fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Jackson do Pandeiro é homenageado em espetáculo da Barca dos Corações Partidos

A diretora da montagem, Duda Maia, participou do Show da Tarde, que vai ao ar todas as quartas-feiras no Instagram do Culturadoria, e contou do processo de produção e relação com os integrantes do grupo

Por Jaiane Souza *

07/10/2020 às 21:38 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: Renato Mangolin / Divulgação

Da montagem do espetáculo Gonzagão – A lenda (2012) nasceu o grupo A Barca dos Corações Partidos. O elenco rodou o Brasil durante cinco anos em um tributo a Luiz Gonzaga e continua junto até hoje. O trabalho mais recente, Jacksons do Pandeiro, estreia em 10 de outubro, às 20h pelo YouTube e pelo Canal Bis, na televisão.

A diretora da peça, Duda Maia, participou do Show da Tarde, que vai ao ar todas as quartas-feiras no Instagram do Culturadoria. Ela contou sobre o processo de produção e relação com os integrantes do grupo. O maior desafio, talvez, será apresentar online.

“O diretor da transmissão, Diego Godoy, está acompanhando os ensaios há 15 dias e escolhendo por onde vai mostrar. Não é uma linguagem de cinema, o que ele vai mostrar é uma linguagem de teatro com várias possibilidades de câmera”, explica a diretora da peça. O espetáculo é uma homenagem a Jackson do Pandeiro, o Rei do Ritmo. O artista gravou mais de 400 canções ao longo da carreira, inserindo gêneros como forró, samba, baião, frevo e coco. A Barca apostou em uma montagem diferente.

Construção não-tradicional

Para além de uma narrativa linear, que conta vida e morte do artista, o texto de Braulio Tavares e Eduardo Rios aposta em uma dramaturgia que interage com a vida e experiências dos atores. “A gente já tem uma característica de procurar uma contramão desse lugar mais tradicional. Então, tivemos a sacada de dialogar. Sendo assim, tem um ator que gosta muito de futebol, o Jackson também gostava. Outro veio do interior da Paraíba. Assim vamos costurando a história deles e falando do Jackson do Pandeiro”, resume Duda.

Por isso, são vários Jacksons. É como Jogo de Cena, de Eduardo Coutinho. As histórias se entrelaçam e não dá para saber exatamente de quem é. Tudo isso atrelado à música, à poesia e ao teatro. Características do elenco versátil da Barca dos Corações Partidos. 

Pesquisa e música 

“Trabalhar com Jackson me fez voltar para a casa da minha avó. Para o berço da cultura popular, ou seja, para essa brasilidade que me pertence tanto, mas que talvez eu tivesse um pouco afastada da linguagem que eu busco”, declarou Duda. A diretora também é preparadora corporal, dançarina e coreógrafa, o que faz a relação com o grupo fortalecer a questão corporal dos atores. “É experimentar o corpo que dança, que anda e que fala”. 

E foi dessa forma que o novo trabalho foi desenvolvido. O elenco se debruçou na ideia de corpo-rítmico de Duda e na obra de Jackson. O resultado seria apresentado no início do ano. Mas foi adiado por causa da pandemia. Além disso, conta com participações. Everton Coroné, Lucas dos Prazeres e Luiza Loroza também estiveram envolvidos nas pesquisas, oficinas e no processo dos ensaios. 

Além de revisitar canções clássicas de Jackson do Pandeiro, o espetáculo pede licença à obra e insere novos arranjos, letras e canções criadas ao longo do processo de produção da apresentação. Mas e o texto? Só veio depois. A diretora preza pelo sentir, pelo corpo e, só então, insere o texto. O que será que vem por aí? 

barca dos corações partidos

Foto: Renato Mangolin / Divulgação

Outros trabalhos

A Barca dos Corações partidos se formou a partir de Gonzagão – A lenda e seguiu junta em outros trabalhos. Na sequência, estrearam uma versão da Ópera do Malandro (2014), de Chico Buarque, Auê (2016), com dramaturgia e músicas inéditas dos próprios integrantes do grupo. Já em 2017, estreou Suassuna – O Auto do Reino do Sol em comemoração aos 90 anos do autor. Por último, em 2019, foi a vez da companhia mergulhar na obra Macunaíma, de Mário de Andrade, e lançar Macunaíma – Uma rapsódia musical. Falamos dela aqui, confira!

Jacksons do Pandeiro será apresentado em 10 de outubro no YouTube da Barca dos Corações Partidos. É gratuito, mas você pode colaborar com um ingresso solidário pelo Sympla.

Confira a conversa com Duda Maia:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Programa de entrevistas com @barcadoscoracoespartidos e @fabianacozza

Uma publicação compartilhada por Culturadoria (@culturadoria) em

photo

Por que você deveria ver o documentário Axé: Canto do povo de um lugar?

“Já pintou verão, calor no coração, a festa vai começar…” Assim é a abertura de Axé: canto do povo de um lugar, documentário dirigido por Chico Kertész. A voz em off é de Ivete Sangalo cantando Baianidade Nagô, música do álbum Negra (1991) da Banda Mel. De cara, bate forte no coração dos apaixonados por […]

LEIA MAIS
photo

Apresentações teatrais do Sesc ao Vivo para ver ou rever

Desde abril, o Sesc São Paulo está transmitindo ao vivo atrações de arte e cultura. Elas ocorrem diretamente da casa dos artistas ou de um palco de alguma das unidades do Sesc. São apresentações musicais, teatrais, infantis, bate-papos e lives esportivas. Ou seja, uma alternativa muito interessante para quem não quer ficar longe das artes. […]

LEIA MAIS
photo

Bar em Bar e Circuito Gastronômico da Pampulha homenageiam 300 anos de Minas em edição online

Criatividade. Esse é o ingrediente principal dos pratos participantes do Festival Bar em Bar (14 a 31 de outubro) e do Circuito Gastronômico da Pampulha (até 31 de outubro). Os eventos tiveram que se adaptar em 2020 e migrar para o delivery. Dessa forma, o público poderá escolher entre dez opções, no Bar em Bar, e […]

LEIA MAIS