Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Giselle Couto grava o primeiro audiovisual da carreira na Amadoria

Gostou? Compartilhe!

A cantora Giselle Couto se apresenta nesta sexta-feira, dia 17 de maio, na Amadoria, em show que terá registro audiovisual

Patrícia Cassese | Editora Assistente

Comemorando os mais de 20 anos de carreira, Giselle Couto grava o primeiro produto audiovisual da trajetória nesta sexta-feira, 17 de maio. O show – dedicado, claro, ao samba – acontece no palco da Amadoria. Giselle vai se inspirar no clima das rodas de samba. Assim, com arranjos do sambista Fernando Bento, o repertório passeia pela história do samba. Desse modo, abarca tanto clássicos do gênero quanto os sambas que integram o repertório dos dois discos gravados por Giselle.

Giselle Couto, que solta sua voz potente nesta sexta-feira, na Amadoria (Alexandre Rezende/Divulgação)
Giselle Couto, que solta sua voz potente nesta sexta-feira, na Amadoria (Alexandre Rezende/Divulgação)

O show também rende homenagem à cantora mineira Clara Nunes, bem como à inesquecível Elza Soares. Não bastasse, terá a participação especial de Flavio Renegado e do sambista mineiro Fernando Bento. Tamara Franklin também participaria, mas está afastada, por motivos médicos. Acompanhando Giselle Couto, estarão, no palco, na percussão: Felipe Cordeiro, Cleyton Souza e Rodrigo Martins. E, ainda, Vinicius Mendes (sopros), Dedé Negrão (violão 6 cordas), Gustavo Monteiro (violão 7 cordas) e Anderson Augusto.

Homenagens

Perguntada sobre as homenagens que fará na ocasião, Giselle comenta: “A reverência a Clara Nunes e a Elza está diretamente ligada às participações especiais que a gente vai ter nesse show. Assim, com o Fernando Bento, por exemplo, que é um grande sambista mineiro, vou fazer um dueto de um clássico lindíssimo, do Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro, que é o samba ‘Artifício”, que o Roberto Ribeiro também gravou”.

Giselle acrescenta que, com a adesão de Renegado ao show, ele vai trazer uma canção inédita, que já havia executado em um dos shows que dividiu com Elza Soares. “Ele esteve em turnê com a Elza Soares, e trouxe essa composição dele para o nosso projeto. E aí, a gente vai fazer uma participação dentro de um clássico, super clássico do samba, que é ‘Mulher Brasileira'”.

Repertório

O repertório, prossegue Giselle, foi escolhido a partir dos sambas que são composições próprias. “São duas composições que estão nos meus dois álbuns. Ou seja, no primeiro disco, que é o EP de 2016, e no ‘Natureza’. E também fizemos uma seleção de clássicos do samba, tentando, assim, fazer um passeio pela história do gênero. Desse modo, priorizando a história do samba, mas também com aquele tempero de composições que eu gosto de cantar, que estão sempre no meu repertório. Musicas que eu, como intérprete, percebo que ficam muito bem para minha voz, e que tenho, digamos, uma destreza para poder interpretar”, comenta a bela.

Serviço

Giselle Couto ao vivo na Amadoria
Quando. Sexta-feira, dia 17 de Maio
A casa abre as portas às 18h | Show e início da gravação às 19

Onde. Amadoria (Rua Mucuri, 325, Floresta)
Quanto. Ingressos pelo sympla a partir de R$20

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]