fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Conheça projeto literário de BH que reunirá histórias de leitores

Livro e exposição, idealizados por três pesquisadoras mineiras, tem previsão de lançamento em outubro

Por Thiago Fonseca *

23/06/2020 às 16:06 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: História Afetiva de Leitores de Bibliotecas de Belo Horizonte / Divulgação

As histórias de moradores da capital mineira e as vivências deles nos espaços de leitura serão tema de livro e exposição de três pesquisadoras mineiras. “BH tem um cenário muito plural na literatura. Observando isso, fomos descobrindo que há maneiras distintas de ler e que as pessoas buscam diversos caminhos. Dessa forma, surgiu da ideia de contar as muitas histórias de leituras em um livro e exposição”, conta Fabíola Farias, pesquisadora e uma das organizadoras do projeto História Afetiva de Leitores de Bibliotecas de Belo Horizonte.

Qualquer um pode participar enviando uma contribuição. Para fazer parte você deve enviar um e-mail para historiaafetivabh@gmail.com até o dia 8 agosto, respondendo à pergunta: “Quais são suas histórias e trajetórias de leitura em Belo Horizonte?” Aqueles que forem selecionados, integrarão um dos capítulos do livro, que terá de 250 a 300 páginas.

Aprovado pela Lei Municipal de Cultura em 2018, o projeto está previsto para ser entregue em outubro deste ano. Mil exemplares serão distribuídos de graça e disponibilizados em bibliotecas da cidade. Da mesma forma, os relatos integrarão também uma exposição itinerante que irá percorrer centros culturais de BH.

 

Fabíola Farias, Cleide Fernandes e Maria da Conceição Carvalho são as organizadoras do projeto – Foto: Arquivo pessoal / Divulgação

Vivências com a leitura

Além dos relatos recebidos, o projeto contará com vinte convidados que atuam na criação, produção, formação e promoção da literatura na cidade. Dentre os nomes estão a bibliotecária Alessandra Gino, a professora Ana Elisa Ribeiro, a poeta e pesquisadora Camila Féli, e educadora Macaé Evaristo.

“Percebemos que são histórias individuais, mas que na sua diversidade que encontra uma história coletiva”, salienta Fabíola. As entrevistas estão sendo realizados por ela, Maria da Conceição Carvalho e Cleide Fernandes.

A ideia do projeto é também incentivar novos leitores e fazer com que a partilha una as pessoas. Ainda segundo Fabíola, Belo Horizonte tem 22 bibliotecas públicas, mas muita das vezes, o acesso é difícil. “Queremos mostrar a história nas estatísticas e cobrar políticas públicas”, comenta Fabíola.

photo

Entenda o legado de Amilcar de Castro para as artes plásticas

Considerado por críticos e historiadores culturais como um dos nomes mais importantes da arte contemporânea brasileira, Amilcar de Castro (1920-2002) recebe muitas homenagens neste junho, mês seu centenário. Dezoito anos depois de sua morte, o escultor, artista plástico e designer gráfico mineiro deixou um legado para as artes plásticas e milhares de obras pelo mundo […]

LEIA MAIS
photo

75 anos de Elis Regina: por que ela é a maior intérprete da música brasileira?

Elis Regina é considerada por muitos a melhor cantora do país e, quiçá, a melhor cantora de todos os tempos. Os breves 36 anos de vida foram suficientes para elevar a artista ao topo da lista de intérpretes mais marcantes do Brasil. Ela nasceu em Porto Alegre no dia 17 de março de 1945. A […]

LEIA MAIS
photo

Palco Instituto Unimed-BH em Casa realiza primeira edição com espetáculos em formatos originais

Os amantes do teatro terão mais uma possibilidade para desfrutar de grandes espetáculos, mesmo em isolamento social, a partir do dia 27 de junho. O que há de novo, no entanto, é que o projeto Palco Instituto Unimed-BH em Casa, vai promover as apresentações online, ao vivo e em formato original. Ou seja, com cenografia, […]

LEIA MAIS