fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Impressões sobre “Cinco”, novo disco do Silva

Produção feita durante o isolamento social transita por diferentes gêneros musicais e fala com mais intensidade sobre amor

Por Thiago Fonseca *

16/12/2020 às 09:21 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Capa de Cinco - Foto: João Arraes / Divulgação

Se tem uma coisa que Silva gosta – e faz muito bem – é transitar por diferentes gêneros musicais. Ele já foi do indie ao axé. Agora não é diferente. Em Cinco, quinto disco da carreira e sucessor de Brasileiro, lançado em dezembro de 2021, o artista passa pela MPB, Reggae, Soul, Ska, Bossa Nova, Jazz e Samba. O capixaba está ainda mais eclético. Além disso, fala com mais intensidade sobre dores, amores, fé e afetos. Sonoridade e letras que casaram em um disco lindo!

São 14 canções compostas por Silva e pelo o irmão Lucas. Todo o processo de escrita, produção e mixagem foi feito durante a quarentena. Ou seja, o artista teve muita inspiração e tempo para mergulhar no trabalho. Colocou mesmo as mãos na massa: produziu e mixou todo o projeto de forma 100% analógica.

Nas redes sociais Silva revelou que foram 580 horas no estúdio – que fica na casa dele – fora a parte de composição e a pós-finalização. E esse empenho é notório nas canções. O resultado foi um disco a cara do artista: tranquilo, leve, gostoso e que toca. Ou seja, fala de assuntos dolorosos com delicadeza e simpatia. Silva trouxe para Cinco outros três artistas de gêneros musicais diferentes. Anitta – também parceira em Brasileiro -, Criolo e João Donato.

Letras

Silva revelou em uma entrevista à Revista Quem que a música é terapia para ele. Sendo assim, gosta de falar sobre o que vive. E na pandemia viveu de tudo. Ficou triste por estar longe do palco, do público, dos amigos e rolês.

Teve a separação com o ex-namorado, a morte de um ex-cunhado, o medo, incertezas e aproximação com a fé. Tudo isso foi parar no disco. Tem também histórias de amor do irmão. As letras chegaram para o público como remédio. É como se Silva cantasse o que vivemos desde meados de março. A produção nem era planejada. Surgiu após a pandemia.

Silva é sobre amor

Os amores e desamores são lembrados em onze canções de Cinco. São elas: Passou Passou, Sorriso De Agogô, No Seu Lençol, Pausa Para A Solidão, Não Vai Ter Fim, Jogo Estranho, Facinho, Você, Não Sei Rezar, Furada e, por fim, Má Situação. Ou seja, um álbum que Silva debruça no tema e dialoga com várias experiências amorosas. Uma dica: pare e preste atenção nas letras.

As mais profundas são: Pausa Para A Solidão, Jogo Estranho e Você. A primeira fala do término de namoro e despedidas. “E você chorou ao ver eu me despedir | Mas você não viu | O quanto eu também sofri”. A segunda é sobre a falta e saudade durante a quarentena. Já Você, traz como tema a vontade de esquecer um amor. “Eu não meço os estragos | Só penso em seus braços | M? afogo em você”. Além das letras, as melodias são também as mais profundas e tristes.

Por mais que de dedica ao amor, Silva passa por outros assuntos. Sobretudo nas parcerias. Com criolo, por exemplo, lançou canção que é sobre auto estima. Sendo assim, Furada fala da superação de um romance. Em Facinho, feat com Anitta, fala sobre ser fácil e aproveitar a vida. Não Sei Rezar também fala de fé.

Sonoridade diversa

Em Passou Passou, lançada em outubro, Silva mostrou que ia transitar por novos gêneros musicais antes mesmo de lançar Cinco. Apostou no Ska. Sorriso de Agogô veio em forma de samba e MPB. No Seu Lençol traz o Reggae. Em Não Vai Ter Fim Silva homenageia o Funk e Soul dos anos 70. Quimera é que canção que mais surpreende musicalmente. É bem brasileira mas traz pegada de pagode dos anos 1990 com MPB.

Foto: João Arraes / Divulgação

photo

The Crown: a 4ª temporada e o incentivo à segunda tela

A 4ª temporada de The Crown é das mulheres. Ou melhor, das atrizes. O que mais chama atenção na série que explora “novelescamente” os bastidores da coroa britânica é o trabalho de Olivia Colman como Rainha Elizabeth, Ema Corrin como Princesa Diana, Gillian Anderson (a atriz que faz a mãe do Otis em Sex Education) […]

LEIA MAIS
photo

Livros picantes para expandir as leituras e conhecer diferentes narrativas

Semanas de recesso chegando, listas sendo preparadas para 2021. Você já sabe o que vai ler nos próximos meses? Nós te ajudamos a construir! Depois de uma lista de filmes picantes, chegou a vez da literatura.  A seleção é da jornalista, psicanalista e escritora Érica Toledo. Você pode acompanhar o trabalho dela no site Sanguínea, […]

LEIA MAIS
photo

As impressões sobre ‘evermore’, novo disco de Taylor Swift

Menos de seis meses depois do lançamento de seu oitavo álbum, folklore, Taylor Swift surpreendeu os fãs com mais um disco. Lançado nesta sexta-feira (11/12), evermore dá continuidade ao tom melancólico e escapista anterior. Na semana do aniversário de 31 anos da cantora – em 13 de dezembro, Swift resolveu presentear os fãs da melhor […]

LEIA MAIS