Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Lançamentos musicais de maio: confira as novidades do mercado

Artistas da cena internacional, nacional e local continuam produzindo e lançando os seus trabalhos. Confira alguns destaques deste mês

Seja a nível mundial, nacional ou local, os artistas continuam colocando os seus trabalhos no mundo e mostrando versatilidade frente a diferentes cenários. Adriana Calcanhotto, por exemplo, fez um disco do zero durante a quarentena. Por outro lado, Sérgio Pererê está preparando cinco álbuns para este ano. É isso mesmo! Dois já foram. O primeiro é o registro de um show ao vivo que fez com Maurício Tizumba e o segundo, Revivências, é composto por interpretações do multiartista de grandes nomes da música brasileira.

Pensando nisso, fizemos uma lista com alguns dos lançamentos musicais de maio. Tem álbuns inteiros, vídeo performance e singles.

Confira!

lives da semana
Adriana Calcanhotto. Foto: Leo Aversa

Adriana Calcanhoto

Impedida de voltar para Portugal para lecionar no curso de letras da Universidade de Coimbra, Adriana Calcanhotto acaba de dar vida ao álbum . O trabalho chega um ano após Margem, que rendeu turnê nacional para a artista em 2019 e 2020. foi totalmente composto, produzido, gravado e mixado no período de isolamento social e conta com nove músicas inéditas. Uma delas, Lembrando da estrada, foi apresentada na live do último fim de semana nas redes do Sesc ao Vivo

O disco completo será disponibilizado nas plataformas de streaming em 29 de maio, enquanto isso, você pode acompanhar a série Minha Música, na qual a cantora e compositora explica o seu processo criativo acompanhado de canções.

Bob Dylan

Após oito anos sem nenhuma novidade, o artista vai lançar um álbum de inéditas. Entretanto, algumas canções já ganharam as plataformas de streaming, dando um gostinho do que vem por aí. O álbum Rough and Rowdy Ways será lançado em 19 de junho e já conta com as músicas Murder most foul, I contain multitudes e False prophet. Esta última, lançada em maio, é um blues com interpretação mais marcante, diferentemente da introspecção das canções anteriores. Além disso, faz referências ao budismo e a nomes emblemáticos, como Martin Luther King, por exemplo.

 

lançamentos musicais de maio
Se?rgio Perere?. Foto Patrick Arley/Divulgação

Sérgio Pererê

O mineiro vai lançar nada menos que cinco álbuns neste ano. Dois já estão disponíveis. São eles Maurício Tizumba e Sérgio Pererê ao vivo, lançado em março, e Revivências, disponível desde 20 de maio. O segundo disco mostra Pererê em sua vertente intérprete, cantando nomes como Luiz Melodia, Chico César, Milton Nascimento, João Bosco e Aldir Blanc. Ele também foi responsável pela produção musical do disco e pela parte percussiva. 

Ouça no Spotify ou em outras plataformas de streaming.

 

Iza

Em parceria com o rapper Maejor, a cantora lançou clipe e música Let me be the one. A canção faz parte e é tema da campanha mundial #BeTheOne, desenvolvida pela ONU e pela Humanity Lab Fondation. A ideia é celebrar a diversidade presente no nosso planeta, a sustentabilidade e destacar a causa dos refugiados. Tanto o clipe quanto a música passam a mensagem de proporcionar a cada pessoa a possibilidade de ser agente de liderança e mudança na própria comunidade. Em resumo, a letra destaca a importância de unir força para “sermos um”. 

Ivete Sangalo, Jão e Vitão

Já consagrada na música brasileira, Ivete Sangalo apostou em duas promessas artísticas. Com Jão, gravou Me liga, composta pelo artista em 2019 em parceria com Diego Pirraça. Segundo publicação nas redes sociais, ela foi escrita e arquivada, até que veio o convite de Ivete para gravação de um EP, que ganhou o nome da cantora. Já com o Vitão,  gravou Na janela, mais animada e uma espécie de R&B contemporâneo. Ambas as músicas foram lançadas na Live Leve, realizada pela baiana no Dia das Mães. 

O EP está disponível em todas as plataformas de streaming.

Pato Fu e Fernanda Takai

A produção anda intensa por aqui também. A banda lançou uma versão para a canção Vivo num morro, do álbum Televisão de Cachorro. É uma música considerada do lado B do repertório da banda. Em abril, disponibilizaram no YouTube um vídeo de Tribunal de Causas Realmente Pequenas, do álbum Ruído Rosa (2001). Por sua vez, a vocalista Fernanda Takai colocou na roda o o single de Todo por decir, com Catalina Ávila e também o lyric video de Terra Plana. A composição é de John Ulhoa. A propósito, Fernanda prepara mais um disco na carreira solo.

Silva

No último dia 22 de maio, Silva também lançou novo álbum. Na verdade, como o nome diz, Ao vivo em Lisboa, é a gravação de um show feito na capital portuguesa. No formato voz e violão, tem alguns clássicos como Um girassol da cor do seu cabelo (Lô Borges e Márcio Borges), Carinhoso (Pixinguinha), Aquele frevo axé (Caetano Veloso) e Canta canta minha gente (Martinho da Vila). Mais um acerto do cantor capixaba de voz doce e serena. Confira aqui o álbum completo. 

 

Silva Foto: Daryan Dornelles/Divulgação

Rafael Luiz

Na cena local, Rafael Luiz, explora melancolia, desconexão e apatia na procura por identidade no EP Insone. O fio condutor do trabalho é a música, mas a produção passa por diferentes formatos. A primeira etapa, por exemplo, apresentou três vídeo performances das canções 20 anos blues (de Sueli Costa e Vitor Martins), Beco dos baleiros (de Petrucio Maia e Brandão) e Três da madrugada (de Torquato Neto e Antônio Alves). Elas foram filmadas no fim de 2018 durante as madrugadas belo-horizontinas. A ideia era explorar o que há nesse período do dia fora dos bares e das festas. Além disso, questionar o que se passa na vida das pessoas que estão acordadas. O EP completo está disponível em todas as plataformas de streaming.

Confira no Spotify.

Hyldon

Inspirado em ritmos que vão da música latina ao rap, Hyldon comemora os 69 anos com o lançamento de um novo álbum. SoulSambaRock é o 16º disco da carreira do artista e também foi produzido de forma remota: cada músico da banda em seu home studio dirigidos pelo próprio artistas. As canções passam por baladas, blues, guitarras marcadas, rock e rap. A versatilidade de Hyldon é percebida na faixa A lenda do Clube dos 27. De acordo com ele, a música foi influenciada por Sintonia, série de KondZilla produzida para a Netflix, já que é ambientada na Cidade de Deus, na Brasilândia e no Capão Redondo. 

 

Kell Smith

O segundo disco da carreira da artista traz à tona temas fundamentais, como saúde mental, depressão e ressignificação do luto. A reflexão sobre esses assuntos estão compiladas nas 12 faixas do disco O velho e o bom novo, uma produção que usou algumas técnicas analógicas para existir. Só para exemplificar, a afinação não utilizou nenhum recurso artificial. Além disso, as inspirações vão desde a poética de Paulo Leminski até conversas de grupos de WhatsApp com os fãs.

O novo disco está disponível em todas as plataformas de streaming e os bastidores no canal do YouTube da artista. 

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!