Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Fartura desembarca no Inhotim pela primeira vez com propósito significativo

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Público pode participar de debates sobre identidade alimentar brasileira no Festival gastronômico Fartura. E, claro, provar pratos e petiscos

Por Aline Gonçalves | Colunista de Gastronomia

Há poucos anos, era comum que se discutisse se a gastronomia era ou não um campo cultural. Felizmente, esse tempo ficou para trás. Agora consolidada em seu lugar, a gastronomia ganha hoje um capítulo diferente em Minas Gerais. Está ainda mais sinérgico à cultura em sua essência. Uma prova é a chegada do Festival Fartura, o principal do tipo no Estado, ao Inhotim. O espaço é/reúne um dos mais importantes acervos de arte contemporânea no país.  

O debate por lá será, agora sim, significativo. Chefs convidados vêm a Minas para falar sobre a identidade alimentar brasileira durante três dias. Ao fim, vão lançar o Manifesto Maniba, que visa direcionar como a culinária brasileira pode se expandir pelo mundo sem perder suas origens. Para tanto, o Fartura se uniu ao Itamaraty. Estarão presentes os cinco embaixadores gastronômicos do país, um de cada região. São eles: Morena Leite, Janaina Rueda, Manu Buffara, Saulo Jennings e Paulo Machado – além de Claude Troisgros, como mediador.

Programação

A programação é aberta ao público visitante do Inhotim. Assim, nesta sexta, inclusive, a entrada é gratuita – assim como em todas as últimas sextas de cada mês. Mas exige retirada de ingresso pelo site. É preciso observar que, no espaço onde o Fartura ocorre (Espaço Igrejinha), só serão aceitas 200 pessoas por vez.

“É uma emoção, pois, para mim, a cozinha é arte, é a forma como um povo reflete a identidade de um país. Não precisamos do idioma para nos comunicar. As receitas, os ritmos e as telas/ esculturas falam por si só”, comenta a chef Morena Leite, embaixadora representante da região Nordeste, sobre o fato de o evento ser Inhotim. Para ela, os pontos fundamentais desta identidade gastronômica do país são afeto e abertura. “Nós, brasileiros, somos abertos ao diferente, absorvemos a cultura do mundo e a transformamos em nossa. O lema é pensar global e agir local”, diz.

“Assim como a tapioca, que é um derivado da mandioca, nossa raiz mais nutritiva, nós, brasileiros, temos esta característica de absorver o que tem de bom no exterior, nos misturarmos, nos adaptarmos e transformarmos, sempre com afetividade. A cozinha brasileira ainda não tem grande representatividade, por isto, com o movimento Maniba, pretendemos, junto com o Itamaraty, reunir um exército de chefs brasileiros para expandirmos nossa cultura mundo afora”, defende.

Retorno presencial

À frente do Fartura, que inicialmente surgiu como festival gastronômico em Tiradentes, um dos pioneiros no país, Rodrigo Ferraz também celebra o local onde o encontro será realizado. “É um grande momento, pois é a junção de duas marcas importantes para Minas Gerais, sendo que o Inhotim representa reflexão, vanguarda. E além disso, será em um grande centro cultural do Estado e do Brasil, conhecido em todo o mundo, e o tema que vamos abordar é justamente a internacionalização da gastronomia”, diz.

O Fartura Gastronomia em Inhotim marca o início da retomada dos eventos presenciais do projeto. Ainda estão previstas outras cinco iniciativas abertas ao público em 2022.

Festival gastronômico, Fartura desembarca no Inhotim pela primeira vez com propósito significativo. Foto: William Gomes
Festival gastronômico, Fartura desembarca no Inhotim pela primeira vez com propósito significativo. Foto: William Gomes

Comida ao vivo

Para além da parte teórica, que ocorre nos fóruns apelidados de Encontro Cultivar, obviamente o Fartura Gastronomia em Inhotim vai contemplar a comida preparada in loco. Também será montada uma espécie de mercearia, com 16 pequenos produtores que vão vender licores, quitandas, cafés, entre outros.

Na cozinha ao vivo, os embaixadores apresentam receitas a serem consumidas ali mesmo, com preços que variam de R$ 15 a R$ 35. Os chefs estarão acompanhados por seus pupilos: Romário dos Santos (com Morena Leite), Júlia Aguiar (com Janaína Rueda), Lucas Caslu (com Paulo Machado), Ricardo Branches (com Saulo Jennings) e Lucas Correia (com Manu Buffara). Júlia e Janaína, por exemplo, ensinam e servem um cuscuz de porco com ora-pro-nobis, representando a culinária do Sudeste, enquanto Ricardo e Saulo, representantes do Norte, fazem um arroz de pato no tucupi com jambu e quiabo. Além disso, há um nome de Minas nesse espaço: Márcia Nunes, filha de Dona Lucinha.

Os restaurantes do Instituto Inhotim – Tamboril e Oiticica –, por sua vez, terão sobremesas assinadas pelos convidados. Além disso, oito restaurantes de Brumadinho vão receber, para almoços e jantares, chefs de BH. São eles: Juliana Duarte, Flávio Trombino, Caio Soter, Caetano Sobrinho, Henrique Gilberto, Cristóvão Laruça, André Paganini e Luiz Paulo Mairink, que estarão no Vila da Lavanda, Bistrô Massa Demais, Rancho do Peixe, Curral Carnes e Empório, Restaurante Abóbora, Ateliê Abrahão, Rota V8 e Bistrô Mendes. Os menus completos variam de R$ 150 a R$ 239.

Relações

A chef Juliana Duarte, do Cozinha Santo Antônio, em BH, vai ao Vila da Lavanda,  e avalia a chance como importante. “Primeiro aproxima os chefs, cria relações, fortalece a parceria, algo muito importante para o mercado da gastronomia. Nós precisamos estar unidos, toda a cadeia produtiva, incluindo nossos fornecedores. Essa união é que fará a economia criativa rodar, e a gastronomia é um segmento importantíssimo dessa economia, especialmente em Minas Gerais. Eu vejo esses encontros como uma oportunidade de criar conexões que irão contribuir para este reconhecimento e fortalecimento”, destaca.

“A troca de experiência e de saberes é maravilhosa. Foi bem legal conhecer o André (do Vila da Lavanda), e tivemos uma troca muito fácil e rica. Ele, com a experiência da brasa e da carne, e eu entrei com meu interesse e encanto com os vegetais, sua diversidade de sabores e de cores. Ficou bem bonita a mistura”, analisa.

Fartura Gastronomia


Data: 29, 30 de abril e 1º de maio de 2022
Local: Instituto Inhotim, Brumadinho – MG
Programação: das 10h às 17h. Detalhes no farturabrasil.com.br

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

[ COMENTÁRIOS ]

[ NEWSLETTER ]

Fique por dentro de tudo que acontece no cinema, teatro, tv, música e streaming!