fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Grupo Maria Cutia ocupa Praça Floriano Peixoto com diversidade e qualidade

Por Carol Braga

12/10/2016 às 18:28

Publicidade - Portal UAI
Espetaculo Na roda do grupo Maria Cutia. Luisa Monteiro/Divulgação

 

Espetaculo Na roda do grupo Maria Cutia. Luisa Monteiro/Divulgação

Espetáculo Na roda do grupo Maria Cutia. Luisa Monteiro/Divulgação

 

Belo Horizonte tem tradição no teatro de rua. Vem daí a elegante reverência que o Grupo Maria Cutia sempre faz em seus espetáculos. Mas o grupo fundado em 2006 não fica refém do passado. Homenageia os mestres sempre propondo a si mesmo desafios para levar para a cena.
São dez anos de estrada e quatro espetáculos com essência parecida e propostas diferentes. É isso que faz com que a companhia seja sempre uma opção interessante quando aparece na agenda cultural da cidade. A semana da criança oferece a oportunidade de conhecer todo o repertório.
Ópera de sabão, o espetáculo mais recente em cartaz nesta sexta, às 20h, é um melodrama musical. Já Na Roda, que será apresentado no sábado, às 11h é um mergulho no “gênero” brincante. A temporada termina com Como a gente gosta, uma comédia escrita por William Shakespeare. Já deu para ter uma ideia da flexibilidade desses artistas?
Maria Cutia na Praça Floriano Peixoto
Ópera de Sabão
14 de outubro – sexta-feira às 20h
Na Roda
15 de outubro – sábado às 11h
Como a Gente Gosta
15 de outubro – sábado às 17h

Entrada franca

photo

Banho de Sol volta ao cartaz para única apresentação em BH

É natural que cada espectador tenha uma relação particular com obras artísticas. Agora, é curioso quando há um sentimento comum de impacto. As intensidades podem variar, é claro, mas fato é que desconheço uma só pessoa que tenha saído inerte de Banho de sol, a nova peça da Cia Zula de Teatro. Por isso, repito […]

LEIA MAIS
photo

Comédia: cinco peças para morrer de rir na Campanha 2020

Comédia é o gênero mais nobre na programação da Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de BH. Sim, o povo gosta de rir – e muito. Por isso, separamos aqui algumas montagens que vão cumprir bem esta tarefa. Escolhemos peças protagonizadas por figuras conhecidas do humor na cidade, como Kayete e Carlos Nunes, […]

LEIA MAIS
photo

Diálogo Crítico: as reverberações psicanalíticas de ‘Mergulho’

Culturadoria dá continuidade à série Diálogo Crítico com um convidado. Fernando Araújo, psicólogo e antropólogo é quem escreve sobre Mergulho. O espetáculo dirigido por Rita Clemente, com André Senna, Flávia Pyramo e Bruno Figueroa esteve em cartaz durante o Verão Arte Contemporânea 2018.   Crítica de Fernando Araújo Escrever a respeito de um espetáculo, remete-nos, […]

LEIA MAIS