Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Conheça o Cinebicudo, iniciativa da artista e bióloga Karina Felipe

Gostou? Compartilhe!

Idealizado pela artista bióloga Karina Felipe, projeto tem envolvido a comunidade de Altamira, distrito de Nova União, região metropolitana de Belo Horizonte

Patrícia Cassese | Editora Assistente

O projeto Parede de Cinema promove nesta quinta-feira, dia 12 de outubro, das 10 às 17h, a apresentação de mais uma ação – na verdade, uma obra – no Cinebicudo, iniciativa localizada em Altamira/Nova União, região metropolitana de Belo Horizonte. Intitulada “Residencial Village Bicudo”, a obra é composta por intervenções artísticas e projeções audiovisuais. A iniciativa é capitaneada pela bióloga e artista Karina Felipe, que há dez anos estreitou relações com a comunidade da região. “Tenho uma casa, inclusive já morei aqui, embora, atualmente, esteja em BH e aqui, ao mesmo tempo”.

Fachada do Cinebicudo, iniciativa de Karina Felipe em Altamira (Karina Felipe/Divulgação)
Fachada do Cinebicudo, iniciativa de Karina Felipe em Altamira (Karina Felipe/Divulgação)

Embrião

Karina Felipe conta que a semente de tudo pode ser localizada na Ram – Residência Artística da Mutuca, a qual ela passou a integrar o corpo curatorial, assim como na produção. “A partir daí, comecei a trabalhar com arte e educação com a comunidade, junto aos artistas contemporâneos que vieram para cá. E, aí, fui cada vez me envolvendo mais. Na verdade, sempre tive vontade de trabalhar com comunidades, sempre me encantou. Veja, também sou bióloga, ornitóloga, e, assim, já tive várias experiências com comunidades ribeirinhas. Tal qual, com os saberes populares e projetos participativos, também no âmbito da biologia”, lembra ela.

No interior do Cinebicudo, objetos que fazem parte do cotidiano da comunidade de Altamira (Karina Felipe/Divulgação)

Assim, em 2017, atendendo a um desejo antigo, Karina Felipe construiu o Cine Bicudo – sim, um cinema. “Erguido com a intenção de trazer a oportunidade de as pessoas locais assistirem a produções audiovisuais”.

Altamira

A artista conta que o que mais a encantou em Altamira foi a constatação de que, mesmo estando na região metropolitana (“o distrito pertence a Nova União), ter a sensação de estar “vamos dizer, a cinco horas da capital”. “Para você ter uma ideia, a internet deve ter chegado aqui há uns cinco anos. Quando cheguei, não tinha. Era uma comunidade bem fechada, que vive do plantio de bananas. Ao mesmo tempo, uma comunidade que recebeu muito bem os nossos projetos de arte”.

Cinebicudo

As residências de pronto envolveram os moradores locais. “Ao fim, sempre havia uma exposição e um café coletivo, que contava com a presença de crianças, adolescentes, idosos. E foi assim que, em 2021, montei o Cinebicudo. Já na primeira versão, fizemos um memorial”. Nascia, assim, o projeto Parede de Cinema, que objetiva encarar a parede de cinema como espaço expositivo. Para tal, ao interagir com a comunidade do vilarejo, ao mesmo tempo promover uma troca de saberes locais, culturais e ambientais.

Na primeira edição, surgia, portanto um mural feito com lambe-lambe, com objetos cedidos pela comunidade. “Assim, um trabalho que, mesmo tendo um desenho artístico meu, tinha muito deles. Um trabalho no qual foram protagonistas. Logo, vi o tanto que isso foi importante, o tanto que gostaram”. Junto a isso, prossegue Karina, cada vez mais vai se criando um público de cinema. “Isso tem me inspirado muito, porque é uma forma pela qual estou apresentando, para a comunidade, o cinema como um todo”.

Residencial Village do Bicudo

A obra “Residencial Village do Bicudo” pretende, ainda, criar uma proposta educativa que possa despertar no público uma sensibilidade sensorial e de valorização dos recursos naturais da região, explana Karina. A saber: flora, fauna e plantas medicinais locais. Do mesmo modo, da própria cultura local como memória. E, ainda, a valorização do trabalho da mulher no campo e rezas e o fazer artístico. Neste último caso, pinturas, objetos, desenhos, entre outras linguagens.

“Neste momento, que estou conversando com você, por exemplo, estou aqui, na produção. Já comecei a montagem da parede, e o tanto de gente que já parou para ver… Teve o momento das oficinas, então, alguns adolescentes já participaram ou ajudaram a pintar os objetos. Assim, já estão começando a ver a coisa acontecer. E parece que, na abertura, dia 12, a gente vai ter um público legal, sabe? Aqui, na rua, já está tendo um movimento em volta do trabalho que está sendo construindo”, anima-se Karina.

Museu é Mundo

Karina Felipe revela, ainda, que haverá outro evento do projeto Parede de Cinema programado ainda este ano, precisamente, no final de dezembro. “Embora o projeto já exista desde o final de 2021, a versão de agora e a de dezembro estão sendo realizadas na esteira do prêmio que ganhei, o Museu é Mundo (*). E, para dezembro, a previsão é um trabalho artístico, um mural, um pouco voltando a alguma memória da comunidade”.

Em tempo: o prêmio Museu é Mundo tem como missão mapear, fomentar e viabilizar ações artísticas que propiciem desenvolvimento cultural e social a partir da potencialidade da arte e de seus efeitos multiplicadores, o que possibilitará a realização de mais duas ações dentro do projeto até o fim deste ano.

Presente para os passarinhos

Desta vez, os passarinhos serão agraciados, com casas e comedouros (Karina Felipe/Divulgação)

Em dezembro, prossegue Karina, a construção se dará em torno de antigos objetos construídos a partir dos traçados da palha de banana, do bambu. “Já a versão de agora é uma instalação que convida as aves a habitar. Então, estamos fazendo um grande aglomerado de casas, comedouros e bebedouros para receber os passarinhos”. Inclusive, foram realizadas duas oficinas voltadas ao público adolescente: uma de pintura e outra de casinhas de barro. “E isso tudo vai estar no mural”, festeja ela. Uma câmera de segurança filmou alguns registros dos pássaros nas instalações, que serão projetados dentro da sala de cinema. Promete!

Crianças e adolescentes da comunidade local participaram das oficinas (Karina Felipe/Divulgação)

Serviço

Projeto “Parede de Cinema” no Cinebicudo, em Altamira, MG

Data: 12 outubro até 30 de dezembro/2023

Inauguração: 12 de outubro,das 10h às 17h

Dias 13 a 14 de outubro: visitação para projeções no interior da sala, das 16h às 20h

Demais sábados, domingos e feriados serão divulgados no instagram/@cinebicudo

Endereço: Cinebicudo, Localidade rural de Altamira n/s, Nova União/MG

Mais informações: [email protected]; Instagram/@cinebicudo

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]