fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Festival leva poesia para periferia de BH

Durante um mês o Festival de Literatura Marginal reunirá nomes consagrados da poesia em três comunidade de BH

Por Thiago Fonseca *

20/02/2019 às 16:36 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: Petterson André / Divulgação - Nelson Maca

Obras de uma das primeiras e mais importantes escritoras negras do Brasil, Carolina Maria de Jesus, servirão de inspiração para jovens de três comunidades de Belo Horizonte. Entre os dias 21 de fevereiro a 21 de março eles terão bastante contato com a literatura. O  FELIM – Festival de Literatura Marginal, reunirá nesse período nomes consagrados da poesia nacional e da cena contemporânea em performances, encontros e palestras.

O evento será realizado em escolas do Aglomerado da Serra, no Alto Vera Cruz e no Lindéia. Também haverá atividades no espaço ArebeldiaAlém das performances, bate-papos e apresentações, o evento contará com a apresentação dos blocos Pena de Pavão, Seu Vizinho e Lindo Bloco do Amor. “No festival vamos trabalhar com os jovens o carnaval e obras Carolina de Jesus. Teremos atividades abertas ao  público e com alunos de escolas”, explica Danusa Carvalho. Ao lado de Flávio Renegado, ela é uma das idealizadoras do projeto.

Uma das ações que mais chamam atenção no Festival é o Sarau do Conhecimento. Na primeira semana, poetas das próprias comunidades visitarão três escolas, uma de cada aglomerado. Dessa maneira, farão apresentações e participarão de bate-papos com os alunos. Depois, serão desafiados a produzirem poemas que serão julgados no Sarau. Os vencedores ganharão premiações em dinheiro e kits de livros.

Para Danusa, o FELIM é uma forma de apresentar  incentivar os alunos a escreverem. E ainda: fomentar o gosto dos jovens pela cultura e literatura. “A gente se sente no papel de contribuir com a estima da escola e dos alunos. Além de ser um ato de solidariedade, é fundamental para o crescimento da comunidade e empoderamento do jovem”, pontua.

 

Continua após a publicidade...

 

Nomes de peso

A programação ainda conta com saraus abertos à comunidade com a presença de nomes como Mel Duarte, Leticia Brito, Nelson Maka, Berê Mc e Chacal. Após o festival, um livro de bolso será publicado com poemas dos convidados para o Festival.

Nascida em BH, Berê MC, será uma das participantes do projeto. Começou a compor aos 17 anos. Hoje escreve letras que levam a reflexões relacionadas à vida dentro da periferia e da escravidão no Brasil. Para ela, a poesia e a música transformam vidas e têm que ser ensinadas para os jovens. “Conheci a música e a poesia em um momento difícil da vida e isso foi transformador. Sendo assim, é preciso levar essas ferramentas para os jovens. Incentivar a escreverem o que estão vivendo”, pontua Berê.

 

Berê MC é uma das atrações do Festival – Foto: Arquivo Pessoal / Divulgaçaõ

Programação do fim de semana 

21/02 – Quinta-feira

Local: Barreiro – EM Professor Mello Cançado – Rua das Petúnias, 2058, Lindéia

20h – Performances

Mel Duarte (São Paulo) / Leticia Brito (RJ) / Nelson Maka (Salvador) / Bere Mc (BH) / Chacal (Rio de Janeiro)

21h – Manu Dias canta Carolina Maria de Jesus

21h30 – Cortejo Bateria PPK

22/02 – Sexta-feira

Local: Aglomerado da Serra – E.M. Senador Levindo Coelho – Rua Caraça, 910, Serra

15h – Performances

 / Mel Duarte (São Paulo) / Leticia Brito (RJ) / Nelson Maka (Salvador) / Bere Mc (BH) / Chacal (Rio de Janeiro) /

16h – Manu Dias canta Carolina Maria de Jesus

17h – Cortejo Bloco Seu Vizinho

23/02 – Sábado

Local: E.M. Israel Pinheiro – Rua Desembargador Bráulio, 1147, Alto Vera Cruz

17h – Performances

 Mel Duarte (São Paulo) / Leticia Brito (RJ) / Nelson Maka (Salvador) / Bere Mc (BH) / Chacal (Rio de Janeiro)

18h – Manu Dias canta Carolina Maria de Jesus

20h – Ensaio aberto Lindo Bloco do Amor

24/02 – Domingo

Local: Alto Vera Cruz – Arebeldia – Rua Desembargador Bráulio, 167, Alto Vera Cruz

14h – Mesa: caminhos da palavra: Literatura e poesia como instrumentos de transformação com Márcia Maria Cruz, Mel Duarte e Flávio Renegado

15h – Sarau da Vera – Performances + Microfone aberto

 / Mel Duarte (São Paulo) / Leticia Brito (RJ) / Nelson Maka (Salvador) / Bere Mc (BH) / Chacal (Rio de Janeiro) /

 

Continua após a publicidade...

photo

Corredor Leste vira projeto cultural permanente na região do Horto

Até o dia 20 de maio, o bairro Horto recebe a Segunda edição do Corredor Leste. E a boa notícia é que o projeto que iniciou de maneira informal, vai virar rotina. Trata-se de uma parceria entre os espaços culturais localizados próximos da Estação Horto do metrô. De acordo com o gerente operacional do Galpão […]

LEIA MAIS
photo

Da cidade do mar à cidade do bar: conheça o Boteco da Alaíde

Cadeiras e mesas de plástico no passeio. Estufa. Cartazes com propagandas de bebidas alcóolicas, músicas tocando ao fundo, cheiro de fritura, luzes baixas. Todas as características de um boteco tradicional da grande BH. Mas algo faz com que este seja diferente dos demais: a Alaíde Carneiro. Por muito tempo, o Bar Bracarense, localizado no Leblon […]

LEIA MAIS
photo

Dos guardanapos para as redes sociais: uma perspectiva para literatura nos tempos digitais

Por Francyne Perácio Expressar a arte seja por versos, pinturas, imagens, esculturas e performances não é nenhuma novidade, mas e no ambiente virtual? Como a literatura dialoga com a instantaneidade da internet? O poeta, escritor e jornalista, Fabrício Carpinejar, autor de Liberdade na vida é ter amor para se prender, reuniu em sua obra frases […]

LEIA MAIS