de Tiradentes é sempre o momento do posicionamento político e da emoção. Babu Santana receberá a homenagem e logo após será exibido o longa Café com canela. A produção do interior da Bahia, dirigida por Glenda Nicácio e Ary Rosa ganhou o prêmio do público. Até aí nada de diferente para a noite de abertura. O será inédito em 2018 é a intervenção do Suaveciclo. O que é isso? É uma dupla de São Paulo que faz projeção mapeada a partir de uma estrutura montada em bicicleta. Imagina aquele casario tiradentino com cinema estampado? Ahh isso vai ser bonito.

[QUANDO] 19 de janeiro, a partir das 20h30

 

Continua após a publicidade...

 

 

ARABIA

O vencedor do prêmio de melhor filme no Festival de Brasília sempre movimenta a programação de Tiradentes. Desta vez, a curiosidade paira sobre uma obra mineira: Arábia, de Affonso Uchôa e João Dumans. A produção também saiu do evento candango com os troféus de Melhor Montagem, Melhor Ator (Aristides de Sousa) e Melhor Trilha Sonora. Uchôa já levou o prêmio da mostra Aurora em Tiradentes com A vizinhança do Tigre. Em Arábia, explora a rotina de um operário no interior de Minas. É um cinema questionador.

[QUANDO] Exibição do filme, 20 jan, 20h; Debate, 21 jan, 10h30

 

 

ERA UMA VEZ BRASÍLIA

O diretor Adirley Queirós é outra presença constante na Mostra de Cinema de Tiradentes. Isso é interessante porque o espectador que frequenta o evento acaba acompanhando o desenvolvimento do cineasta. Em 2018 ele exibe Era uma vez Brasília, um filme que ainda não sei muito bem como classificar. O material de divulgação da Mostra diz que é um documentário. O site Adoro Cinema o chama de ficção científica. De uma maneira ou de outra, não é um cinema convencional.  Tem personalidade e busca de caminhos.

[QUANDO] Exibição do filme, 20 jan, 22h; Debate, 21 jan, 11h45

 

 

DOCUMENTÁRIOS NA PRAÇA

As sessões na praça são a cara da Mostra de Cinema de Tiradentes. No primeiro fim de semana chama atenção da ocupação da tela ao ar livre pelos documentários. No sábado, o filme de Eduardo Consonni, Rodrigo T. Marques e Tiago Tambelli sobre o movimento nas escolas de São Paulo. No domingo, será a vez de conhecer mais sobre uma figura ilustre da arte brasileira, o ator e diretor Paulo José. Bacana é que desde o ano passado as sessões na praça são acompanhadas de um debate. Ou seja, você vê o filme e no calor da coisa pode trocar uma ideia com quem fez.

[QUANDO] Escolas em luta, 20 de jan, 21h; Todos os Paulos do mundo, 21 de jan, 21h.

 

 

SÉRGIO RICARDO

Outra experiência do ano passado, que deu muito certo e continua em 2018 são os encontros mais informais no longe onde são realizados os shows, ao lado do Cine Tenda. A dica do primeiro fim de semana é ouvir Sérgio Ricardo falar e cantar sobre a história dele com o cinema e a música. Ele tem 85 anos e muita experiência marcante. Só para se ter uma ideia, é o criador da trilha do clássico Deus e o Diabo na Terra do Sol, de Glauber Rocha. Promete ser daqueles encontros que a gente se diverte ao mesmo tempo em que aprende muito.

[QUANDO] 21 jan, 23h30, Sesc Cine-Lounge

 

Continua após a publicidade...

photo

Culturadoria para o seu fim de semana: 15 de setembro

Premiado em diversos festivais internacionais, o grupo Pigmalião Escultura que Mexe estreia novo trabalho em BH. A peça é um dos destaques da Culturadoria que fazemos para os seu fim de semana. Tem ainda rock progressivo, virtuose no violão e a variedade do Festival de Cenas Curtas. Isso sem falar na exposição montada no Palácio […]

LEIA MAIS
photo

[CRÍTICA] ‘Insubstituível’ destaca o valor da vocação no mundo capitalista

Todas as vezes que me deparo com uma comédia francesa fico imaginando a força que o gênero tem por lá. Tanto que comédias como Insubstituível, Os Intocáveis, por exemplo concorrem com frequência ao Cesar, o principal prêmio do cinema francês. François Cluzet, o protagonista dos dois filmes, concorreu em 2017 ao trofeu de melhor ator. […]

LEIA MAIS
photo

Filmes (com links!) para maratonar em casa nas férias

Com tantos serviços de streaming disponíveis, as janelas de exibição estão cada vez mais curtas. Isso significa que os filmes que chegam aos cinemas, passam bem rápido pela telona e logo estão disponíveis para você ver em casa. Em 2018 parece que esse movimento se acelerou. A seguir você confere cinco sugestões de longas que […]

LEIA MAIS