fbpx
Curadoria de informação sobre artes e espetáculos, por Carolina Braga

Falke Bier inaugura casa na região centro-sul da capital

Espaço foi criado para comemorar 15 anos da cerveja e teve planejamento arquitetônico para agradar público cervejeiro

Por Gabriel Lacerda *

26/04/2019 às 16:01 | *Colaborador

Publicidade - Portal UAI
Foto: QuartoStudio / Divulgação.

Festa de 15 anos. Lista de convidados, som, comidas, recepcionistas, garçom, aluguel de salão, “pais” preocupados em tudo dar certo, aquela tensão pré festa e bebida, neste caso, muita cerveja. Cenário típico das tradicionais festas de quinzes anos da capital, mas, desta vez, a aniversariante não era uma pessoa. Apelidada carinhosamente de filha, por Marco Falcone, a Falke Bier, agora, ganhou de presente dos pais uma casa no coração da região centro-sul.

Imagine você nos anos 80 fazendo cerveja na panela. Certamente, alguns vizinhos e familiares poderiam achar estranho, mas, depois de 15 anos, entenderiam que todo início “maluco” se transformou num negócio. A Falke começou na panela. Era um hobbie que depois virou sustento e parte da família Falcone.

“Em uma viagem a trabalho para Alemanha, fui provar uma cerveja e vi que era parecida com a que eu fabricava. Depois de ter uma luz, comecei a estudar como eram produzidas as cervejas, tudo. E trouxe a ideia para o Brasil”, conta o sócio-proprietário da Falke Bier Marco Falcone. “Eu e meus irmãos decidimos largar tudo e dedicar na produção de cerveja. Em 2004, ao lado do sítio de minha família, abrimos a fábrica da Falke”, completa.

Marco ainda relata dos problemas no início da Falke. “Colocar o produto para vender era o mais difícil. As grandes empresas de cerveja dificultavam muito. A gente não tinha dinheiro, a alternativa era que por si só o produto se garantisse devido à qualidade. Os impostos, mão de obra especializada, maquinário e a logística de transporte também eram algumas das dificuldades, mas não desistimos”, relata.

 

Foto: QuartoStudio / Divulgação.

Casa Falke

Ao longo de sua trajetória, a Falke foi conquistando os espaços e consolidando seu nome no mercado. Após 15 anos, e para atender o pedido do público, a família Falcone decidiu abrir sua primeira Casa. O espaço foi planejado para atender a demanda do público e dos pontos de venda.

Na Casa Falke funcionará o bar e o escritório da empresa. Segundo Marco, a ideia é ganhar agilidade na distribuição, visto que o espaço está na melhor localizado. Além disso, a Casa, planejada pelo arquiteto Junior Piacesi,  possui capacidade de 1 mil barris para estoque.

Em parceria com Junior, o sócio-proprietário da Falke montou um espaço no qual deixasse o mineiro mais confortável possível. “A gente queria um lugar que o pessoal ficasse mais tranquila. Igual mineiro gosta! Pensamos num deck, no qual a pessoa se sente na rua, mas não está e o ambiente é aberto com árvores por perto”, explica Marco

“Na Falke Bier, o objetivo foi um ambiente tranquilo e confortável, criar a experiência da cerveja por meio de pequenos detalhes como por exemplo a iluminação no forro metálico em alusão às bolhas e à tonalidade amarelada da bebida. Para isso, incorporamos o conceito estético de cervejaria ao ambiente, aliado a uma linguagem industrial, moderna, com elementos do brutalismo”, explica Junior Piacesi.

 

Comes e Bebes ou só Bebes e bebes?

Claro que não poderiam deixar de faltar comidas para harmonizar com as 15 biqueiras de cerveja Falke. Pensando nisso, serão servidas pizzas de vários sabores (R$ 25) e empanadas (R$ 20 por seis unidades) do Pizza Sur. Aliás, na hora de pedir é só perguntar qual sabor combina mais com cada tipo de cerveja. Além disso, serão oferecidos sanduíches (R$ 18 a 26) e petiscos variados (R$ 35).

São 15 tipos de cervejas que serão vendidos das seguintes formas: 300 ml, varia de R$ 8 a R$18. Chope de 500 ml, varia de R$ 10 a R$22. Chope de 1 L, varia de R$ 16 a R$40. Garrafa, varia de R$ 12 a R$150. “Toda cerveja artesanal tem cultura e história nela”, conta Marco. A cerveja Ouro Preto é produzida com grãos de café torrados na própria Fábrica. Aliás, ela foi criada para homenagear a cidade mineira e em seu rótulo possui a Igreja de São Francisco de Assis.

 

Foto: BS Fotografias / Divulgação.

 

Outra cerveja com uma história bem legal é a Monasterium, que segue uma receita dos mosteiros Belgas. “Ela foi a primeira cerveja do Brasil que foi engarrafada na garrafa de champagne e enrolhada como os espumantes. Ela fica numa adega subterrânea por 45 dias ao som de canto gregoriano”, relata Marco. Aliás, quem deseja ver essa adega, ela está reproduzida, em menor escala, na Casa Falke.

 

Endereço: Rua Major Lopes, 623, São Pedro. Funcionamento: Seg a Dom  16h às 23h Instagram: @falkebier

photo

Vinho simplificado: La Vinicola abre segunda unidade no Buritis

Vinho descomplicado. Foi com essa proposta que os sócios Gustavo Cruz, Ramon Cruz, Victor Barbieri e Vitor Pacheco abriram o La Vinicola em Belo Horizonte. Primeiro, um espaço relativamente pequeno em Lourdes. Aos poucos, cresceu para a loja do lado. Agora, ganhou mais uma unidade no Bairro Buritis. Ou seja, sinal claro de que o […]

LEIA MAIS
photo

Burger Fest abre temporada de hambúrgueres surpreendentes em BH

Pegue um papel e uma caneta para anotar a fórmula de um bom festival. Primeiro, junte criatividade e doses de experiências em eventos internacionais. Depois, adicione hambúrgueres, molhos e vontade de querer fazer diferente. Ao final, escolha um nome e convide chefs de cozinha e cozinheiros para fazerem hambúrgueres diferentes dos tradicionais. ‘Voilà!’. São com […]

LEIA MAIS
photo

Teu Caso: restaurante com galeria busca democratização da arte

Galerias de arte nunca foram o lugar preferido das crianças. Nem mesmo de muitos adultos. Porém a ideia de que exposições, museus, mostras e afins era programa de intelectuais e estudantes de artes ficou para trás. Bem no centro da capital mineira, um restaurante recém-chegado apresenta uma proposta diferente. O Teu Caso chegou com a […]

LEIA MAIS
photo

Confira as recomendações para o fim de semana: 05 de abril

De Djavan a Gus Van Sant. Como não dizer que as dicas que separamos para você são variadas? Pois é este o espectro que temos para o fim de semana. No meio disso, atrações internacionais. É a montagem Celui Qui Tombe, que veio da França para abrir o Festival de Teatro de Curitiba e lançou […]

LEIA MAIS
photo

Exposição CRIA: uma viagem sensível pela tenra infância

“Cria”. Na terceira pessoa do verbo “criar”e sinônimo do termo “criação”; um processo. E é justamente este o peso do nome da nova exposição do Centro Cultural Minas Tênis Clube. CRIA, com curadoria de Marconi Drummond, é um conjunto de invenções criativas que remetem à infância. Com obras dinâmicas, o projeto todo possui esculturas, fotografias, […]

LEIA MAIS
photo

Cinema em tangente com o teatro marca ‘Dogville’ nos palcos

Curitiba – O público de Belo Horizonte pode aguardar. A produção da peça Dogville contou que negocia para o segundo semestre uma temporada do espetáculo no Centro Cultural Banco do Brasil. Se prepare pois, se o filme já era forte, a proximidade do palco no Teatro I do espaço tende a potencializar a relação da […]

LEIA MAIS