fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Lady Gaga: de volta às origens em uma carreira de sucesso

A artista surgiu extravagante e causou estranhamento no mundo pop. Dez anos depois, passando por outros ritmos e pelo cinema, volta às origens

Especial para o Culturadoria | Por Gabriel Lomasso

01/04/2020 às 11:54

Publicidade - Portal UAI
Foto: Norbert Schoener

Há pouco mais de dez anos, uma extravagante cantora surgia no mundo pop e despertava a curiosidade do planeta. Se lançando no mercado com uma canção que pedia para as pessoas dançarem e finalmente explodindo com sua “Poker Face”, ela conquistou, de forma meteórica, o status de ícone pop. Assim, mudou a forma de se fazer música. Seu nome é Stefani Germanotta, mas o mundo passou a chamá-la de Lady Gaga.

Indo muito além das paradas musicais, Gaga se tornou um ícone em várias áreas: na moda, no cinema e até mesmo no marketing. Uma artista que despertava olhares curiosos por seu jeito extravagante e único de trabalhar o visual de seus projetos, mostrando uma versatilidade que era pouco vista na época em que surgiu. E, por isso mesmo, conseguiu o destaque e reconhecimento que merecia.

Ao longo da carreira, trilhou caminho em diferentes estilos, incluindo country e jazz. Mas, sempre deixou claro o amor e dedicação ao pop. E é isso que ela faz, ao retornar com o seu mais novo single Stupid love, a primeira música de trabalho de seu sexto disco, intitulado Chromatica.

O retorno às origens e influências dance

O último álbum de Lady Gaga dividiu a opinião de muitos fãs. Isso porque a cantora decidiu lançar algo mais pessoal, como uma homenagem à sua família. Em Joanne, Gaga traz muito mais músicas que se sobressaem por seu ritmo country e as leves influências de rock. O afastamento do pop gerou algumas críticas por parte dos fãs, o que chegou a render memes pedindo o retorno da cantora para o estilo que a revelou.

E Gaga ouviu! Lançada em fevereiro deste ano, Stupid love é a primeira música de trabalho do sexto álbum da cantora. Na canção, Gaga canta sobre querer apenas o “amor estúpido” para se livrar das dores e ilusões da vida.

E, apesar de retomar às origens de sua carreira com um single pop chiclete (com o refrão que fica na sua cabeça por dias), Gaga soube trazer novidades para a sua própria sonoridade: elementos do disco e synthpop, ritmos que remetem aos anos 1980. E esse é o maior acerto da canção, que mesmo não trazendo profundidade em sua composição, se apoia em uma produção eficiente, chiclete e que é capaz de animar as melhores festas e baladas.

Os fãs podem ainda esperar muito dance pop em Chromatica, que seria lançado no dia 10 de abril, mas foi adiado após o início da pandemia do Coronavírus. Até então, segundo Gaga, o disco não tem uma data certa, mas deve chegar ainda em 2020. Muito pouco se sabe sobre o álbum. Há apenas rumores, entre eles de uma colaboração com Ariana Grande e trabalhos com produtores mais experimentais, entre eles a compositora e produtora Sophie, que tem ganhado espaço dentro do universo do PC Music.

 

Trajetória de sucesso

Lady Gaga teve um início de carreira bem movimentado. Apesar de seu primeiro álbum só ter chegado às lojas em 2008, o trabalho como cantora começou alguns anos antes. Em 2007, já possuía uma banda com amigos e se apresentou em um dos palcos locais do Lollapalooza Chicago. Lá, chamou atenção de empresários da Interscope e não demorou muito para conseguir o um contrato.

Nos meses seguintes, Gaga trabalhou mais nos bastidores, enquanto produzia seu primeiro disco. Chegou a escrever canções para Britney Spears e o grupo Pussycat Dolls e, em 2008, deu início a sua carreira solo, com o disco The Fame.

O primeiro single, Just dance fez muito barulho, mas foi apenas com Poker face, a segunda música de trabalho do álbum, que Gaga realmente estourou. Daí para frente foi apenas sucessos e polêmicas: em 2009 lançou o EP The Fame Monster, que trouxe um de seus maiores hits, Bad romance. Dessa forma, começou a trazer nos trabalhos referências à religião e sempre levantando a bandeira em favor da comunidade LGBT, o que fez com que ela fosse proibida de se apresentar na Rússia, e ainda irritou a Igreja Católica. 

Dificuldades

Nos anos seguintes, Gaga caiu de vez no gosto do público com o lançamento do álbum Born This Way. Mas, no entanto, a turnê do disco – que passou pelo Brasil -, precisou ser interrompida após sofrer uma fratura no quadril. E muitos dizem que este foi o começou de uma complicada fase para ela.

Recuperada, Gaga lançou o Artpop, em 2013. Um disco que, apesar de ter vendido bem, não foi tão bem recebido pelos fãs. E até hoje divide muitas opiniões. Na época, a cantora prometeu um aplicativo com conteúdo interativo e uma segunda parte do disco, mas nada disso aconteceu. Boatos diziam que os prejuízos para a gravadora foram grandes e muita gente dava a carreira de Lady Gaga como fadada ao fracasso.

Em 2014, Gaga abandonou o pop ao lançar um álbum de jazz ao lado de Tony Bennett. A dupla foi aclamada, venceu Grammys e deram um novo ar para a carreira de Gaga. Em 2016 o prometido retorno ao pop aconteceu, mas não como muitos esperavam. Com o disco Joanne, Gaga homenageou sua tia com quem tinha muita identificação (apesar de não ter conhecido ela) e trouxe um trabalho que se apoiava muito mais no country e soft-rock.

Em 2017, lançou o documentário Gaga: Five Foot Two pela Netflix, narrando as dificuldades que enfrentou nos últimos anos com seus problemas de saúde e na produção do Joanne. E, no mesmo ano, quase se apresentou no Rock in Rio, mas cancelou o show um dia antes alegando estar doente.

 

lady gaga

Foto: Peter Lindbergh

A verdadeira redenção

A grande virada de jogo para Lady Gaga aconteceu no cinema. Não foi na música – pelo menos não diretamente – que ela reconquistou o amor do público o sucesso de sua carreira. Estrelando o remake do clássico Nasce uma estrela, Gaga chamou atenção novamente: foi aclamada por seu papel, ganhou diversos prêmios por sua atuação e chegou a ser indicada ao Oscar de Melhor Atriz, tendo vencido a categoria de Melhor Canção por Shallow, presente no filme.

Após essa temporada de sucesso, Lady Gaga voltou ao centro das atenções. Hoje, o mundo espera mais uma grande sucesso de sua curiosa e destemida carreira. Apesar do adiamento do seu próximo disco e do sucesso mediano de Stupid love, podemos dizer que, hoje, Lady Gaga é sim um grande ícone da cultura pop mundial.

Linha do tempo: a carreira de Lady Gaga

2008 – Lançamento do single Just dance e de seu primeiro disco, The Fame.

2009 – Relançamento do primeiro álbum, junto do EP The Fame Monster, incluindo o single Bad romance.

2011 – Lançamento do terceiro disco, Born This Way.

2013 – Lançamento de seu quarto álbum, Artpop.

2014 – Lançamento do projeto de jazz Cheek to Cheek, ao lado de Tony Bennett.

2015 – Participação na série American Horror Story: Hotel, que rendeu à Gaga um Globo de Ouro,

2016 – Lançamento do disco Joanne e problemas com fibromialgia.

2019 – Protagonista no remake de Nasce uma estrela, vencendo prêmios, incluindo Oscar de Melhor Canção.

2020 – Previsão para o lançamento do sexto álbum Chromatica.

photo

Cinema na quarentena: Minha Mãe é uma peça 3 chega ao streaming

A chegada de Minha Mãe é uma peça 3 ao streaming, no contexto de reclusão em que estamos vivendo, vai contribuir ainda mais para os números estratosféricos que todos os projetos dessa franquia de Paulo Gustavo costumam alcançar. Nenhum problema com isso. Como Bertolt Brecht costumava dizer, já que ninguém ri do que não entende, […]

LEIA MAIS
photo

Confira cinco lançamentos de discos que movimentaram o mês de março

É claro que a pandemia que estamos enfrentando afeta diretamente a produção cultural. Mesmo assim, o mês de março foi marcado por uma série de lançamentos de discos. Todos os meses vamos destacar as novidades das plataformas de streaming de música. Na lista a seguir, tem novo disco de Lô Borges, Djonga, Pabllo Vitar, Duo […]

LEIA MAIS
photo

Chuck Norris: conheça o meme que transformou o ator em lenda viva

O homem. A lenda. O mito! O nome Chuck Norris (artístico para Carlos Ray Norris) está hoje no imaginário das pessoas como um personagem lendário. Que é imortal e imbatível. Entretanto, esse pensamento faz parte de um gigantesco meme que circula na internet desde 2005. Talvez este seja, inclusive, um dos memes que está perdurando […]

LEIA MAIS