Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Grupo Galpão inicia turnê por Minas em comemoração aos 40 anos

Gostou? Compartilhe!

Os integrantes do Grupo Galpão vão passar por várias cidades a partir desta quinta-feira, dia 7 de setembro

Uma das companhias de teatro mais reconhecidas do Brasil, o Grupo Galpão, que está celebrando seus 40 anos, ganha, a partir desta quinta-feira, as ruas, espaços culturais e praças de sete cidades mineiras com “De Tempo Somos – um sarau do Grupo Galpão”. O espetáculo, que estreou em 2014, é apresentado como um sarau de músicas e poesias, e tem direção das atrizes Lydia Del Picchia e Simone Ordones. Assim, o projeto reúne 25 canções do repertório do grupo. Tal qual, apresenta textos sobre a passagem do tempo e, do mesmo modo, do processo de criação artística.

Primeiramente, nesta quinta-feira, feriado de 7 de setembro, é a cidade de Unaí que vai receber a companhia teatral: precisamente, às 19h30, na Praça JK. No dia 9 de setembro, é a vez de Paracatu – às 19h30, no Largo da Jaqueira. Já em 10 de setembro, os artistas aportam em João Pinheiro, para sessão às 19h30, na Praça Luzia Mendes Romero (Praça Redonda). Por outro lado, no dia 20 de setembro, o Grupo Galpão chega a Corinto, e ocupa a Praça da Bandeira, às 20h.

Os atores do Grupo Galpão em "De Tempo Somos" (Guto Muniz/Divulgação)
Os atores do Grupo Galpão em "De Tempo Somos" (Guto Muniz/Divulgação)

No dia 21 de setembro, Curvelo recebe o espetáculo do Grupo Galpão na Praça da Estação, às 19h30. Dia 23 de setembro será a vez de Cordisburgo, em frente ao Museu Casa de Guimarães, às 19h. A turnê “Sertão de Minas se encerra na cidade de Sete Lagoas, no dia 24 de setembro, às 19h, na Praça da Feirinha. Todas as apresentações são gratuitas. 

Repertório

Com direção musical e arranjos de Luiz Rocha, em “De Tempos Somos”, os atores do Grupo Galpão cantam e executam, ao vivo, 25 canções de trabalhos mais antigos como “Corra enquanto é tempo” (1988) e “Álbum de Família” (1990). Mas não só. Também passam por “Romeu e Julieta” (1992), “Um Moliére Imaginário” (1997) e “Partido” (1999). E chegam a espetáculos mais recentes, como “Tio Vânia” e “Eclipse” (ambos de 2011), além de músicas que surgiram em workshops internos e que chegam a público pela primeira vez.

“A cantoria é a celebração do encontro, da festa, da disposição para seguir em frente (apesar de tudo que nos faz pender para o chão!), do espírito libertário e contestador inerente a toda reunião festiva”, explica Lydia Del Picchia. Segundo Simone Ordones, atriz do Galpão e também diretora do espetáculo, várias músicas que marcaram o repertório de espetáculos do grupo são revisitadas e recontextualizadas: “o foco desse sarau não é ser nostálgico, mas visar o futuro, o que está por vir; celebrar o que foi feito para apontar possíveis caminhos para o futuro”, explica. 

Serviço

“De Tempo Somos”

Elenco: Antonio Edson, Beto Franco, Eduardo Moreira, Fernanda Vianna, Lydia Del Picchia, Luiz Rocha (ator convidado), Júlio Maciel, Paulo André, Simone Ordones. (já Inês Peixoto tem seu nome agregado como “atriz curinga”)

Arranjos baseados em arranjos originais de Babaya, Ernani Maletta e Fernando Muzzi, do repertório musical do Grupo Galpão. 

Fragmentos de textos: Eduardo Galeano, Charles Baudelaire, Olga Knipper, Jack Kerouak, Nelson Rodrigues, Anton Tchékhov, José Saramago, Paulo Leminski e Calderón de La Barca. 

A turnê do Grupo Galpão em Minas Gerais conta com o patrocínio da Cemig por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultural e apoio cultural das prefeituras municipais de Unaí, Paracatu, João Pinheiro, Corinto, Curvelo, Cordisburgo e Sete Lagoas.

Gostou? Compartilhe!

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!

[ RECOMENDADOS ]