Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Valeu tudo, Gilberto Braga!

“Corre com a janta que hoje é o final da Laura, a cachorra.” Uma homenagem ao dramaturgo Gilberto Braga que nos deixou no dia 26 de outubro de 2021

Por Breno Ribeiro

Gilberto Braga. Foto: Alex Carvalho/Viva

Tava na casa da minha avó, a criatura mais noveleira que eu conheço. Meu tio, que também tava lá, era o completo oposto. Mas não escondia a expectativa em saber quem era o assassino de Lineu Vasconcelos, naquele último capítulo de “Celebridade”, de 2003. Essa mistura meio Agatha Christie, com um cadinho de Woody Allen e profundamente balzaquiana era a grife de Gilberto Braga, que perdemos no dia 26 de outubro de 2021.

Mas não era só.

Poucos roteiristas conheceram e falaram sobre o Brasil, suas mazelas e as diferenças sociais como Gilberto. Ousado, ele entendia que a telenovela exigia uma linguagem direta, que chegasse a milhares de pessoas, só que ia além. O arroz com feijão podia até ser necessário às vezes, mas que gênio é esse que se prende apenas ao que é necessário? 

Gilberto causava. 

Seja pela crítica ácida à classe média brasileira, seja por levantar debates que perduram até hoje. Seja por teimar em não ser tradicional dentro de um gênero que exigia essa tradicionalidade até por questões comerciais.

Não imaginava quantas vezes ainda me sentiria impactado vendo uma novela de Gilberto Braga, até que resolvi assistir aquela que os noveleiros julgavam ser sua melhor novela: Vale Tudo.

Não era só a melhor novela dele. Era também a melhor coisa que a televisão brasileira já produziu. Impecável, crítica, cortante, atemporal. “Ainda vale a pena ser honesto no Brasil?”. A premissa de 1988 ecoa até hoje. Pra alguém que queira entender o Brasil de todos os momentos, o play nessa história é necessário.

O rei do “quem matou”, o pai de tipos adoráveis e diálogos inspirados foi embora. Mas entra para a eternidade do nosso imaginário como a pessoa que não se contentou com pouco. Como a pessoa que deu ao país a chance pra que ele se olhasse no espelho.

Sergio Mamberti em Vale Tudo. Foto: Rede Globo/Divulgação
Sergio Mamberti, que também morreu em 2021, em Vale Tudo. Foto: Rede Globo/Divulgação

Cinco obras de Gilberto Braga e cinco cenas pra reverenciá-lo

Escrava Isaura, 1976.

O primeiro fenômeno de exportação da TV Globo carrega consigo uma história interessante. Aqui, Gilberto foi acusado pela censura da ditadura militar de fazer apologia comunista. Sendo assim, teve que substituir, a partir de determinado ponto, a palavra “escravo” pela palavra “peça” em seus roteiros.

Qual cena devo ver? O fim de Isaura e Álvaro juntos aos escravos libertos.

Vale Tudo, 1988.

A mais clássica das novelas contou também com Leonor Bassères e Aguinaldo Silva como coautores. Além da crítica à corrupção, ela é lembrada até hoje pela famosa pergunta: “Quem matou Odete Roitman?”

Qual cena devo ver? A discussão entre Maria de Fátima (Gloria Pires) e o avô sobre honestidade, logo no primeiro capítulo.

Onde ver? Globoplay

Anos Rebeldes, 1992.

A minissérie em vinte capítulos retrata os horrores da Ditadura Militar Brasileira a partir do casal Maria Lucia e João. Ela só queria um quarto novo, ele queria fazer revolução.

Qual cena devo ver? A morte trágica e extremamente delicada de Heloísa (Claudia Abreu)

Onde ver? Globoplay 

Celebridade, 2003.

Mesmo passando por uma edição muito comprometedora, a novela que está disponível no globoplay merece ser revista. Com uma trama muito bem amarrada e o cenário da música como pano de fundo, a trama fala sobre a rivalidade entre duas mulheres e a busca por vingança por parte de uma delas.

Qual cena devo ver? Laura compra a mansão de Maria Clara sem que ela saiba.

Babilônia, 2015.

Totalmente modificada para se adequar aos gostos da audiência, vale a pena conferir em Babilônia a crítica ao fundamentalismo religioso, que misturado à política pode causar grandes estragos.

Qual cena devo ver? O prefeito Aderbal arma a explosão numa igreja evangélica para sair como herói diante dos religiosos.

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!