fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Funkeiros Cults: conheça a página que une a periferia às artes, à filosofia e a questões sociais

Página viralizou na internet por passar mensagens de obras da literatura de forma popular e nas gírias da periferia

Por Jaiane Souza *

23/06/2020 às 09:44 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: Instagram @funkeiroscults

Gostar, ao mesmo tempo, de funk, literatura, cinema e filosofia é contraditório? Não! E é com esse objetivo que a página Funkeiros Cults surgiu no Instagram. Dayrel Teixeira, de 21 anos, morador de Morrinho da Compensa, em Manaus, criou o perfil em maio, e já passa de 100 mil seguidores. Em entrevista ao site do KondZilla, o jovem contou que as pessoas sempre estranharam o gosto dele, já que ao mesmo tempo em que está imerso na cultura do funk e da periferia, geralmente marginalizados, também está em contato e discutindo sobre o cinema, literatura e filosofia. Dessa forma, a página une ambas as linguagens e forma memes, sempre passando a mensagem principal dos autores nas obras em linguagem popular.

Depois que a página no Instagram viralizou, um grupo foi criado no Facebook e os membros passaram, então, a colaborar mandando fotos. Em geral, as postagens são bem humoradas e mostram uma pessoa segurando um livro com uma frase sintetizando ou fazendo um comentário do livro. Além de humor, e da quebra de paradigmas, a página critica o distanciamento entre academia e periferia e se posiciona a favor de causas sociais.

Pensando nisso, selecionamos cinco livros já publicados na página Funkeiros Cults com a frase resumo e mais informações sobre a obra. Confira!

O príncipe, de Maquiavel

Foto: Instagram @funkeiroscults

Como chegar e se manter no poder? Em O príncipe, Maquiavel, que viveu no período do Renascimento, descreve o Estado e sugere o que é preciso para que um líder conquiste, reine e se mantenha no poder, que, segundo ele, é o mais difícil. Além disso, discorre sobre características que o soberano precisa ter e desenvolver para que seja respeitado como tal. Vale destacar o contexto histórico de publicação do livro, o que foi feito postumamente em 1532. Naquela época, a Itália enfrentava problemas por causa da Revolução das Comunas e estava em risco de perder a independência para França e Espanha, por exemplo.
Disponível por R$ 26,32 (capa comum) e R$ 4,41 na versão digital

A liberdade é uma luta constante, de Angela Davis

funkeiros cults
Foto: Instagram @funkeiroscults

Angela Davis entrou na nossa lista de cinco mulheres que transformaram nossa cultura pois é uma figura fundamental na luta pelo combate à violência contra a população negra, na defesa dos direitos humanos e outras diversas causas sociais. Uma delas é o abolicionismo prisional, por acreditar que o sistema não é efetivo. Esse e outros assuntos, como o feminismo negro nos EUA e o apartheid na África do Sul, fazem parte da seleção de artigos, discursos e entrevistas que compõem a obra Liberdade é uma luta constante. Em suma, é um livro fundamental para refletir a sociedade e os seus pilares. A obra está disponível com mais informações por R$ 31,20 no site da Boitempo Editorial.

O código Da Vinci, de Dan Brown

funkeiros cults
Foto: Instagram @funkeiroscults

Publicado em 2003, é um romance policial que narra como uma conspiração pode revelar um segredo guardado a sete chaves desde a época de Jesus Cristo. Isso ocorre após o assassinato do curador do Museu do Louvre, Jacques Saunière, que, antes de morrer, deixou uma mensagem cifrada que só o simbologista Robert Langdon e a criptógrafa Sophie Neveu podem desvendar. Dessa forma, ambos começam uma investigação paralela à das autoridades, tendo como base algumas pistas da obra de Da Vinci e outros mistérios da cultura do Ocidente. De Mona Lisa ao significado do Santo Graal. O livro está disponível por R$ 9,81 na versão digital e por R$ 16,90 no formato físico.

A República, de Platão

funkeiros cults
Foto: Instagram @funkeiroscults

A partir de um diálogo narrado em primeira pessoa por Sócrates, Platão provoca uma reflexão sobre temas como a ética, a política, educação justiça e injustiça e outros assuntos que englobam a convivência em sociedade. A República faz referência a uma espécie de “cidade ideal”, Kallipolis, na qual um novo modo de aristocracia deveria ser adotado para o pleno funcionamento.

À venda a partir de R$ 9,49

A arte da guerra, de Sun Tzu

Foto: Instagram @funkeiroscults

O tratado militar escrito nos anos 500 a.C. é publicado até os dias de hoje porque apresenta reflexões que vão além das estratégias de batalha em um cenário de guerra. O general chinês Sun Tzu escreveu treze capítulos sobre a importância de avaliar as situações e do planejar, desenvolvimento de habilidades de solução de conflitos, do trabalho em equipe (quando fala que a força de um exército está na união e não no tamanho), da criatividade e por aí vai. Além disso, pensa principalmente nas relações humanas. Disponível em três formatos, a partir de R$ 28,40.

photo

Cinco livros para ler mais autoras e autores negros 

Como em diversas outras artes, a produção literária feita por autores negros foi e ainda continua sendo invisibilizada. Entretanto, as narrativas são diversas, passando por todos os gêneros, como poesia, biografia, poesia e romance, por exemplo. Por isso, selecionamos algumas obras para que você leia e embarque nesse universo riquíssimo da produção literária feita por […]

LEIA MAIS
photo

Little Fires Everywhere: por que você deveria ver a série disponível na Amazon Prime?

No início de Little Fires Everywhere você tem a impressão de estar vendo uma novelinha bem convencional americana. Bom, ainda bem que é só impressão mesmo, e bem no início. À medida em que a trama avança, todos os problemas estruturais da nossa sociedade vão sendo revelados. Aí descortina-se o mundo hipócrita que vivemos, marcado […]

LEIA MAIS
photo

Palco Instituto Unimed-BH em Casa realiza primeira edição com espetáculos em formatos originais

Os amantes do teatro terão mais uma possibilidade para desfrutar de grandes espetáculos, mesmo em isolamento social, a partir do dia 27 de junho. O que há de novo, no entanto, é que o projeto Palco Instituto Unimed-BH em Casa, vai promover as apresentações online, ao vivo e em formato original. Ou seja, com cenografia, […]

LEIA MAIS