Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Setembro Amarelo: filmes para pensar sobre a saúde mental

Selecionamos filmes de diversos gêneros e nacionalidades para ajudar a refletir sobre o suicídio e a importância de sua prevenção

Faz relativamente pouco tempo que a campanha Setembro Amarelo se tornou mais conhecida. Desde 2014, é anualmente organizada pela Associação Brasileira de Psiquiatria em parceria com o Conselho Federal de Medicina. O objetivo do Setembro Amareloé chamar a atenção da população para a prevenção do suicídio. 

Aqui, sempre acreditamos no poder que a arte tem para estimular reflexões diversas. Inclusive em relação a temas delicados e difíceis como esse. Por isso, hoje apresentamos para você uma lista de filmes e séries que ajudam a pensar sobre saúde mental. 

A PONTE (2006 – Dir. Eric Steel) 

A ponte Golden Gate é um ponto turístico famoso de São Francisco, na Califórnia e serve de cenário para o suicídio de várias pessoas que decidiram pôr um fim à vida. É o lugar com o maior índice de suicídios do mundo. 

Cena do documentário A ponte. Foto: Netflix/Divulgação

O diretor Eric Steel registrou diariamente, em 2004, a rotina da ponte e testemunhou mais de 20 suicídios. O documentário reúne depoimentos de pessoas que tentam entender os motivos que levam um ser humano a cometer o ato de tirar a própria vida. Apesar de chocante, A Ponte propõe reflexões sobre como essas mortes poderiam ter sido evitadas.

FERRUGEM (2018 – Dir. Aly Muritiba) 

Filme brasileiro que traz a personagem Tati, uma adolescente que adora postar a própria vida nas redes sociais. Um dia, fotos íntimas vão parar no grupo de WhatsApp dos colegas da escola, o que transforma a vida dela num inferno.

Vencedor do prêmio principal do Festival de Cinema de Gramado de 2018, Ferrugem é um filme dirigido por Aly Muritiba. Tem uma estrutura narrativa original, sendo a história dividida em dois atos. O filme expõe temas importantes e que servem de alerta para pais e filhos adolescentes, como bullying, suicídio, exposição nas redes sociais e relações familiares.

MAR ADENTRO (2004 – Dir. Alejandro Amenábar) 

Mar Adentro é um filme baseado em fatos reais, com direção de Alejandro Amenábar e premiado com o Oscar e o Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro em 2005. O ator Javier Bardem conquistou uma indicação ao Globo de Ouro como melhor ator.

Um homem tetraplégico que vive preso a uma cama há 28 anos entra na justiça para lutar pelo direito de pôr fim à própria vida. Sendo assim, enfrenta a sociedade, igreja e seus familiares. Fica a reflexão a respeito do direito (ou não) de uma pessoa acabar com a própria vida.

O QUARTO DE JACK (2015 – Dir. Lenny Abrahamson) 

Joy foi abusada e mantida em cativeiro por vários anos, onde engravidou e deu à luz a seu filho Jack. Apesar de estarem em liberdade após um plano de fuga, mãe e filho ficaram com vários traumas. A mãe teve depressão e tentou se suicidar (olha o Setembro Amarelo), pois a adaptação ao mundo externo não foi nada fácil após tanto tempo presos num quarto.

O interessante do filme é que ele é narrado sob o ponto de vista da criança, um menino de 5 anos de idade. O personagem é interpretado pelo ótimo ator mirim Jacob Tremblay, de Extraordinário. O filme levou o Oscar 2016 de Melhor Atriz para Brie Larson, intérprete da mãe de Jack.

DIVERTIDA MENTE (2015 – Dir. Pete Docter) 

A animação Divertida Mente tem como protagonista a menina Riley, que vive às voltas com as cinco emoções (Alegria, Tristeza, Medo, Raiva e Nojinho) que habitam a mente dela. A animação trata das emoções e sentimentos que povoam a mente humana, como a tristeza, a raiva e o medo, de uma forma leve e divertida. Embora não trate do tema em questão no setembro amarelo, é um excelente filme que aborda com muita leveza a questão do equilíbrio emocional e da saúde mental.

O longa-metragem recebeu os mais importantes prêmios de melhor filme de animação do cinema mundial como o Oscar, BAFTA e Globo de Ouro.

REINE SOBRE MIM (2007 – Dir. Mike Binder)

Charlie Fineman tem sérios problemas emocionais após perder sua família nos atentados de 11 de setembro em Nova York. Muita gente se suicidou nos Estados Unidos naquela época e, sendo assim, há relação com o setembro amarelo. A vida perdeu o sentido, até que ele reencontra um antigo amigo da faculdade, Alan Johnson, vivido pelo ator Don Cheadle. Ele também passa por problemas pessoais. Ao se ajudarem mutuamente, a vida de Charlie começa a melhorar bastante e o vínculo entre eles, perdido há algum tempo, volta a se fortalecer.

Adam Sandler, ator reconhecido por seus papéis em comédias, fez bonito no papel dramático do personagem Charlie Fineman.

CISNE NEGRO (2010 – Dir. Darren Aronofsky) 

Cisne Negro é um filme que mistura drama, suspense e terror psicológico. Nele a personagem Nina, vivida pela atriz Natalie Portman, é uma bailarina obcecada pela perfeição na dança. Ela passa por vários momentos de sofrimento no ambiente de trabalho, incluindo assédio sexual, o que afeta a sua saúde mental e a leva a ter surtos, a entrar num mundo de paranoias e alucinações que arruínam sua vida.

O filme ganhou vários prêmios, muitos para Natalie Portman por sua bela interpretação como a bailarina Nina.

filmes de animação
Foto: Disney / Buena Vista

Por Rosa Maria Lorenzin | Culturadora

Apaixonada por literatura e tudo que envolve arte/cultura. Graduada em Letras pela UFMG. Leciona Português/Inglês numa escola municipal de BH e está terminando o Mestrado sobre a formação extemporânea do leitor de literatura. Instagram @rosalorenzin

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!