Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Festival Palco Hip Hop aposta em programação multifacetada

Destaque para a apresentação do projeto Poliphonicos, presença da multiartista francesa Daybee Dee e seletiva do Cypher do Redbull One

Por Thiago Fonseca

29/01/2019 às 10:38

Publicidade - Portal UAI
DJs Flávio Machado e Preto C do projeto Poliphonicos - Foto: Maria Rita Fonseca / Divulgação

Releituras de músicas clássicas dos anos 1960, 1970 e 1980, em versões Hip Hop no projeto Poliphonicos. Este é um dos destaques da oitava edição do Festival Palco Hip Hop – Danças Urbanas. O evento é parte da programação do Verão Arte Contemporânea. Dessa forma, ocupará o CCBB-BH e Sesc Palladium do dia primeiro a 3 de fevereiro.

Ainda estão na programação a multiartista francesa Daybee Dee, pela primeira vez no Brasil e a estreia do projeto ‘Festa House Trem’. Tem ainda a seletiva regional do Red Bull BC One, uma das maiores batalhas de break do mundo. Segundo o curador do evento, PDR Valentim, o festival é uma forma de manter a cultura de rua viva.

“A gente mantém o festival para manter o Hip Hop e as danças urbanas respirando. Sendo assim, procuramos trazer formação para as pessoas, bate-papo, grafite ao vivo, as batalhas e novidades. É uma forma dos artistas e o público dialogar, trocar experiências e participar”, afirma Valentim.

 

Multiartista francesa Daybee Dee desembarca no Festival para uma série de ações – Foto: Anelia Janeva/Divulgação

 

Programação

Um dos projetos que chama a atenção na programação do festival é o Poliphonicos. Ele será realizado no dia 01 de fevereiro, às 19h, o no CCBB-BH. Em resumo, trata-se de uma celebração ao elemento primordial do hip hop que é o DJ. O projeto reúne os DJs Flávio Machado e Preto C, com as participações do guitarrista Helder Araújo e do baixista Luiz Prestes, ambos da banda Julgamento.

“Ao vivo no palco faremos uma releitura de músicas de artistas como por exemplo, Gilberto Gil e Tim Maia, com tendência Hip Hop. Ou seja, uma colagem com batidas e efeitos. Serão onze músicas em apresentação de 50 minutos. É um projeto audacioso e chamamos de Poliphonicos por ser vários sons diferentes”, explica DJ Preto C.

Já nos dia 2 e 3 de fevereiro a programação migra para o Sesc Palladium. Em seguida, tem a Cypher do Redbull One, a Batalha Livre de Danças Urbanas com prêmios e as atividades de formação. No sábado, às 15h30, tem a House Trem, realizada pelos DJs Robinho e Valber, com músicas da década de 90 até os dias atuais. A Festa, os workshops, palestras e debates estão entre as atividades gratuitas. Já as outras atrações variam de R$ 4 a R$ 20. A programação completa você confere clicando aqui. O Verão Arte Contemporânea tem o patrocínio do UniBH.

 

photo

Confira os destaques do show de Noel Gallagher em BH

Por João Gabriel Batista A espera acabou! Após 26 anos, Noel Gallagher enfim desembarcou em Belo Horizonte. E como não poderia deixar de ser, o ex-líder da banda Oasis trouxe na turnê Noel Gallagher’s High Flying Bird, tudo que havia de melhor para aqueles que apreciam a sua longa trajetória. O show realizado no Km […]

LEIA MAIS
photo

Festivais Sarará e Sensacional anunciam união e grande evento para agosto

Ainda não é um casamento firme, dado o pouco tempo que se conhecem, mas tem enlace. “Estamos chamando de relacionamento aberto”, brinca Bell Magalhães. “Estamos flertando”, completa Victor Diniz. Eles são, respetivamente, os responsáveis pelos festivais Sarará e Sensacional que em 2018 se unem para um dia de grandes atrações na Esplanada do Mineirão. Tudo […]

LEIA MAIS
photo

Viver só de música em BH? Leo Moraes, d’A Autêntica, te explica como

Autêntica Por Mariana Peixoto Viver exclusivamente de música desde sempre foi o sonho de Leo Moraes. Com os pés no chão, diga-se de passagem. Aos 47 anos – 25 deles de música – ele vem conseguindo seu intento atuando em diferentes frentes. Como músico, compositor, produtor e arranjador esteve à frente de duas bandas: Gardenais […]

LEIA MAIS